🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-05-23T20:51:36-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) passa por novo sobe e desce e volta a ficar abaixo dos US$ 30 mil; confira a cotação de outras criptomoedas

O bitcoin tem dois dos seus maiores inimigos pela frente nesta semana. O primeiro deles é a ata da reunião mais recente do Federal Reserve, que elevou os juros básicos dos EUA mais uma vez.

23 de maio de 2022
20:46 - atualizado às 20:51
bitcoin criptomoedas
Imagem: Shutterstock

Mais uma vez a alegria durou pouco. O bitcoin (BTC) começou a segunda-feira (23) acima dos US$ 30 mil, mas a maior criptomoeda do mundo não conseguiu sustentar esse patamar e entra nesta noite com uma queda de mais de 4%. 

O sobe e desce do BTC tem motivo: ainda existem desafios pela frente que devem fazer a montanha-russa dos preços dos últimos dias voltar a dar alguns loopings de deixar o investidor atordoado. 

Isso porque o bitcoin tem dois dos seus maiores inimigos pela frente. O primeiro deles é a ata da reunião mais recente do Federal Reserve, que elevou os juros básicos dos EUA mais uma vez. 

A expectativa geral é de que a publicação traga novos direcionamentos para a política de juros dos Estados Unidos. Um aperto monetário mais intenso já está no radar dos investidores, que agora precisam “ver para crer”.

Por volta de 20h50, o bitcoin caía 4,36%, cotado a US$ 29.081,44  . Confira a cotação de algumas das principais criptomoedas do mundo:

NomePreço24h %7d %
Bitcoin (BTC)US$ 29.081,44-4,36%-3,18%
Ethereum (ETH)US$ 1.970,43-3,75%-3,03%
Tether (USDT)US$ 0,9989-0.01%+0,01%
USD Coin (USDC)US$ 1,00+0,02%-0,01%
BNB (BNB)US$ 317,72-0,56%+6,52%
Fonte: coinmarketcap.com

E uma baforada do dragão

Como se não bastasse, nesta sexta-feira (27), o departamento de trabalho dos EUA publicará o índice de preços ao consumidor, medido pelo PCE — o indicador preferido do Fed para decidir sobre a política de juros. 

A depender de como vierem os números, tudo que foi dito na ata da quarta-feira pode vir a baixo — ou pior, se intensificar. Uma inflação mais elevada que o esperado deve exigir um tom cada vez mais agressivo (hawkish) do BC americano, o que se refletiria em juros ainda mais altos. 

E como isso afeta o bitcoin?

Assim como no setor de tecnologia, as criptomoedas tendem a sofrer com os juros mais elevados. A criação de novos projetos criptográficos depende essencialmente de investimentos externos — e o crédito mais caro limita essa injeção de dinheiro. 

Somado a isso, o aumento do retorno dos Treasuries, os títulos do Tesouro norte-americano, atrai os recursos dos investidores por serem ativos extremamente seguros. Na outra ponta, ações e criptomoedas sofrem. 

Volatilidade elevada

Esse ambiente de juros mais alto traz reflexos diretos aos mercados. De acordo com uma pesquisa da Kaiko, o Nasdaq (a bolsa de tecnologia dos EUA), atingiu a maior volatilidade desde março de 2020 — momento em que foi declarado oficialmente que a covid-19 era uma pandemia. 

O levantamento também mostra as tendências de volatilidade do bitcoin e do ethereum, as duas principais criptomoedas do mundo. Repare que, a partir de maio, as oscilações tornaram-se cada vez maiores, num movimento que coincide com o do Nasdaq.

Vale lembrar, no entanto, que o mercado cripto teve um componente extra que aumentou ainda mais a volatilidade: a falha no protocolo da Terra (LUNA), que pulverizou o valor do ativo e lançou uma sombra de dúvida às moedas digitais como um todo.

PAPO CRIPTO #019 — Após a destruição, os próximos passos da Terra (LUNA)

Não perca o último Papo Cripto com a entrevista com Ray Nasser, CEO da Arthur Mining e especialista em moedas digitais:

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

NOITE CRIPTO

Na luta: bitcoin (BTC) opera em alta, mas performance não dá inveja; confira cotações

Apesar do avanço, o último mês foi o pior da história do bitcoin. A queda de 37,9% se consolidou como a mais terrível da história, desbancando maio de 2021, quando o recuo foi de 35,4%

PROBLEMAS FINANCEIROS

Tenda (TEND3) negocia com credores e consegue sinal verde para flexibilizar endividamento

Os detentores de debêntures da empresa aceitaram mudar os termos das dívidas em troca de garantias – e remuneração – extras

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

‘Pane’ nas exchanges, os limites para a Rússia e a queda do Ibovespa; confira os destaques do dia

Os corredores do mercado financeiro estavam mais silenciosos do que o habitual nesta segunda-feira (04).  Nos Estados Unidos, as bolsas em Wall Street ficaram fechadas devido ao feriado do Dia da Independência americana, mas parece que boa parte dos investidores brasileiros também deu uma esticadinha no fim de semana.  Sem Nova York e com o […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa cai abaixo dos 99 mil pontos em dia de baixa liquidez; dólar e juros sobem com petróleo

Sem Wall Street, o Ibovespa teve um dia de movimentação limitada. Apesar da alta do petróleo, o índice não conseguiu se consolidar em alta

ELEIÇÕES 2022

Quem é Maria Luiza Ribeiro Viotti, a primeira mulher a comandar o Itamaraty se Lula vencer as eleições?

A indicação de uma mulher para o Itamaraty contemplaria o movimento feminino na diplomacia, que ganhou força política no Congresso e foi incentivado por Amorim no passado; o Brasil nunca teve uma chanceler

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies