🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-02-24T09:20:52-03:00
Carolina Gama
NA SAÚDE E NA DOENÇA

Mais um casamento à vista: Rede D’Or compra SulAmérica Seguros; saiba o que muda para o acionista

Negócio deve ser um dos maiores do ano e segue a movimentação intensa de fusões e aquisições no setor de saúde nacional

23 de fevereiro de 2022
19:08 - atualizado às 9:20
Sulamérica
Imagem: Divulgação

Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza. Se os votos durarão até que a morte as separe, ainda não dá para saber, mas a Rede D'Or comprou a SulAmérica Seguros, a maior seguradora independente do Brasil. Os conselhos de administração das duas empresas aprovaram a transação nesta quarta-feira (23).

O casamento entre as empresas é relâmpago e é fruto de uma negociação que começou há pouco mais de uma semana, segundo noticiou o jornal O Globo. 

E tudo indica que a aquisição deve ser uma das maiores de 2022. A SulAmérica tem cerca de 7 milhões de clientes e em 2021 registrou um lucro líquido de R$ 332,7 milhões - uma queda de 58% em relação a 2020.

O enlace com a Rede D'Or

De acordo com comunicado, a base acionária da SulAmérica será incorporada pela Rede D’Or. Com isso, os acionistas da seguradora receberão papéis da operadora hospitalar. 

Essa relação de troca leva em consideração o preço de fechamento das ações da SulAmérica no dia 18 de fevereiro, quando fecharam em R$ 8,52, mais um prêmio de 49,3% sobre as units.

Após a incorporação, os acionistas da SulAmérica receberão ações equivalentes a 13,5% do capital da Rede D'Or, avaliada em R$ 111,575 bilhões na bolsa no fechamento de hoje. 

Esse percentual levaria à emissão de 307,7 milhões de novas ações da Rede D'Or, que seriam destinadas aos acionistas da seguradora, hoje avaliada R$ 10,3 bilhões no mercado. Assim, para cada 100 papéis da SulAmérica, os acionistas receberiam 25,61 papéis da rede hospitalar. 

Multa bilionária

Como em todo casamento, espera-se que os cônjuges sejam fiéis. Neste caso, a SulAmérica assumiu uma obrigação de exclusividade com a Rede D'Or por um período de 12 meses. A multa caso a seguradora negocie com outros compradores é de R$ 5 bilhões.

Outro compromisso, assumido pelos controladores, é de 18 meses e prevê uma multa de R$ 2 bilhões caso rompam com o compromisso de votar de forma contrária a qualquer operação concorrente que seja submetida à assembleia geral da SulAmérica. 

Rede D'Or casa, mas segue independente

Casadas sim, mas independentes. Pelos termos do acordo, as duas empresas atuarão de forma separada. Na área de saúde suplementar, será mantida a independência.

A SulAmérica, portanto, continuará com seus negócios nos planos de saúde, de seguros de vida e outros. Assim como o negócio de gestão de ativos, pelo qual oferta vários fundos de investimentos.

A transação será submetida à assembleia geral das duas empresas, sem data marcada, e aos órgãos reguladores como Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e Superintendência de Seguros Privados (Susep). 

Setor de saúde está movimentado

O setor de saúde tem visto uma movimentação de fusões e aquisições. Uma das mais recentes envolveu a Hapvida (HAPV3), que mal concluiu a fusão com o Grupo NotreDame Intermédica (GNDI3) e comprou o Grupo Smile

O negócio, que envolveu a operadora de saúde que tem foco na região Nordeste, foi avaliado em R$ 300 milhões.

Também de olho no Nordeste, a Mater Dei (MATD3) anunciou neste mês a compra de 95% do EMEC (Empreendimentos Médico Cirúrgicos), um hospital tradicional da região de Feira de Santana.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

FII DO MÊS

Fundos de papel retornam ao topo da preferência dos analistas; veja quais são os FIIs favoritos para julho

6 de julho de 2022

Em meio ao temor de recessão global, as corretoras consultadas pelo Seu DInheiro voltaram-se novamente para a proteção do papel

ESQUENTA DOS MERCADOS

Bolsas estrangeiras patinam à espera da ata do Fed e dos dados de desemprego nos Estados Unidos

6 de julho de 2022

Investidores preparam-se para a divulgação da ata do Fed na tentativa de prever os próximos passos da política monetária norte-americana

Especiais SD

Onde investir no 2º semestre: Renda fixa, nós gostamos de você! Com juros altos, ativos mais rentáveis do ano continuam atraentes

6 de julho de 2022

No difícil primeiro semestre de 2022, ativos de renda fixa foram os únicos a se salvarem, especialmente aqueles que se beneficiam da alta dos juros; para o resto do ano, esses investimentos permanecem interessantes, e investidor não precisa correr muito risco para ganhar dinheiro

NOITE CRIPTO

Parece, mas não vai: bitcoin segue preso ao patamar de US$ 20 mil; saiba o que está no caminho do BTC

5 de julho de 2022

Investidores devem ficar atentos à divulgação da ata da reunião do junho do Federal Reserve, prevista para amanhã — documento tem potencial para aumentar a volatilidade do mercado

AGORA É PRA VALER

Petrobras (PETR4) conclui a venda de participação na Deten Química — veja quanto entrou no caixa da estatal

5 de julho de 2022

O negócio, que tinha sido anunciado em abril, encerra a presença da petroleira na fabricante das principais matérias-primas para o segmento de limpeza doméstica e comercial no Brasil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies