Menu
2021-01-12T18:26:49-03:00
Rafael Lara
Rafael Lara
Estudante de jornalismo na Faculdade Cásper Líbero de São Paulo. Trabalhou em empresas como: TV Gazeta, Suno Research e Portal iG.
Fechou as fábricas

Saída da Ford do Brasil deve impactar locadoras de veículos a curto prazo, diz Credit Suisse

Em relatório, banco suíço fala do impacto da saída da Ford e da Mercedes-Benz do país. Veja quais locadoras serão as mais afetadas.

12 de janeiro de 2021
12:05 - atualizado às 18:26
Ford
Ford - Imagem: shutterstock

O Brasil vai demorar a acelerar após a Ford ter tirado suas fábricas do País, segundo relatório divulgado nesta terça-feira (12) pelo Credit Suisse

Leia também:

Na última segunda-feira (11), a Ford comunicou ao mercado a intenção de fechar suas três fábricas no Brasil, em Camaçari (BA), Taubaté (SP) e Horizonte (CE), o que encerrou a produção de automóveis da marca no País. Vale a pena lembrar que a Mercedes-Benz também fechou sua fábrica no Brasil (Iracemápolis, SP), que produzia os modelos Classe C e GLA.

No relatório, o analista do banco de investimentos suíço, Regis Cardoso, dá um panorama do impacto da Ford e da Mercedes no Brasil: dos 1,6 milhões de carros produzidos no País, a Ford foi responsável por 119 mil carros (7,4%). Mercedes-Benz representou cerca de 0,4% (6,8 mil carros).

Ainda dando panoramas de produção no País, o Credit fala que "a produção total de veículos no Brasil em 2019, em um cenário não pandêmico, atingiu 2,95 milhões de carros, o que representa uma taxa de utilização de 58,4% considerando os 5,05 milhões de carros por ano de capacidade atualmente instalada no país".

Por conta disso, a saída da Ford deve ter efeitos limitados de médio a longo prazo sobre a disponibilidade de carros no Brasil, já que outras empresas têm capacidade ociosa para atender à demanda. 

Locadoras de veículos sofrerão

O setor de locadoras de veículos deve ser o mais afetado pela saída da empresa americana do Brasil. A Localiza, por exemplo, deve ser a mais impactada, já que 14% da sua frota atual viria da Ford. 

A Unidas seria a vice, já que 12% de sua frota viria da Ford. A Movida, por outro lado, deve ser a menos afetada, já que apenas 0,5% de sua frota atual vem da empresa americana. 

O banco de investimentos adiciona que "a decisão da montadora de deixar o Brasil pode ter repercussão negativa para as locadoras, já que a redução da produção local e da capacidade ociosa pode reduzir seu poder de barganha na compra de carros novos."

Além disso, as empresas de bens de capital também podem ser afetadas. A redução da demanda doméstica por autopeças pode impactar negativamente empresas de bens de capital da cadeia de valor automotiva, como a Iochpe-Maxion (MYPK3), explica o Credit.

"No entanto, acreditamos que o impacto será limitado, pois poderá ser compensado por um ganho de participação de players locais ou por veículos importados de fabricantes fornecidos pela empresa", completa o banco. 

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Rombo nas contas assusta

Decisão do STF sobre ICMS pode acelerar reforma tributária

O risco de um desfalque maior na arrecadação do governo deve intensificar os esforços da equipe econômica para acelerar a tramitação das mudanças no Congresso

Reação ao balanço

Lucrou, mas não empolgou. Ações do IRB caem mesmo com melhora no resultado

Papéis da resseguradora (IRBR3) estavam entre as maiores quedas do Ibovespa nesta sexta-feira; Credit Suisse vê piora operacional da companhia

Prepare o bolso

Petrobras diz que manterá ritmo de reajustes nos preços de combustíveis

Um executivo confirmou que não haverá mudanças na política de preços da estatal, que segue sem frequência definida

Educação

Ações da Cogna avançam, mesmo com prejuízo líquido de R$ 90,975 milhões no 1º trimestre

Confira outros destaques do balanço da empresa, que viu uma queda de 18,1% nos investimentos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies