🔴 BRASIL PODE TER 1.000 NOVOS MILIONÁRIOS DAQUI A 14 MESES – VEJA COM SER UM DELES

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
DO KWON ATACA NOVAMENTE

Rede da Terra (LUNA) faz proposta de destruir excedente de criptomoeda, mas fundador é contra; entenda como isso afeta o plano de salvar investidores

Passada uma semana da publicação do Terra Revival Plan, os usuários preferiram queimar criptomoedas a fazer uma divisão da rede

Renan Sousa
Renan Sousa
23 de maio de 2022
13:45 - atualizado às 10:54
Terra (LUNA) se desfaz de US$ 3,5 bilhões em criptomoedas
Criador da criptomoeda Terra (LUNA), Do Kwon, é acusado de evasão fiscal. Imagem: Shutterstock

Uma semana após a publicação do Terra Revival Plan (plano para ressuscitar a Terra, em tradução livre), com as diretrizes para trazer de volta a criptomoeda Terra (LUNA), o fundador da rede (blockchain), Do Kwon, se mostrou resistente a uma das propostas amplamente aceitas pelos usuários. 

A proposta de queima (burn, ou, simplesmente, destruição) de criptomoedas LUNA foi aprovada em votação na rede.

Até mesmo o CEO da Binance, Changpeng Zao, conhecido como CZ, achou a proposta melhor do que o plano de divisão da blockchain, conhecido como hard fork — que, inclusive, já foi usado tanto no bitcoin (BTC) quanto no ethereum (ETH) após problemas em suas respectivas redes.

Queima ou divide: o plano da Terra (LUNA)

Nos capítulos anteriores da crise da Terra Network — que engloba tanto a criptomoeda Terra (LUNA) quanto a stablecoin TerraUSD (UST) —, um dos problemas apontados como gatilho para o sumiço dos projetos foi o aumento da emissão de tokens LUNA.

A emissão desenfreada fez com que a criptomoeda perdesse valor rapidamente, passando de pouco mais de US$ 73 antes da crise para US$ 0,0001 após os problemas. 

Assim, a destruição de parte do suprimento de LUNA seria uma saída mais adequada do que simplesmente começar a rede do zero, como pretendia o fundador da criptomoeda, Do Kwon.

Hard Fork: reiniciando o sistema

Apesar desse método já ter sido utilizado nas maiores criptomoedas do mundo, o fork de uma blockchain é equivalente a uma borracha no sistema — leia mais sobre os diferentes tipos de fork na nossa matéria sobre a atualização do ethereum. Ele começa uma rede nova do zero e as informações anteriores são deixadas para trás. 

Isso inclui as criptomoedas — portanto, o dinheiro dos investidores. No plano de Do Kwon, havia a proposta de recompensar usuários que ainda possuíssem LUNA e UST, mas a proposta foi rejeitada pela rede.

Dessa forma, o burn é considerado um método menos drástico de reduzir o suprimento de LUNA disponível e tentar fazer a criptomoeda voltar a valer algo.

E a “garfada” de Do Kwon

Do Kwon se pronunciou sobre o tema, disponibilizando a wallet para destruição dos tokens, mas não sem antes cutucar os usuários:

“Deixando claro, como falei várias vezes, não acho que enviar tokens para este endereço para queimar tokens seja uma boa ideia — nada acontece, exceto que você perde seus tokens. Quero que não haja confusão alguma”, escreveu ele no Twitter. 

O que aprendemos com a Terra (LUNA)?

Apesar de os usuários não estarem nada contentes com o sumiço do protocolo, existem algumas considerações a se fazer sobre o desaparecimento da Terra (LUNA). 

A primeira delas é que dificilmente o projeto conseguirá retomar os dias de glória, ainda que a proposta para salvar a blockchain anime alguns setores do mercado. Até mesmo os analistas estão céticos de que a Terra possa voltar a crescer. 

O valor dos projetos está ligado à confiança dos investidores no protocolo, e a Terra se mostrou pouco confiável. Essa perda de credibilidade dificilmente será restaurada.

Esse foi, inclusive, o tema do nosso último Papo Cripto com Ray Nasser, CEO da Arthur Mining. Dê o play e saiba mais!

E durante a crise da Terra

Como foi dito, a própria rede decidiu por um caminho diferente do que seu fundador gostaria, provando assim que o modelo colaborativo de desenvolvimento de criptomoedas funciona — mas vale lembrar que só saberemos se foi a melhor escolha nos próximos capítulos. 

Por fim, é preciso ressaltar que Do Kwon é considerado uma pessoa pouco amigável em suas redes sociais, além de já ter tomado uma série de decisões na rede Terra por conta própria, o que desagradou ainda mais os especialistas e entusiastas do mercado. 

Na mira dos reguladores

Apesar de Do Kwon continuar falando grosso no Twitter, o governo da Coreia do Sul está de olho nos negócios dele e da Terraform Labs, responsável pela Terra (LUNA) e pela TerraUSD (UST). 

De acordo com a acusação da procuradoria de Seul, Do Kwon é acusado de dever mais de US$ 78 milhões aos cofres públicos coreanos. 

Além disso, cinco investidores locais perderam o equivalente a US$ 1,1 milhão após problemas na Terra Network, que engloba a criptomoeda Terra (LUNA) e a stablecoin TerraUSD (UST).

As autoridades coreanas estimam que 280 mil usuários possuíam um total de 70 bilhões em LUNA — o equivalente a mais de US$ 6 trilhões espalhados por toda a Coreia antes do projeto começar a perder valor, em 7 de março. 

Compartilhe

SEU DIA EM CRIPTO

Cortes de juros da China e início das negociações ETF de ethereum (ETH) amanhã: veja o que mexe com o preço do bitcoin (BTC) e das criptomoedas hoje

22 de julho de 2024 - 9:02

Em maio deste ano, gestores receberam o sinal verde para dar entrada na documentação necessária para começarem a negociar ethereum à vista

CRIPTOMOEDAS HOJE

Sabe quem não saiu do ar com a pane cibernética? O bitcoin (BTC), que aproveitou para subir para os US$ 66 mil hoje

19 de julho de 2024 - 15:15

Verdade seja dita, desde a criação do bitcoin em 3 de janeiro de 2009, a maior criptomoeda do mundo ficou online 99,99% do tempo

DESCOMPRESSÃO

Bitcoin (BTC) avança para os US$ 62 mil: veja os dois eventos que fizeram os preços da maior criptomoeda do mundo ‘respirar’ hoje

15 de julho de 2024 - 8:48

Um dos fatores que contribuíram para um alívio nos preços do bitcoin e das demais criptomoedas do mundo foi o fim das transferências do governo da Alemanha

CRIPTOMOEDAS HOJE

Por que o atentado contra Trump ajudou o bitcoin (BTC) recuperar o patamar de US$ 60 mil

14 de julho de 2024 - 10:03

Depois de patinar no início de julho, bitcoin (BTC) mostrou uma recuperação mais firme após o atentado de sábado contra Trump

É A VOLTA DO RALI

Bitcoin (BTC) salta e busca os US$ 59 mil após inflação dos EUA vir menor que o esperado; veja criptomoedas que sobem hoje

11 de julho de 2024 - 10:33

Imediatamente após os dados de inflação, os mercados já precificaram em cerca de 87% de chance de o Fed começar a cortar as taxas em sua próxima reunião, em setembro

CRIPTOMOEDAS HOJE

Até onde vai o preço do bitcoin (BTC)? Queda pode colocar criptomoeda no nível de US$ 50 mil, mesmo com expectativas positivas para 2024

8 de julho de 2024 - 12:12

Apesar das perspectivas de curto prazo serem negativas, analistas ouvidos pela reportagem apontam que, em um horizonte maior, o bitcoin tende a se valorizar

CRIPTOMOEDAS HOJE

Bitcoin (BTC) começa semana com desconto de 6% após perdas recentes; entre as criptomoedas, Notcoin (NOT) salta 50% hoje 

7 de julho de 2024 - 11:49

O Notcoin começou como um jogo que se tornou viral entre os usuários do app de mensagens Telegram

EM QUEDA LIVRE

Bitcoin (BTC) perde suporte e chega aos US$ 54 mil; criptomoedas derretem em meio à crise da gestora Mt. Gox

5 de julho de 2024 - 9:41

Gestora que entrou em falência há dez anos realizará pagamentos aos credores neste mês; distribuição de bitcoins no mercado pressionam os preços das criptomoedas nesta sexta-feira (5)

DESCE?

Bitcoin (BTC) cai e testa suporte de US$ 57 mil com vencimento de contratos somando mais de US$ 340 milhões

4 de julho de 2024 - 7:27

Além disso, a ausência de negócios em Nova York em virtude do feriado de independência dos EUA tende a trazer volatilidade aos negócios

ONDE INVESTIR NO 2º SEMESTRE

Bitcoin (BTC) vai renovar máximas históricas de novo? Analistas veem criptomoedas apenas no início de um ciclo de novas altas

4 de julho de 2024 - 6:15

Conheça também três setores e três moedas virtuais que podem se valorizar no segundo semestre de 2024

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar