A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2022-07-04T20:22:43-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
NOITE CRIPTO

Na luta: bitcoin (BTC) opera em alta, mas performance não dá inveja; confira cotações

Apesar do avanço, o último mês foi o pior da história do bitcoin. A queda de 37,9% se consolidou como a mais terrível da história, desbancando maio de 2021, quando o recuo foi de 35,4%

4 de julho de 2022
20:21 - atualizado às 20:22
bitcoin_queda_criptomoedas

O bitcoin (BTC) entra na noite desta segunda-feira (04) operando em alta, mas a performance da maior criptomoeda do mundo não é de dar inveja.

O BTC vem oscilando e não consegue se firmar acima dos US$ 20 mil por dois principais motivos: cenário externo e problemas internos das criptomoedas.

Desde março, o Federal Reserve vem aumentando os juros em doses cada vez maiores para conter uma inflação galopante — um movimento que afasta os investidores de ativos mais arriscados como ações e criptos.

Não bastasse um aperto monetário agressivo nos EUA e no mundo, os problemas com projetos em criptografia minaram ainda mais a confiança dos investidores.

Desaparecimento da criptomoeda Terra (LUNA), crise na Celsius e falta de liquidez do mercado foram alguns desses problemas. Confira nossa cobertura completa sobre as dez notícias que mais impactaram o preço do bitcoin no semestre.

Por volta de 20h20, o bitcoin subia 4,25%, cotado a US$ 20.126,88. Confira a cotação de algumas das principais criptomoedas do mundo:

NomePreço24h %7d %
Bitcoin (BTC)US$ 20.126,88+4.25%-3,47%
Ethereum (ETH)US$ 1.140,75+5.96%-5,31%
Tether (USDT)US$ 0,9991+0.01%+0,01%
USD Coin (USDC)US$ 1,00-0.01%0,00%
BNB (BNB)US$ 230,17+5.04%-1,99%
Fonte: coinmarketcap.com

Não é de hoje que a vida do bitcoin tá dura

Não é de hoje que a vida não anda fácil para o mercado de criptomoedas em geral. O bitcoin, por exemplo, está 71,6% abaixo do topo de US$ 68.600.

Para piorar, o BTC teve o segundo pior primeiro trimestre da história: algo que não acontecia desde 2018, quando a maior criptomoeda do mundo caiu 58,40%. No mesmo período de 2022, o preço do BTC encolheu 58,29%.

O último mês também foi o pior da história do bitcoin. A queda de 37,9% se consolidou como a mais terrível da história, desbancando maio de 2021, quando o recuo foi de 35,4%.

Papo Cripto #022 — BTC deixou de ser antídoto da crise

José Arthur Ribeiro, CEO da corretora de criptomoedas Coinext, conta no Papo Cripto por que você não deve manter as suas criptomoedas em corretoras de cripto (exchanges). Aperte o play!

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

DESTAQUE DO DIA

De olho em uma possível ‘virada de chave’ varejistas e techs disparam mais de 10% na bolsa; Americanas (AMER3), Via (VIIA3) e Magazine Luiza (MGLU3) são destaques

15 de agosto de 2022 - 16:34

Com fechamento da curva de juros e projeções mais otimistas, investidores correm atrás do tempo perdido; Magazine Luiza, Americanas e Via são destaques.

Democratização?

Santander passa a oferecer serviços de alta renda para todos os clientes, mas não vai cobrar barato

15 de agosto de 2022 - 16:16

Serviços do Select, segmento de alta renda do banco, estarão disponíveis mesmo para quem não se enquadrar nos critérios de renda e patrimônio mínimos, mediante pagamento de taxa

INDO ÀS COMPRAS

XP (XPBR31) amplia presença no ramo de previdência e seguros e compra a BTR Benefícios

15 de agosto de 2022 - 16:11

As empresas tornaram-se parceiras em setembro do ano passado; o valor da operação não foi divulgado

CRYPTOSTORM

‘Nenhuma criptomoeda vai conseguir bater de frente depois dessa atualização’: analistas comentam como The Merge mudará o ethereum (ETH)

15 de agosto de 2022 - 15:35

Para Valter Rebelo, analista de cripto da Empiricus, a resposta é clara: “não vejo nenhum protocolo que consiga bater de frente com o ethereum”

BOMBOU NAS REDES

Banco do Brasil ‘vence’ Bradesco em rentabilidade e ações disparam 53% no ano — estatal ainda pagará R$ 2 bilhões em dividendos e analista alerta: BBAS3 supera Nubank (NUBR33)

15 de agosto de 2022 - 13:49

Após resultados fortíssimos no segundo trimestre, as ações do Banco Brasil estão em disparada. Descubra se vale a pena comprar os papéis

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies