2022-04-25T17:54:50-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
DESTAQUES DA BOLSA

PDG (PDGR3) disparou mais de 9%; por que as ações desta e de outras construtoras da B3 subiram forte hoje?

Não há nenhuma grande notícia que explique o desempenho do setor, mas algumas pistas ajudam a solucionar esse mistério

25 de abril de 2022
17:53 - atualizado às 17:54
A alta no preço dos insumos dificulta a vida das construtoras da B3 - Imagem: rawpixel.com/freepik

A segunda-feira (25) foi mais um dia negativo para o Ibovespa — e, por isso, a alta de parte das construtoras e incorporadores da B3 chamou a atenção dos investidores. A PDG Realty (PDGR3), por exemplo, que está fora do índice, disparou 9,22% e foi a segunda maior alta do pregão.

 A Tenda (TEND3), outra companhia ausente da carteira do Ibovespa, também se destacou no dia, com ganhos de 6,50%. Veja o desempenho de outros nomes da construção:

  • Cury (CURY3): -0,93%
  • Cyrela (CYRE3): +2,19%
  • Direcional (DIRR3): -0,69%
  • Even (EVEN3): +1,24%
  • Eztec (EZTC3):  +2,20%
  • MRV (MRVE3): +1,95%
  • Lavvi (LAVV3): +0,80%
  • Melnick (MELK3): -1,50%

Fuga das commodities ajuda a explicar a alta do setor

Não há nenhuma grande notícia que explique o desempenho das construtoras hoje, segundo Pedro Galdi, analista Mirae Asset. Para ele, este movimento está ligado a uma troca de posições de investidores, que estão deixando as ações ligadas às commodities e apostando em papéis dos setores de atividades industriais e comerciais.

Vale lembrar que as commodities estão por trás de boa parte da queda do mercado acionário nos últimos dias. Os indícios de que o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, deve promover uma elevação de juros mais brusca, além dos novos surtos da covid-19 na China, pressionam as empresas que trabalham com minério de ferro e petróleo, por exemplo.

A explicação soluciona o mistério de porque várias ações de construção e incorporação subiram sem motivos aparentes hoje. Mas, ainda fica a dúvida: como a PDG, uma empresa fora do Ibovespa e que passou por vários problemas financeiros nos últimos anos, é a que mais avançou no setor?

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

Caça às pechinchas beneficia PDG (PDGR3)

O analista da Mirae também tem uma hipótese para responder a essa pergunta. “ Este é o famoso movimento de caça às pechinchas, ou àquelas [ações] que ficaram muito atrasadas”.

O rótulo de “pechincha” cabe bem para a PDG: mesmo com o salto registrado hoje, ela ainda recua 73,26% nos últimos doze meses. E o “desconto” dos papéis é fruto da situação financeira da construtora, que ainda é delicada.

No quarto trimestre, a companhia registrou lucro líquido de R$ 348,6 milhões, um salto de quase cinco vezes em relação aos R$ 70,3 milhões obtidos nos últimos três meses de 2020.

Mas o resultado — que marca os melhores três meses do ano para a empresa — foi impulsionado por ajustes sobre dívidas extraconcursais no processo de recuperação judicial.

A origem do desconto nas ações da PDG (PDGR3)

Vale lembrar que, no início da década de 2010, a incorporadora chegou a ser o maior nome do mercado imobiliário no país.

A situação começou a mudar a partir de 2012, em meio ao esfriamento do mercado imobiliário. Somados à falta de executivos com experiência no setor à frente da gestão, os problemas no cenário macroeconômico e setorial quase levaram a companhia à falência.

Sem alternativas e com cerca de R$ 7,9 bilhões em dívidas, a PDG iniciou em 2017 o processo de recuperação judicial. 

Após pouco mais de quatro anos em andamento, o processo foi encerrado em outubro do ano passado e, segundo a empresa, permitiu a reestruturação de R$ 5,3 bilhões em dívidas com 22 mil credores.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

AGRO EM ALTA

Governo oferecerá mais de R$ 340 bilhões para produtores rurais no novo Plano Safra; valores entram em vigor em julho

O programa do governo federal prevê o direcionamento de recursos públicos para financiar e apoiar a agropecuária nacional

O SOL HÁ DE BRILHAR MAIS UMA VEZ

Cemig (CMIG4) amplia presença em energia solar em negócio milionário; confira os detalhes do negócio

A transação envolve três usinas fotovoltaicas e reforça a estratégia da companhia de crescimento sustentável no mercado de geração distribuída

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa abaixo dos 100 mil novamente, presidente da Caixa pede demissão e o salvador do mundo cripto; confira os destaques do dia

As últimas semanas parecem ter inaugurado um novo modus operandi no mercado financeiro: não há boa notícia ao amanhecer que perdure até o anoitecer.  Alta de commodities, alívio no cenário fiscal, retomada econômica chinesa. Pode escolher a sua arma, nada parece forte o suficiente para enfrentar o temor de uma recessão global e de um […]

Nova aquisição

Ambipar (AMBP3) volta às compras e adquire a Bioenv, que desenvolve projetos de monitoramento do meio ambiente

Como a compra foi feita por meio da controlada Ambipar Response ES S.A., não precisará ser aprovada pelos acionistas da empresa mãe

FECHAMENTO DO DIA

Temor de recessão segue forte e Ibovespa volta a perder os 100 mil pontos; dólar cai com PEC melhor que o esperado

O Ibovespa chegou a amanhecer no azul, mas os temores que rondam o mercado falaram mais alto