🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-03-18T13:10:39-03:00
Camille Lima
MAIS UMA OFENSIVA À VISTA?

Rússia já tem um novo alvo? Entenda o que coloca a Moldávia na mira de Putin depois da invasão da Ucrânia

A Moldávia é um pequeno país localizado no Leste Europeu que faz fronteira com a Ucrânia e que conta com uma região separatista aliada à Rússia; saiba mais sobre a situação

18 de março de 2022
13:10
Vladimir Putin, presidente da Rússia
Saiba mais sobre as preocupações sobre Putin, presidente da Rússia, invadir a Moldávia. - Imagem: Sergei KarpukhinTASS/Getty Images

Já faz três semanas desde que o mundo acordou ao som de bombardeios no Leste Europeu. Mas, se alguém apostava que o presidente da Rússia fosse se contentar com a invasão na Ucrânia, analistas trazem péssimas notícias: Putin pode já estar de olho em seu novo alvo, e os moldavos que se preparem.

De acordo com uma reportagem da CNBC, analistas acreditam que a Moldávia, outro país do Leste Europeu, pode ter entrado na mira do presidente russo.

“Se o conflito escalar além da Ucrânia, a Moldávia é um dos lugares mais bem classificados na lista”, disse Adriano Bosoni, diretor de análise da Rane, à CNBC.

Essa preocupação, porém, não é de agora. Desde o avanço das tropas da Rússia no país de Volodymyr Zelensky, as autoridades moldavas já vinham expressando preocupação sobre a crise na região.

“Ontem de manhã, acordamos em um mundo novo, mais violento, mais incerto, mais instável. É um mundo onde a guerra não provocada está cobrando seu preço perto de nossas fronteiras”, disse a presidente da Moldávia, Maia Sandu, um dia depois da invasão do país vizinho.

O que a Moldávia tem a ver com a guerra da Rússia?

Sei que você deve estar se perguntando “Mas o que bulhufas a Moldávia tem a ver com a Rússia e o que está acontecendo na Ucrânia?”.

Toda essa situação tem uma longa história, que deixa o pequeno país europeu basicamente sob os holofotes de Vladimir Putin. Vou explicando do começo.

A ex-república soviética Moldávia é um país sem litoral localizado na fronteira ocidental da Ucrânia, que depende totalmente da Rússia como fonte de energia, uma vez que 100% de seu gás e 80% de sua eletricidade tem origem russa.

Entre a Moldávia e a Ucrânia, ainda existe a Transnístria, uma região que considera-se independente da Moldávia.

Transnístria e a Rússia

A relação da Transnístria com a Rússia começou lá perto de 1919, quando o território foi incorporado à URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas). 

De lá pra cá, muita coisa aconteceu, mas o país de Vladimir Putin ainda mantém fortes relações com a região separatista, inclusive fornecendo gás natural gratuitamente para o território aliado.

Hoje, existem cerca de 1.300 soldados da Rússia acampados na Transnístria e um estoque de 20 mil toneladas de munição, um dos maiores depósitos de armas da Europa, localizado bem na fronteira com a Ucrânia.

Como essas munições são sobras de combates que aconteceram na região durante os anos 1990, cerca de 11 mil toneladas estão vencidas, o que resulta em apenas 9 mil toneladas utilizáveis, de acordo com Nicu Popescu, ministro das Relações Exteriores da Moldávia.

  • IMPORTANTE: liberamos um guia gratuito com tudo que você precisa para declarar o Imposto de Renda 2022; acesse pelo link da bio do nosso Instagram e aproveite para nos seguir. Basta clicar aqui

Putin tornaria a Transnístria um estado independente?

O presidente Vladimir Putin já deixou registrado seu apoio para o líder da Transnístria, mas não deu indícios de reconhecer o território como um estado independente, como fez com Donetsk e Lugansk, na Ucrânia.

“Para mim, é super interessante que a Rússia ainda não tenha reconhecido a Transnístria como uma república independente da mesma forma que fez com Lugansk e Donetsk”, disse Adriano Bosoni.

Se isso acontecesse, porém, seria um claro indício de que Putin estaria considerando levar os conflitos da Ucrânia até a Moldávia.

E, para o jornalista Thomas de Waal, caso as tropas russas avançassem na região separatista, não seria possível mandá-las embora.

"Se os russos aparecerem, eles dirão 'Você nos deve', e a Transnístria seria incapaz de dizer não", disse ele.

A Moldávia está sob risco de invasão?

Para Adrian Bosoni, ainda não existem sinais definitivos de que o presidente russo esteja planejando a invasão à Moldávia, que seria uma “situação de baixa probabilidade e alto risco”.

Mas, se a Rússia realmente caminhar por esse caminho, os 2,6 milhões habitantes da Moldávia e os 350 mil imigrantes ucranianos que se refugiaram lá estariam sob dificuldades.

Devido à sua localização, uma ofensiva à Moldávia poderia criar uma alternativa para Putin na hora de invadir a Ucrânia, uma vez que abriria uma porta dos fundos para o sudoeste do país de Zelensky, de acordo com Clinton Watts, pesquisador do Foreign Policy Research Institute.

Além disso, o pesquisador destacou os possíveis planos do líder da Rússia: “Acho mais provável que ele queira tomar o sul da Ucrânia e se reunir com a Transnístria, usando isso como uma plataforma de lançamento para conquistar a Moldávia”, acrescentou Watts.

Mas, para Nicu Popescu, ministro das Relações Exteriores da Moldávia, ainda não existem indícios de qualquer ofensa à Ucrânia por parte da Transnístria.

“Não vemos sinal de que a região da Transnístria, tanto suas forças de segurança locais quanto dos militares russos acampados no território, tenha intenção de começar uma ação militar na Ucrânia.”

Mesmo assim, Popescu alertou: “precisamos estar preparados para todos os riscos possíveis e vai depender muito do curso da guerra na Ucrânia”.

*Com informações de CNBC e Global News CA

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

GALINHA DOS OVOS DE OURO

Subsidiária da MRV (MRVE3) nos EUA garante mais de R$ 1 bilhão para construtora com venda de empreendimentos na Flórida

A Resia vendeu dois conjuntos localizados na Flóridas e a negociação rendeu cerca de R$ 375 milhões aos cofres da incorporadora

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

A quadrilha triste do Ibovespa e o nascimento de uma nova gigante; confira os destaques do dia

O mês de junho vai chegando ao fim, mas o mercado financeiro parece longe de se juntar às alegres festividades juninas espalhadas pelo país.  Na B3 e em Wall Street, os investidores dançam uma quadrilha pra lá de triste e cheia de obstáculos.  Não estamos falando de uma ponte quebrada, uma cobra perdida ou uma […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa despenca mais de 11% e tem o pior mês desde março de 2020; dólar sobe a R$ 5,23

O início do aperto monetário do Federal Reserve levou os ativos globais a ter um semestre para esquecer – e o Ibovespa não escapou disso

Proventos

Dividendos: Rede D’Or (RDOR3) e Raia Drogasil (RADL3) vão distribuir quase R$ 300 milhões em juros sobre capital próprio; veja detalhes

Pagamento de nova leva de proventos aos acionistas está previsto para o dia 16 de julho, no caso da Rede D’Or

ALTAS E BAIXAS

Destaques da bolsa: Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) disparam com fusão; TC (TRAD3) e Light (LIGT3) despencam

A nova consolidação no setor de saúde mexeu com o segmento nesta quinta; a renúncia do CEO da Light pesou sobre as ações da empresa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies