O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-01-27T12:18:08-03:00
Camille Lima
FIM DO CARPE DIEM

Engole o choro, Zuckerberg: projeto de criptomoeda do Facebook fracassa e é posto à venda

Depois de ter seus planos de criação da Diem frustrados, a Diem Association, fundada pela Meta, está cogitando a venda de seus ativos por cerca de R$ 1 bilhão

27 de janeiro de 2022
12:18
Mark Zuckerberg
Imagem: Shutterstock

Talvez nomear a criptomoeda da Meta (antes chamada de Facebook) como Diem não tenha sido uma das melhores decisões de Mark Zuckerberg.

Afinal, a famosa frase “Carpe diem” (traduzindo para o português, "aproveite o momento") não parece caber muito bem para o projeto, que nem teve tempo de comemorar seu aniversário de dois anos.

Na tentativa de construir seu próprio universo digital no metaverso — um mundo paralelo, que une os dois extremos da realidade, a virtual (VR) e a aumentada (AR) —, o CEO agora vê seus esforços para desenvolver sua própria moeda digital caindo por terra.

Isso porque os planos não aguentaram a pressão de órgãos reguladores e começaram a desmoronar, dando lugar ao adeus ao projeto e cogitando a venda da tecnologia.

Plano frustrado vira plano de venda

Com seus planos frustrados, Mark Zuckerberg não teve alternativa a não ser pensar em vender seus ativos, em um último esforço para capturar qualquer valor que tenha restado.

A Diem Association, do Facebook, passou a conversar com banqueiros de investimento sobre os próximos passos, considerando até mesmo a venda de sua propriedade intelectual, segundo informações da CNBC.

De acordo com o Wall Street Journal, a Diem se prepara para vender seus ativos e sua tecnologia para a Silvergate Capital, sediada na Califórnia, por aproximadamente US$ 200 milhões (ou R$ 1,08 bilhão, caso prefira em reais).

A venda provavelmente vai permitir que a empresa devolva aos seus membros fundadores o capital investido. No início, os membros se comprometeram a pagar US$ 10 milhões para participar.

Para o WST, caso o negócio fosse fechado, a maior incursão em finanças da Meta andaria em direção a uma “conclusão contundente”.

Diem, a nova libra

A Diem Association foi fundada em 2019 pelo Facebook e era apoiada por 25 empresas e grupos sem fins lucrativos. A iniciativa procurava viabilizar a criação e operacionalização do token digital para a criptomoeda.

Desde então, a empresa de Zuckerberg liderou os planos da moeda digital, antes chamada de libra. No começo, a moeda global seria composta por uma cesta de ativos, como dólar e títulos de Treasures.

Depois disso, as ambições do executivo mudaram — e o nome da moeda também: a ideia passou a ser criar uma rede de pagamentos com um stablecoin (ativo digital estável) para cada país, lastreado em dólar. Já o criptoativo assumiu o nome de Diem.

Oposição ao Facebook

Desde o começo, em junho de 2019, o projeto passou por uma forte oposição de formuladores de políticas, como banqueiros centrais e políticos. 

Os gestores tinham medo de que a nova moeda global pudesse desfazer seu controle sobre o sistema monetário, além de facilitar os crimes como lavagem de dinheiro e prejudicar a privacidade dos usuários.

Mark não viu outra solução senão mudar o nome da criptomoeda para Diem, em busca por aprovações regulatórias.

A sua ambição global também foi minada, e Zuckerberg teve que se concentrar nos Estados Unidos, com o lançamento de uma stablecoin em dólar.

Recentemente, seus planos também foram feridos internamente. David Marcus, o executivo de tecnologia financeira do Facebook responsável por supervisionar o desenvolvimento da Diem, anunciou sua saída da empresa para começar a trabalhar em algo novo.

*Com informações de The Wall Street Journal e CNBC

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

MANDE IN CHINA

Shopee, Shein e AliExpress livre de taxas? Bolsonaro diz que sim! Veja o que o presidente falou sobre a compra nos apps gringos

Chefe do Executivo volta a contrariar o ministro da Economia, Paulo Guedes, que na última semana defendeu o digitax — um imposto que seria aplicado em compras online de fornecedores estrangeiros

BYE BYE GOVERNO!

Privatização vem aí: conselho do PPI altera regras da capitalização da Eletrobras (ELET3); saiba por que mudou

O TCU aprovou na sessão de quarta-feira (18) o processo de privatização da companhia — a proposta do relator venceu por 7 votos a favor e 1 contra

NOVO SHAPE

Da academia pra carteira: Smart Fit (SMFT3) tem potencial de alta de 34%, diz Itaú BBA — saiba se é hora de comprar

Depois do confinamento provocado pela covid-19, a indústria fitness enfrenta agora um cenário desafiador, com inflação alta, segundo o banco de investimentos

SEM LIMITE

STF nega impor prazo a Lira para análise de pedidos de impeachment de Bolsonaro

O chefe do Executivo é alvo de mais de 140 solicitações de impedimento; entenda a decisão da corte máxima

VAI TER DISNEY?

Dólar acumula desvalorização de 12,59% frente ao real no ano — veja o que mexe com o mercado de câmbio

A moeda norte-americana teve o pior desempenho semanal em quase dois meses, quando levou um tombo de mais de 5%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies