🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-06-13T14:05:53-03:00
Estadão Conteúdo
AJUDINHA DA BAHIA

Petrobras (PETR4) vai ter que aumentar o preço dos combustíveis? Com defasagem em alta, pressão na estatal sobe; entenda

Defasagem já atinge o patamar de dois dígitos; se não fosse pelo mercado baiano, a desigualdade da gasolina e do diesel em relação ao exterior seria ainda maior

13 de junho de 2022
14:05
Logo Petrobras (PETR4) com uma ilustração de interrogações ao fundo
Imagem: Adobe Stock/Shutterstock/Montagem Giovanna Figueredo

A Petrobras (PETR4) pode até afirmar que está comprometida com a política de preços dos combustíveis com paridade internacional, mas a defasagem da gasolina e do diesel segue em alta em junho em todo o país — a única exceção é o mercado na Bahia. 

A diferença é tanta que, desde o primeiro dia deste mês, a desigualdade dos dois combustíveis em relação ao Golfo do México chegou ao patamar de dois dígitos.

Isso significa que a pressão sobre a petroleira aumenta ainda mais, o que pode levar a estatal a elevar o preço dos combustíveis nas refinarias mais uma vez.

A defasagem na Petrobras (PETR4)

No caso da gasolina, a defasagem média no país chegou a 17% em junho, segundo dados da Abicom (Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis), enquanto a taxa para o diesel ficou em 16%.

De acordo com a Abicom, considerando a defasagem média, a Petrobras teria que elevar — bastante — os preços caso desejasse alinhar-se hoje com o mercado internacional. 

Para a gasolina, a estatal teria que aumentar em R$ 0,82 o litro. Já o diesel teria que ser elevado em R$ 0,95 por litro.

Ajudinha do mercado baiano

Os percentuais, já elevados, foram amenizados pelos reajustes semanais feitos pela refinaria de Mataripe, na Bahia, que pertence ao fundo de investimento árabe Mubadala. 

No mercado baiano, a diferença de preços com o exterior é apenas de 4% para a gasolina e 3% para o diesel. 

Isso porque a Acelen, controladora da refinaria de Mataripe, fez reajustes de 5% e entre 7,8% e 7,9% na última sexta-feira, respectivamente.

Agora se fôssemos analisar a defasagem na Petrobras, dominante no segmento de refino, as taxas chegariam a 20% no caso da gasolina, e 19% no diesel. 

O governo e os combustíveis

As discussões a respeito do imposto sobre os combustíveis seguem quentes no Congresso, com as propostas do governo para o corte de tributos sobre energia, gasolina e diesel e com os questionamentos em relação aos impactos sobre os Estados.

Para pesquisadores da FGV, o efeito da inflação no longo prazo pode piorar a situação dos preços. Porém, outros especialistas acreditam que a redução das alíquotas pode não ter o efeito esperado nas bombas de gasolina. 

Em reunião no Supremo Tribunal Federal (STF), os Estados discutiram proposta para que as taxas do ICMS voltem ao patamar atual em janeiro de 2023, após a aprovação do limite máximo de 17% para este ano.

Depois de 2023, a queda das alíquotas em direção ao teto se daria de forma gradual até 2024.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Fraqueza nos números

Entrega de veículos da Tesla (TSLA34) recua no segundo trimestre e vem abaixo da expectativa do mercado

Apesar do crescimento das vendas na comparação anual, houve uma queda em relação ao trimestre anterior

Mais uma vítima

Após tomar calote do 3AC, exchange Voyager Digital suspende saques, depósitos e negociações de clientes

Corretora de criptomoedas tomou calote de mais de US$ 670 milhões, mas, apesar de ter tomado empréstimos, precisou paralisar atividades

Bancões na área

Vão sobrar uns cinco ou dez bancos digitais, e o Next está entre eles, diz CEO do banco digital do Bradesco

Renato Ejnisman diz ainda que Next visa a mais aquisições e pensa ainda em internacionalização

No vermelho

Magazine Luiza (MGLU3) é a ação com o pior desempenho do Ibovespa no primeiro semestre de 2022; outras varejistas e techs também sofreram no período

Com queda acumulada de quase 70% no ano, ações do Magalu são as piores do Ibovespa no semestre que acaba de terminar

Proteção

Qual título público comprar no Tesouro Direto? Santander recomenda papel indexado à inflação para o mês de julho; veja qual

Recomendação do banco para o Tesouro Direto visa proteção contra a inflação e possibilidade de valorização

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies