🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-03-02T14:37:05-03:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Balanço do mês

Apesar da guerra, bitcoin foi o melhor investimento de fevereiro, e Ibovespa fechou mês no azul; dólar teve o pior desempenho

Investidores estrangeiros continuaram aportando capital no Brasil, e criptomoeda viu uma recuperação parcial após o tombo de janeiro; veja o ranking completo dos melhores e piores investimentos do mês

2 de março de 2022
14:37
Ouro, dólar e bitcoin
Bitcoin e ouro foram os dois melhores investimentos do mês, enquanto o dólar veio na lanterna. - Imagem: Shutterstock

Mês mais curto do ano e afetado pelo Carnaval, fevereiro em 2022 foi marcado também pelo início de uma guerra entre Rússia e Ucrânia, mas que pode tomar proporções mundiais e pesar negativamente sobre a economia global. Mesmo assim, o bitcoin, que vêm sofrendo com uma alta volatilidade por conta do conflito e da perspectiva de alta dos juros nos Estados Unidos, conseguiu ficar em primeiro lugar no ranking dos melhores investimentos do mês.

A criptomoeda, que terminou fevereiro cotada a R$ 222.922,06 (ou US$ 43.198,60), viu uma recuperação parcial depois do tombo de janeiro. No ranking, ela foi seguida pelo ouro, cujo preço subiu quase 1,5%, mesmo em um período de queda do dólar ante o real, dada a busca dos investidores pelos ativos de proteção em meio às incertezas.

Em terceiro lugar, vieram os títulos prefixados, que conseguiram desempenho positivo no mês, apesar da alta dos juros futuros. A proximidade do fim do ciclo de alta da Selic, que vem sendo indicada pelo Banco Central, tende a beneficiar esse tipo de título público.

Na outra ponta do ranking, vemos o dólar, que viu uma queda de 4,06% na cotação PTAX, que terminou o mês em R$ 5,14, e de 2,83% na cotação à vista, que fechou em R$ 5,16 no período.

Os investidores estrangeiros continuaram ingressando no mercado brasileiro, inclusive mediante as ameaças de invasão da Ucrânia pela Rússia, concretizada no final do mês.

Além de a bolsa brasileira estar barata, ela também tem alta exposição a commodities, ativos que podem encarecer ainda mais com a guerra, sobretudo o petróleo. Assim, os gringos entendem que as ações das companhias brasileiras produtoras de matérias-primas podem atuar como proteção nesses tempos de novas ameaças inflacionárias.

Tanto que o Ibovespa, embora não tenha ficado entre os melhores investimentos do mês, fechou o período no azul, com alta de 0,89%, aos 113.141 pontos, acumulando um ganho de quase 8% no ano até 25 de fevereiro.

Outro fator que atrai o capital gringo, mas desta vez para a renda fixa, é a Selic elevada e muito mais alta que os juros americanos.

Ainda na lanterna do ranking, vemos os títulos Tesouro IPCA+ de longo prazo, prejudicados pela alta dos juros futuros, e os fundos imobiliários, aqui representados pelo índice do setor, o IFIX.

O mercado de FII brasileiro não atrai os estrangeiros na mesma medida que o mercado de ações, então é composto basicamente de investidores locais, e com uma grande participação da pessoa física.

Assim, a alta dos juros futuros e a Selic elevada (ainda que em fim de ciclo de alta), com perspectivas de novas pressões inflacionárias, o que poderia pesar sobre os juros ainda mais, prejudicam o mercado imobiliário e desestimulam o investimento nesse mercado.

Para completar, o mercado de FII foi marcado, em fevereiro, por um imbróglio envolvendo uma decisão da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no fim de janeiro, e que causou grande insegurança jurídica no setor. Entenda a história.

Veja a seguir o ranking completo dos melhores e piores investimentos de fevereiro. Todos os ativos têm fechamento em 25 de fevereiro, já que em 28 de fevereiro os mercados domésticos não funcionaram por conta do Carnaval. A única exceção é o bitcoin, cujo fechamento considerado na tabela foi 28 de fevereiro, uma vez que o mercado cripto nunca fecha.

Os melhores investimentos de fevereiro

InvestimentoRentabilidade no mêsRentabilidade no ano
Bitcoin9,18%-13,38%
Ouro1,49%-6,97%
Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 20311,32%-2,31%
Tesouro Selic 20271,27%2,03%
Tesouro Selic 20240,99%1,68%
CDI*0,92%1,49%
Ibovespa0,89%7,94%
Índice de Debêntures Anbima Geral (IDA - Geral)**0,81%1,14%
Tesouro Prefixado 20260,67%-1,09%
Índice de Debêntures Anbima - IPCA (IDA - IPCA)**0,66%0,24%
Poupança antiga***0,64%1,21%
Poupança nova***0,64%1,21%
Tesouro Prefixado 20240,30%-0,12%
Tesouro IPCA+ 2026-0,03%0,03%
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2030-0,22%-1,88%
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2040-0,36%-3,47%
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2055-0,46%-3,79%
Tesouro IPCA+ 2035-1,01%-5,58%
IFIX-1,29%-2,27%
Tesouro IPCA+ 2045-2,68%-11,04%
Dólar à vista-2,83%-7,54%
Dólar PTAX-4,06%-7,89%
(*) 30 dias até 25/02. (**) Acumulado no mês até 25/02. (***) Poupança com aniversário no dia 25.
Todos os desempenhos estão cotados em real. A rentabilidade dos títulos públicos considera o preço de compra na manhã da data inicial e o preço de venda na manhã da data final, conforme cálculo do Tesouro Direto.
Fontes: Banco Central, Anbima, Tesouro Direto, Broadcast e Coinbase, Inc..

Veja também quais foram as maiores altas e maiores quedas do Ibovespa no mês que passou.

Melhores ações do Ibovespa em fevereiro

EmpresaAçãoVariação
SulAméricaSULA1138,58%
B3B3SA331,71%
Rede D'OrRDOR315,07%
CarrefourCRFB314,28%
ValeVALE314,11%
TotvsTOTS313,69%
MinervaBEEF313,31%
BradesparBRAP412,26%
CieloCIEL311,74%
EquatorialEQTL311,37%
Fonte: B3/Broadcast

Piores ações do Ibovespa em fevereiro

EmpresaAçãoVariação
QualicorpQUAL3-30,11%
BRFBRFS3-25,17%
Inter unitBIDI11-22,29%
ViaVIIA3-19,70%
MéliuzCASH3-18,90%
EcorodoviasECOR3-18,06%
EztecEZTC3-17,82%
PositivoPOSI3-14,64%
Magazine LuizaMGLU3-14,14%
JHSFJHSF3-14,00%
Fonte: B3/Broadcast
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

GALINHA DOS OVOS DE OURO

Subsidiária da MRV (MRVE3) nos EUA garante mais de R$ 1 bilhão para construtora com venda de empreendimentos na Flórida

A Resia vendeu dois conjuntos localizados na Flóridas e a negociação rendeu cerca de R$ 375 milhões aos cofres da incorporadora

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

A quadrilha triste do Ibovespa e o nascimento de uma nova gigante; confira os destaques do dia

O mês de junho vai chegando ao fim, mas o mercado financeiro parece longe de se juntar às alegres festividades juninas espalhadas pelo país.  Na B3 e em Wall Street, os investidores dançam uma quadrilha pra lá de triste e cheia de obstáculos.  Não estamos falando de uma ponte quebrada, uma cobra perdida ou uma […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa despenca mais de 11% e tem o pior mês desde março de 2020; dólar sobe a R$ 5,23

O início do aperto monetário do Federal Reserve levou os ativos globais a ter um semestre para esquecer – e o Ibovespa não escapou disso

Proventos

Dividendos: Rede D’Or (RDOR3) e Raia Drogasil (RADL3) vão distribuir quase R$ 300 milhões em juros sobre capital próprio; veja detalhes

Pagamento de nova leva de proventos aos acionistas está previsto para o dia 16 de julho, no caso da Rede D’Or

ALTAS E BAIXAS

Destaques da bolsa: Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) disparam com fusão; TC (TRAD3) e Light (LIGT3) despencam

A nova consolidação no setor de saúde mexeu com o segmento nesta quinta; a renúncia do CEO da Light pesou sobre as ações da empresa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies