🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-02-18T19:21:46-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
MÃO NA CABEÇA E DOCUMENTO

Crimes com criptomoeda batem recorde e somam US$ 14 bilhões em 2021 — mas não se deixe impressionar pela cifra

De acordo com a Chainalysis, esse mercado movimentou quase US$ 16 trilhões no ano passado; o volume ligado às atividades ilícitas, assim, é apenas uma pequena fração do todo

18 de fevereiro de 2022
19:21
criptoativos criptomoedas bitcoin
Imagem: Shutterstock

Quando falamos em criptomoedas como o bitcoin (BTC), não é difícil que os números cheguem rapidamente na casa dos bilhões. E isso não é diferente quando o assunto é crime virtual. As atividades criminosas nesse mercado atingiram uma nova marca histórica em 2021, com endereços ilícitos recebendo US$ 14 bilhões - quase o dobro dos US$ 7,8 bilhões de 2020.

As cifras assustam, porém não contam a história completa. O uso de criptomoedas está crescendo mais rápido do que nunca. De acordo com a Chainalysis, o volume total de transações aumentou para US$ 15,8 trilhões em 2021, o que representa um avanço de 567% em relação aos totais de 2020.

Dada essa adoção crescente, não é surpresa que mais criminosos cibernéticos estejam usando criptomoedas. Mas o fato é que o aumento no volume de transações ilícitas foi de apenas 79%, segundo o relatório. 

Criptomoedas e as atividades criminosas

De fato, com o crescimento do uso legítimo de criptomoedas superando em muito o avanço do uso criminoso, a participação de atividades ilícitas no volume de transações de criptomoedas nunca foi tão baixa.

As transações envolvendo endereços ilícitos representaram apenas 0,15% do volume de transações de criptomoedas em 2021, apesar do valor bruto das operações ilícitas atingir seu nível mais alto de todos os tempos. 

GUIA PARA BUSCAR DINHEIRO: baixe agora o guia gratuito com 51 investimentos promissores para 2022 e ganhe de brinde acesso vitalício à comunidade de investidores Seu Dinheiro

De acordo com a Chainalysis, as tendências anuais sugerem que, com exceção de 2019 – um ano extremamente atípico para crimes baseados em criptomoedas – a atividade ilícita está se tornando uma parte cada vez menor do ecossistema de criptomoedas. 

Isso porque a capacidade da aplicação da lei para combater crimes baseados em criptomoedas também está evoluindo. 

As baleias ilegais

A Chanalysis também analisou as baleias, como são conhecidos os grandes investidores desse mercado. Neste caso, o estudo considerou pessoas com mais de US$ 1 milhão em criptomoedas e que estão envolvidas em atividades ilícitas

A descoberta também chegou aos bilhões: as baleias que estão no mar da ilegalidade detêm mais de US$ 25 bilhões em criptomoedas de uma infinidade de fontes ilegais.

E aqui, mas uma vez os números não contam toda a história. No total, a Chainalysis identificou 4.068 baleias criminosas, que representam apenas 3,7% de todas as baleias de criptomoedas.

Ainda há pedras nesse caminho

Apesar dos crimes serem uma fração do mercado, é preciso equilibrar os aspectos positivos do crescimento do uso legal de criptomoedas com o entendimento de que US$ 14 bilhões em atividades ilícitas representam um problema significativo. 

O abuso criminoso de criptomoedas cria enormes impedimentos para a sua adoção contínua, aumenta a probabilidade de restrições impostas pelos governos e vitimiza pessoas em todo o mundo. 

No entanto, o relatório aponta para exemplos positivos da crescente capacidade da aplicação da lei de apreender criptomoedas de criminosos.

Exemplos que merecem destaque:

  • O Departamento de Justiça dos EUA (DOJ) apreendeu US$ 2,3 milhões em criptomoedas dos operadores de ransomware DarkSide responsáveis ​​pelo ataque ao Colonial Pipeline;
  • O Metropolitan Police Service (MPS) de Londres fez a maior apreensão de criptomoedas do Reino Unido, levando 180 milhões de libras de um suspeito de lavagem de dinheiro; 
  • Mais recentemente, em fevereiro de 2022, o DOJ apreendeu US$ 3,6 bilhões em bitcoin conectado ao ataque à corretora Bitfinex em 2016, no que é atualmente a maior recuperação de ativos roubados em criptomoeda.
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

FRUTOS DO CASAMENTO

Localiza (RENT3) e Unidas (LCAM3) apresentam relação de troca final de ações; veja quanto os acionistas receberão

Mais cedo, a Superintendência-Geral do Cade aprovou, sem restrições, a venda de parte da frota da Unidas para o Grupo Brookfield, dono da locadora Ouro Verde

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) faz malabarismo para enfrentar volatilidade e seguir acima de US$ 20 mil; confira cotações

O cenário macroeconômico pesou no universo cripto e se juntou à falta de liquidez, exercendo importante fonte de pressão

AGRO EM ALTA

Governo oferecerá mais de R$ 340 bilhões para produtores rurais no novo Plano Safra; valores entram em vigor em julho

O programa do governo federal prevê o direcionamento de recursos públicos para financiar e apoiar a agropecuária nacional

O SOL HÁ DE BRILHAR MAIS UMA VEZ

Cemig (CMIG4) amplia presença em energia solar em negócio milionário; confira os detalhes do negócio

A transação envolve três usinas fotovoltaicas e reforça a estratégia da companhia de crescimento sustentável no mercado de geração distribuída

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa abaixo dos 100 mil novamente, presidente da Caixa pede demissão e o salvador do mundo cripto; confira os destaques do dia

As últimas semanas parecem ter inaugurado um novo modus operandi no mercado financeiro: não há boa notícia ao amanhecer que perdure até o anoitecer.  Alta de commodities, alívio no cenário fiscal, retomada econômica chinesa. Pode escolher a sua arma, nada parece forte o suficiente para enfrentar o temor de uma recessão global e de um […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies