🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-05-27T10:54:54-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
DO KWON ATACA NOVAMENTE

Rede da Terra (LUNA) faz proposta de destruir excedente de criptomoeda, mas fundador é contra; entenda como isso afeta o plano de salvar investidores

Passada uma semana da publicação do Terra Revival Plan, os usuários preferiram queimar criptomoedas a fazer uma divisão da rede

23 de maio de 2022
13:45 - atualizado às 10:54
Terra (LUNA) se desfaz de US$ 3,5 bilhões em criptomoedas
Criador da criptomoeda Terra (LUNA), Do Kwon, é acusado de evasão fiscal. Imagem: Shutterstock

Uma semana após a publicação do Terra Revival Plan (plano para ressuscitar a Terra, em tradução livre), com as diretrizes para trazer de volta a criptomoeda Terra (LUNA), o fundador da rede (blockchain), Do Kwon, se mostrou resistente a uma das propostas amplamente aceitas pelos usuários. 

A proposta de queima (burn, ou, simplesmente, destruição) de criptomoedas LUNA foi aprovada em votação na rede.

Até mesmo o CEO da Binance, Changpeng Zao, conhecido como CZ, achou a proposta melhor do que o plano de divisão da blockchain, conhecido como hard fork — que, inclusive, já foi usado tanto no bitcoin (BTC) quanto no ethereum (ETH) após problemas em suas respectivas redes.

Queima ou divide: o plano da Terra (LUNA)

Nos capítulos anteriores da crise da Terra Network — que engloba tanto a criptomoeda Terra (LUNA) quanto a stablecoin TerraUSD (UST) —, um dos problemas apontados como gatilho para o sumiço dos projetos foi o aumento da emissão de tokens LUNA.

A emissão desenfreada fez com que a criptomoeda perdesse valor rapidamente, passando de pouco mais de US$ 73 antes da crise para US$ 0,0001 após os problemas. 

Assim, a destruição de parte do suprimento de LUNA seria uma saída mais adequada do que simplesmente começar a rede do zero, como pretendia o fundador da criptomoeda, Do Kwon.

Hard Fork: reiniciando o sistema

Apesar desse método já ter sido utilizado nas maiores criptomoedas do mundo, o fork de uma blockchain é equivalente a uma borracha no sistema — leia mais sobre os diferentes tipos de fork na nossa matéria sobre a atualização do ethereum. Ele começa uma rede nova do zero e as informações anteriores são deixadas para trás. 

Isso inclui as criptomoedas — portanto, o dinheiro dos investidores. No plano de Do Kwon, havia a proposta de recompensar usuários que ainda possuíssem LUNA e UST, mas a proposta foi rejeitada pela rede.

Dessa forma, o burn é considerado um método menos drástico de reduzir o suprimento de LUNA disponível e tentar fazer a criptomoeda voltar a valer algo.

E a “garfada” de Do Kwon

Do Kwon se pronunciou sobre o tema, disponibilizando a wallet para destruição dos tokens, mas não sem antes cutucar os usuários:

“Deixando claro, como falei várias vezes, não acho que enviar tokens para este endereço para queimar tokens seja uma boa ideia — nada acontece, exceto que você perde seus tokens. Quero que não haja confusão alguma”, escreveu ele no Twitter. 

O que aprendemos com a Terra (LUNA)?

Apesar de os usuários não estarem nada contentes com o sumiço do protocolo, existem algumas considerações a se fazer sobre o desaparecimento da Terra (LUNA). 

A primeira delas é que dificilmente o projeto conseguirá retomar os dias de glória, ainda que a proposta para salvar a blockchain anime alguns setores do mercado. Até mesmo os analistas estão céticos de que a Terra possa voltar a crescer. 

O valor dos projetos está ligado à confiança dos investidores no protocolo, e a Terra se mostrou pouco confiável. Essa perda de credibilidade dificilmente será restaurada.

Esse foi, inclusive, o tema do nosso último Papo Cripto com Ray Nasser, CEO da Arthur Mining. Dê o play e saiba mais!

E durante a crise da Terra

Como foi dito, a própria rede decidiu por um caminho diferente do que seu fundador gostaria, provando assim que o modelo colaborativo de desenvolvimento de criptomoedas funciona — mas vale lembrar que só saberemos se foi a melhor escolha nos próximos capítulos. 

Por fim, é preciso ressaltar que Do Kwon é considerado uma pessoa pouco amigável em suas redes sociais, além de já ter tomado uma série de decisões na rede Terra por conta própria, o que desagradou ainda mais os especialistas e entusiastas do mercado. 

Na mira dos reguladores

Apesar de Do Kwon continuar falando grosso no Twitter, o governo da Coreia do Sul está de olho nos negócios dele e da Terraform Labs, responsável pela Terra (LUNA) e pela TerraUSD (UST). 

De acordo com a acusação da procuradoria de Seul, Do Kwon é acusado de dever mais de US$ 78 milhões aos cofres públicos coreanos. 

Além disso, cinco investidores locais perderam o equivalente a US$ 1,1 milhão após problemas na Terra Network, que engloba a criptomoeda Terra (LUNA) e a stablecoin TerraUSD (UST).

As autoridades coreanas estimam que 280 mil usuários possuíam um total de 70 bilhões em LUNA — o equivalente a mais de US$ 6 trilhões espalhados por toda a Coreia antes do projeto começar a perder valor, em 7 de março. 

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

ELEIÇÕES 2022

Quem é Maria Luiza Ribeiro Viotti, a primeira mulher a comandar o Itamaraty se Lula vencer as eleições?

A indicação de uma mulher para o Itamaraty contemplaria o movimento feminino na diplomacia, que ganhou força política no Congresso e foi incentivado por Amorim no passado; o Brasil nunca teve uma chanceler

QUEREM PARAR O RUSSO

Todos contra Putin: O assunto da vez da reunião dos líderes do G7? Impor limites à Rússia

Dessa vez, a ideia central é a de impor um “teto” no preço dos combustíveis russos — a proposta foi trazida à pauta pelo presidente americano, Joe Biden

TECNOLOGIA EM FOCO

Em busca de inovação: Petrobras (PETR4) lança oportunidades para aquisição de soluções de startups e empresas de tecnologia; saiba como funciona

A Petrobras vai investir até R$ 21,2 milhões em empresas de tecnologia e startups de soluções nas áreas de robótica, tecnologias digital e d inspeção

DUELO DE GIGANTES

Berkshire, de Warren Buffett, está à caça da Tesla, de Elon Musk — veja como anda essa disputa

No auge da pandemia de covid-19, a fabricante de veículos elétricos nadou de braçada, com as ações disparando mais de 12 vezes, enquanto os papéis da holding do Oráculo de Omaha subiram modestos 60%; será que o cenário ainda é o mesmo?

BOMBOU NAS REDES

Luiza Trajano em desespero? Após derreter quase 70%, Magazine Luiza (MGLU3) leva o título de pior ação do semestre; descubra quem mais chegou perto de virar pó no período

Com ações derretendo quase 70%, Magazine Luiza (MGLU3) teve o pior desempenho do semestre; veja o ranking completo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies