🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-06-01T16:02:18-03:00
Carolina Gama
DOBRANDO A APOSTA

Como a Binance encara a queda do bitcoin (BTC)? Simples: com aporte de US$ 500 milhões na Web 3.0; entenda a jogada

A maior exchange de criptomoedas do mundo quer também ajudar Elon Musk a comprar o Twitter para unir plataformas de mídia digital à internet turbinada

1 de junho de 2022
16:02
Foto de criptomoedas jogadas em cima de notas de dólar, ao lado de um celular mostrando o logo da Binance
Imagem: Primakov/Shutterstock

Se fosse um jogo de truco, a Binance estaria enfrentando a recente queda do bitcoin (BTC) com um zap de US$ 500 milhões. 

A maior exchange de criptomoedas do mundo está lançando um fundo de venture capital — que investe em negócios de maior risco ou que ainda estejam em fase inicial — de olho na Web 3.0.

A Web 3.0 é uma versão turbo da internet que conhecemos hoje e tem tudo a ver com criptomoedas e o metaverso — você pode entender mais sobre essa nova web aqui

Em linhas gerais, ela é mais descentralizada do que as plataformas e aplicativos on-line atualmente e incorpora blockchain, a tecnologia que criou as criptomoedas e o bitcoin, à dinâmica do dia a dia. 

Cartas na mesa

O lançamento do novo fundo da Binance chega em um momento em que o bitcoin e outras moedas digitais estão em queda acentuada — o BTC caiu mais de 50% desde que atingiu uma alta histórica de quase US$ 69.000 em novembro.

A desvalorização afetou empresas de criptomoedas de capital aberto como a Coinbase, cujas ações caíram 69% desde o início de 2022. 

A Binance Labs espera capitalizar a recente queda dos ativos digitais para encontrar fundadores construindo o que vê como a próxima grande novidade em tecnologia. 

As apostas da exchange serão divididas em pré-seed, early stage e growth equity, e o fundo investirá em tokens e ações.

A Binance estima que existam atualmente cerca de 300 mil a 500 mil desenvolvedores Web 3.0 ativos, um número que espera que cresça substancialmente.

Binance vai ajudar o Musk?

A Binance também planeja assumir uma participação de US$ 500 milhões no Twitter para apoiar a tentativa do bilionário Elon Musk de adquirir a plataforma — um movimento que a empresa espera que impulsione o objetivo de “unir mídia social e Web 3.0”.

A tendência foi recebida com ceticismo por algumas figuras notáveis ​​da tecnologia, incluindo Musk e o cofundador do Twitter, Jack Dorsey. 

O fundador da Binance, Changpeng Zhao, disse que acredita no conceito, mas que levará tempo para torná-lo realidade.

Em entrevista à CNBC no início deste ano, o empresário sino-canadense disse que a exchange tinha “bilhões prontos para investir” na Web 3.0. 

Fundada em 2017, a Binance é a maior casa de moeda digital do mundo. A empresa geriu US$ 490 bilhões em volumes de negociação à vista em março, de acordo com dados da CryptoCompare.

*Com informações da CNBC

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

ELEIÇÕES 2022

Ô abre alas que Braga Netto vem aí! General da reserva é exonerado e tem caminho livre para ser vice de Bolsonaro

Bolsonaro havia confirmado no domingo (27) o nome de Braga Netto como seu vice na chapa que disputará a reeleição deste ano, causando um pouco de desconforto entre aliados que esperavam a escolha de Tereza Cristina (PP), ex-ministra da Agricultura

SEMANA EM CRIPTO

Bitcoin (BTC): o pior investimento do semestre tenta sobreviver aos dados de emprego nos EUA; confira o que mexe com as criptomoedas na próxima semana

Entre os destaques da semana, estão a liquidação de ativos da Three Arrows Capital, pechinchas no mercado cripto e mais

CAÇANDO MARRUÁ

Bitcoin (BTC) no cabresto? UE tenta domar o mundo das criptomoedas com marco regulatório; saiba como

O acordo é provisório e inclui uma proposta que cobre emissores de criptoativos não lastreados e também as chamadas stablecoins, bem como as plataformas de negociação e as carteiras nas quais os ativos digitais são mantidos

O MEDO DA RECESSÃO

Meta em crise: Mark Zuckerberg quer contratar menos funcionários e demitir mais gente a partir de agora

A dona do Facebook espera um segundo semestre de vacas magras e enfrentará um severo corte de gastos; por isso, a companhia prioriza equipes mais enxutas e agressivas

ELEIÇÕES 2022

É só mais essa! Líder nas pesquisas, Lula descarta tentar reeleição se derrotar Bolsonaro em outubro

Em entrevista, Lula disse que ‘daqui a 4 anos vai ter gente nova’, criticou o Congresso e prometeu retirar sigilos impostos por Bolsonaro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies