O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-02-10T13:35:38-03:00
Camille Lima
PODER DA MÍDIA

Binance, exchange de bitcoin, vai investir mais de R$ 1 bilhão na Forbes para aumentar conhecimento dos consumidores sobre criptomoedas

Investimento é mais um passo para a Forbes em direção à sua abertura de capital na bolsa de valores de Nova York, que acontecerá por meio da fusão com a Magnum Opus

10 de fevereiro de 2022
13:35
Foto de criptomoedas jogadas em cima de notas de dólar, ao lado de um celular mostrando o logo da Binance
Imagem: Primakov/Shutterstock

Não é de hoje que a Forbes quer ter ações negociadas na bolsa de valores de Nova York (Nyse), mas hoje a empresa deu mais um passo em direção ao seu sonho — desta vez, por meio da Binance e de seus planos.

A maior exchange de criptomoedas do mundo vai investir estrategicamente US$ 200 milhões — ou aproximadamente R$ 1,04 bilhão, na conversão atual — na revista e na Magnum Opus.

O plano da Binance é educar os consumidores e leitores sobre o mercado de criptomoedas e a tecnologia blockchain.

“Sabemos que a mídia é um elemento essencial para construir uma ampla compreensão e educação do consumidor. Estamos ansiosos para reforçar as iniciativas digitais da Forbes, à medida que evoluem para uma plataforma de insights de investimento de próximo nível”, afirmou Changpeng 'CZ' Zhao, fundador e CEO da Binance.

O investimento da Binance

Com o investimento, a Binance vai assumir metade dos compromissos no investimento privado de US$ 400 milhões em ações públicas (PIPE, na sigla em inglês).

O aporte privado foi anunciado em agosto de 2021, na mesma época em que a revista divulgou sua intenção de abrir capital.

“Com a Binance assumindo os compromissos existentes do PIPE, o tamanho geral do PIPE continuará em US$ 400 milhões, e o investimento da Binance será substancialmente de acordo com os mesmos termos dos investidores do PIPE existentes”, anunciou a Forbes.

Cadeiras no conselho

Além do aporte, o negócio ainda inclui uma dança das cadeiras no conselho de administração da Forbes.

Como parte do acordo, Patrick Hillmann, diretor de comunicações da Binance, e Bill Chin,  chefe da Binance Labs, vão se juntar ao conselho depois que a fusão da Forbes e da Magnum Opus for concluída.

“Com o investimento da Binance na Forbes, agora temos a experiência, a rede e os recursos da principal exchange de criptomoedas do mundo e uma das inovadoras de blockchain mais bem-sucedidas do mundo”, disse o CEO da Forbes, Mike Federle.

Forbes em Nova York

A abertura de capital da Forbes na Nyse aconteceria através de uma combinação de negócios com a Magnum Opus anunciada no ano passado. O negócio deve ser concluído ainda no primeiro trimestre de 2022.

Quando isso acontecer, a Forbes começará a ter ações negociadas em bolsa sob o ticker “FRBS”. 

“A abertura de capital permitirá que a Forbes capitalize ainda mais sua transformação digital bem-sucedida, usando tecnologia e insights orientados por dados para criar públicos mais profundamente engajados e fluxos de receita recorrentes e de alta qualidade associados”, disse a empresa em nota à imprensa.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

PORTFÓLIO DE BILHÕES

Aposta contra a Apple (AAPL34)? Veja as mudanças que Warren Buffett, Michael Burry e investidores de elite fizeram nas carteiras

Esses pesos-pesados do mercado financeiros tomaram decisões surpreendentes no primeiro trimestre; confira as mudanças mais significativas que eles fizeram no período

DO BRASIL PRO MUNDO

Guedes tem encontro com Escobari, da General Atlantic, e vai a jantar do BTG; confira a agenda do ministro em Davos

O banqueiro André Esteves, que em abril voltou ao comando do conselho do BTG Pactual, está participando do evento na Suíça

UMA TECH ATRAENTE

É hora da Locaweb? Saiba por que o Deutsche Bank vê ponto de entrada para as ações LWSA3

Banco alemão atualizou a recomendação para a empresa de neutra para compra e vê potencial de valorização de mais de 50% para os papéis

O QUE VEM POR AÍ

Ata do Fed e IPCA-15: confira a agenda de indicadores da semana aqui e lá fora

Nos Estados Unidos, a segunda prévia do PIB no primeiro trimestre também é destaque; na Europa, o PIB da Alemanha é o principal dado

CAMINHO DO MEIO

Menor rejeição e apoio interno no MDB dão vantagem a Simone Tebet; veja os rumos da senadora da terceira via

Maior desafio, segundo marqueteiros, é torná-la popular: 46% do eleitorado desconhece Simone Tebet, segundo pesquisas recentes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies