Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-05-31T17:50:16-03:00
Estadão Conteúdo
Indireta para o governo?

Presidente do Senado questiona comprometimento do Executivo com reforma administrativa

Rodrigo Pacheco também reforçou o “compromisso absoluto” dos parlamentares com o andamento da proposta no Congresso

31 de maio de 2021
17:50
Senado reforma administrativa
(Brasília - DF, 03/02/2021) Presidente da República, Jair Bolsonaro durante coletiva de imprensa com Rodrigo Pacheco, Presidente do Senado Federal; e Arthur Lira, Presidente da Câmara dos Deputados. - Imagem: Marcos Corrêa/PR

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), questionou nesta segunda-feira, 31, o compromisso do Executivo federal com a reforma administrativa, em tramitação no Congresso.

Durante evento promovido pelo Valor Econômico, Pacheco disse que "há compromisso absoluto" do Legislativo com o andamento da proposta, porém demonstrou preocupação com a possibilidade de esvaziamento do texto.

"Há o compromisso do Poder Executivo com a Reforma Administrativa? Esse é um questionamento que precisamos fazer e ter clareza nessa discussão junto à Casa Civil, à Secretaria de Governo e à própria Presidência da República: se há vontade de fazer uma reforma administrativa em um ano pré-eleitoral ou não", afirmou.

"Para que não tenhamos uma concentração de energia que será esvaziada em razão de uma iniciativa do governo para não votar. Quero crer que isso não acontecerá, mas é um diálogo que precisamos ter com o governo federal", destacou Pacheco.

Para a avaliação do presidente do Senado, "há um ambiente, pelo menos no Congresso, muito favorável" ao reconhecimento da necessidade de "diminuir o tamanho do Estado brasileiro" e "não demonizar os funcionários públicos".

Durante sua fala, o senador disse manter a previsão de aprovação da reforma administrativa e tributária ainda neste ano. Pacheco também fez críticas sobre o planejamento e gestão do Estado brasileiro, dessa vez sem citar o Executivo federal.

Energia também é problema

"Vamos ter um problema ao crescermos o Brasil com uma grande reforma tributária, com uma importante reforma administrativa, com os marcos legais, ao nos deparamos com uma matriz energética insuficiente para abarcamos a evolução da indústria, por exemplo", afirmou.

Segundo o presidente do Senado, houve "quase uma súplica" para que haja o crescimento do País porque não há capacidade de fornecer energia elétrica suficiente para sustentar este crescimento. "Isso não é responsabilidade exclusiva do Congresso Nacional. Isso é planejamento, previsibilidade. Isso é gestão", afirmou Pacheco.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

RAIO-X DO ORÇAMENTO

Fundo eleitoral, emendas do relator e reajuste dos servidores: 3 pontos do Orçamento para 2022 que mexem com a bolsa esta semana

Entre emendas parlamentares superavitárias e reajuste dos policiais federais, o Orçamento deve ser publicado no Diário Oficial na segunda-feira (24)

PEC DOS COMBUSTÍVEIS

Tesouro pode perder até R$ 240 bilhões com PEC dos Combustíveis e inflação pode ir para 1% — mas gasolina ficará só R$ 0,20 mais barata; confira análise

Se todos os estados aderirem à desoneração, a perda seria de cifras bilionárias aos cofres públicos, de acordo com a XP Investimentos

Seu Dinheiro no Sábado

E a bolsa ainda pulsa: os grandões do Ibovespa brilham e puxam o índice — mas e as demais empresas?

Além do ciclo aquecido das commodities e da entrada de recursos estrangeiros, também vale lembrar o desconto nos ativos domésticos

BITCOIN (BTC) HOJE

Bitcoin (BTC) aprofunda queda da semana e é negociado aos US$ 35 mil hoje pela primeira vez em seis meses; criptomoeda já caiu 17% em sete dias

Especialista dá dicas de como sobreviver ao momento de “sangria” do mercado de criptomoedas — e o que não fazer no desespero

Dê o play!

A bolsa ainda pulsa, mas será um último suspiro? O podcast Touros e Ursos discute o cenário para o Ibovespa

No programa desta semana, a equipe do Seu Dinheiro discute o cenário para o Ibovespa e os motivos que fazem a bolsa brasileira subir

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies