🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-03-07T06:29:27-03:00
Ricardo Gozzi
PÁTRIA OU LUCRO?

O que são bônus de guerra, os títulos de dívida lançados no início da semana pela Ucrânia para financiar a campanha contra a Rússia

Última emissão conhecida de um título de guerra havia sido feita pelos EUA depois dos atentados de 11 de setembro de 2001

4 de março de 2022
16:30 - atualizado às 6:29
Financiamento da guerra
Saiba o que são e como investir em títulos de guerra da Rússia e Ucrânia. Imagem: Shutterstock

O feriado de Carnaval e o avanço das tropas russas pela Ucrânia colocaram em segundo plano um acontecimento raro na história: a emissão de bônus de guerra.

Na terça-feira de Carnaval, o governo ucraniano levantou 8,14 bilhões de hryvnias (a moeda local), o que equivale a US$ 270 milhões. Os títulos têm valor nominal de 1.000 hryvnias (US$ 33), prazo de um ano e prometem um rendimento de 11%.

“Os títulos serão usados ​​para financiar as atividades das Forças Armadas da Ucrânia e assegurar a provisão ininterrupta das necessidades financeiras do Estado em guerra”, tuitou o Ministério das Finanças na terça-feira.

O governo também colocou títulos em moeda local com prazo de dois meses e rendimento de 10%, o que rendeu mais US$ 7 milhões.

A excepcionalidade dos bônus de guerra

Os chamados bônus de guerra foram bastante populares nas duas grandes guerras da primeira metade do século 20, mas a emissão desses títulos é rara na história.

Eles circularam pela primeira vez há pouco mais de um século.

Durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), países como Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Reino Unido e o extinto Império Áustro-Húngaro lançaram títulos destinados a financiar suas atividades no conflito.

EUA, Canadá, Reino Unido e Alemanha repetiram a dose na Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Sob o slogan “Ajude a Esmagar o Eixo”, até mesmo o Brasil chegou a emitir bônus para financiar a campanha dos pracinhas durante a Segunda Guerra.

Até o início da semana, a última vez que se tinha notícia da emissão de um bônus de guerra foi depois dos atentados de 11 de setembro de 2001. De 2001 a 2011, os EUA emitiram os "Patriot Bonds", destinados a financiar a chamada Guerra ao Terror.

Patriotismo à frente dos lucros

Historicamente, os compradores de bônus de guerra são movidos mais por sentimentos patrióticos do que necessariamente pelo lucro, uma vez que esses títulos costumavam oferecer taxas de retorno inferiores às vigentes no mercado.

No caso do título ucraniano, a taxa de retorno de 11% em um ano é elevada se comparada com o yields oferecidos nos títulos convencionais do governo com vencimento em dez anos, de 43%.

Seja como for, o montante arrecadado com os bônus de guerra é pequeno em relação ao orçamento militar ucraniano. Em 2020, Kiev gastou o equivalente a US$ 5,92 bilhões com suas forças armadas.

*Com informações da CNBC

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Fraqueza nos números

Entrega de veículos da Tesla (TSLA34) recua no segundo trimestre e vem abaixo da expectativa do mercado

Apesar do crescimento das vendas na comparação anual, houve uma queda em relação ao trimestre anterior

Mais uma vítima

Após tomar calote do 3AC, exchange Voyager Digital suspende saques, depósitos e negociações de clientes

Corretora de criptomoedas tomou calote de mais de US$ 670 milhões, mas, apesar de ter tomado empréstimos, precisou paralisar atividades

Bancões na área

Vão sobrar uns cinco ou dez bancos digitais, e o Next está entre eles, diz CEO do banco digital do Bradesco

Renato Ejnisman diz ainda que Next visa a mais aquisições e pensa ainda em internacionalização

No vermelho

Magazine Luiza (MGLU3) é a ação com o pior desempenho do Ibovespa no primeiro semestre de 2022; outras varejistas e techs também sofreram no período

Com queda acumulada de quase 70% no ano, ações do Magalu são as piores do Ibovespa no semestre que acaba de terminar

Proteção

Qual título público comprar no Tesouro Direto? Santander recomenda papel indexado à inflação para o mês de julho; veja qual

Recomendação do banco para o Tesouro Direto visa proteção contra a inflação e possibilidade de valorização

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies