Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-12-30T20:37:30-03:00
Camille Lima
COMPRA DE FIM DE ANO

SulAmérica (SULA11) compra a seguradora Sompo Saúde por R$ 230 milhões e aumenta presença em São Paulo

A aquisição anunciada no apagar das luzes de 2021 deve adicionar cerca de R$ 650 milhões anuais em receitas para a SulAmérica

30 de dezembro de 2021
9:41 - atualizado às 20:37
SulAmérica-foto-divulgação
Imagem: Divulgação

Depois de perder a disputa por um grupo de saúde paulista para a Hapvida (HAPV3), a SulAmérica (SULA11) se mostrou determinada a conseguir fechar uma nova compra no principal mercado do país neste fim de ano.

A gigante de saúde anunciou nesta quinta-feira (30) a aquisição de 100% do capital social da Sompo Saúde, por R$ 230 milhões.

Com o negócio, a SulAmérica aumenta a presença na cidade de São Paulo e na região metropolitana e reforça a estratégia de expansão dos segmentos de Saúde e Odonto.

Mas isso não anula o segundo ponto positivo da operação para a SulAmérica: um gás em seus próximos resultados financeiros.

A compra anunciada no apagar das luzes de 2021 deve adicionar cerca de R$ 650 milhões anuais em receitas, além das sinergias operacionais típicas desse tipo de operação.

Quem é a seguradora adquirida pela SulAmérica (SULA11)

A Sompo Saúde faz parte do grupo japonês Sompo, um dos maiores seguradores do Japão e do mundo, com mais de 130 anos de atuação no mercado e cerca de 80 mil colaboradores. 

Somente no Brasil, a empresa possui aproximadamente 1.900 colaboradores, sem contar suas filiais espalhadas por todas as regiões do país.

Atualmente, a Sompo Saúde atende cerca de 116 mil beneficiários e possui uma forte presença no estado de São Paulo.

Com a transação, a SulAmérica também poderá oferecer aos beneficiários, clientes, corretores e prestadores da adquirida sua estratégia de saúde integral e cuidado coordenado.

Vale lembrar que a conclusão da aquisição ainda está sujeita ao cumprimento de certas condições precedentes usuais, como a aprovação dos órgãos reguladores.

Em 2021, as units SULA11 acumulam uma desvalorização de aproximadamente 38% na bolsa brasileira. Hoje, os papéis reagiram bem ao anúncio da aquisição, fechando em alta de 6,84%, a R$ 27,49, segunda maior alta do Ibovespa no dia.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

TECHS SOFREM

Por que a alta dos juros nos EUA derruba as ações de Locaweb (LWSA3) e Inter (BIDI11) na B3?

O movimento com as ações ligadas ao setor de tecnologia na B3 ocorre desde o início do ano. Os papéis da Locaweb, por exemplo, acumulam queda de 40% apenas nos primeiros dias de 2022

FOLLOW ON

BRF definirá dia 1º preço da ação no follow on, que pode girar cerca de R$ 8 bi

A operação pode abrir o caminho para a Marfrig assumir o controle da BRF

Fatia maior

Gestora Alaska aumenta participação na Cogna (COGN3) para mais de 15%, e ação dispara

Papel tem uma das maiores altas do Ibovespa depois que gestora de Henrique Bredda e Luiz Alves Paes de Barros informou ter adquirido mais ações na companhia de educação

O PLAYSTATION QUE SE CUIDE

Em guerra pelo metaverso, Microsoft compra fabricante do ‘Call of Duty’ e do ‘Candy Crush’ por R$ 380 bilhões

Aquisição da Activision Blizzard pela empresa fundada por Bill Gates é a maior da história do setor de games

BITCOIN (BTC) HOJE

‘Freakconomics’ 2.0: atentado nos Emirados Árabes faz bitcoin (BTC) cair; entenda o que mais movimenta as criptomoedas hoje

Avanço do petróleo, valorização dos Treasuries, queda das bolsas e pressão no bitcoin: tudo está conectado ao atentado de hoje

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies