🔴 ESTA CRIPTOMOEDA DISPAROU 4.200% EM 2 DIAS – VEJA SE VALE INVESTIR

Estadão Conteúdo
DINHEIRO NO BOLSO

Presidente da Petrobras (PETR4) garante que estatal vai entregar dividendos prometidos aos acionistas

Silva e Luna reforçou que a empresa é acompanhada por vários órgãos, e que sua equipe tem total conforto e liberdade para gerenciar

Estadão Conteúdo
30 de novembro de 2021
16:14 - atualizado às 16:35
General Joaquim Silva e Luna, presidente da Petrobras, em coletiva de imprensa | Dividendos
Silva e Luna participou do Petrobras Day em Nova York. - Imagem: Isac Nóbrega/PR

Em sua primeira apresentação em Nova York para analistas, durante o Petrobras Day, o presidente da estatal, general Joaquim Silva e Luna, foi logo de saída questionado sobre a governança da Petrobras (PETR4), dividendos e o impacto das eleições de 2022, pergunta repetida algumas vezes durante a apresentação.

Luna reafirmou nesta terça-feira (30) que a empresa é acompanhada por vários órgãos, e que sua equipe tem total conforto e liberdade para gerenciar. Ele disse que a estatal vai entregar o que prometeu aos acionistas na sua nova política de dividendos, e descartou riscos políticos com as eleições no ano que vem.

"Ano de eleição tem pressões em qualquer lugar no mundo. A economia continua refletindo a recuperação da pandemia. Mas não vemos nenhum risco de não entregarmos (dividendos). Pelo contrário, no momento em que atingimos o nível de dívida com um ano de antecedência, assumimos o compromisso com nossos investidores, é uma coisa que temos condições de cumprir", disse Luna.

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou em 24 de novembro a revisão da Política de Remuneração aos Acionistas, que passa a ter mínima anual de US$ 4 bilhões para exercícios em que o preço médio do Brent for superior a US$ 40/bbl. Os proventos poderão ser distribuídos independente do seu nível de endividamento, desde que observados os princípios previstos na política.

Ressarcida

Presente no evento, o diretor de Governança e Conformidade, Salvador Dahan, também garantiu aos investidores que a Petrobras hoje é guiada para compartilhar todas as informações, o que dá transparência às suas decisões. Segundo ele, se a empresa tiver que adotar políticas públicas, terá que ser compensada, e não há como garantir 100% de proteção.

"Mas temos um modelo de decisão muito responsável", explicou Dahan. "Rodamos testes de estresse todo o tempo para ver como os controles internos detectam violações nos códigos de conduta", informou.

O diretor destacou ainda, que a estatal mantém uma política de nomeação rígida para evitar influência política, como já ocorreu no passado.

"Se comparar a política de nomeação da Petrobras com a média do mercado privado, ou mesmo estatais no Brasil, nossos requisitos são altos para evitar relações políticas, relações com partidos políticos, pessoas sem conhecimento", explicou.

Compartilhe

Engordando os proventos

Caixa Seguridade (CXSE3) pode pagar mais R$ 230 milhões em dividendos após venda de subsidiárias, diz BofA

14 de setembro de 2022 - 13:22

Analistas acreditam que recursos advindos do desinvestimento serão destinados aos acionistas; companhia tem pelo menos mais duas vendas de participações à vista

GUERRA NOS TRIBUNAIS

Justiça nega pedido de liminar para barrar dividendos bilionários da Petrobras (PETR4); ação foi movida por Anapetro e parlamentares após estatal anunciar pagamento antecipado

13 de setembro de 2022 - 19:53

Os reclamantes pedem que a distribuição de proventos da companhia fique limitada ao mínimo legal de 25% do lucro líquido

NOITE DE PROVENTOS

Dividendos: Tim (TIMS3) e Carrefour (CRFB3) anunciam R$ 750 milhões em JCP; veja como receber

12 de setembro de 2022 - 19:31

A empresa de telecomunicações é quem pagará a maior soma para quem estiver em sua base acionária na próxima semana

VALOR ATUALIZADO

Eletrobras (ELET3) vai pagar mais de R$ 1,3 bilhão em dividendos na próxima semana e o valor por ação cresceu; veja quem tem direito à bolada

1 de setembro de 2022 - 19:25

A empresa guardou uma surpresa para os acionistas no valor por ação da distribuição, que foi atualizado com base na variação da taxa Selic

A FONTE VOLTOU A JORRAR

Fundo imobiliário de hotéis volta a pagar dividendos após deixar mais de 22 mil cotistas sem proventos por dois anos e meio

1 de setembro de 2022 - 17:17

Apesar da recompensa, porém, quem manteve o FII na carteira nesse período viu as cotas recuarem mais de 25%

Acabou a festa?

O Itaú (ITUB4) não vai aumentar o percentual de dividendos pagos sobre o lucro aos acionistas, e o CEO explica por quê

1 de setembro de 2022 - 15:04

Porcentagem do lucro do Itaú distribuído aos acionistas na forma de dividendos já chegou a 90%, mas hoje está em 25%

DE OLHO NAS REDES

A Petrobras (PETR4) é a maior ‘vaca leiteira’ do mundo: estatal vence Apple e outras gigantes globais ao se tornar a maior pagadora de dividendos do planeta — descubra quais outras empresas estão no ranking

25 de agosto de 2022 - 14:42

Após distribuir quase R$ 50 bilhões em dividendos no segundo trimestre, a Petrobras e é a maior pagadora de proventos do mundo; confira o ranking

Distribuição de lucros

Dividendos: Porto Seguro (PSSA3) anuncia quase R$ 400 milhões em JCP; Kepler Weber (KEPL3) também distribuirá proventos

24 de agosto de 2022 - 19:06

Data de corte é a mesma em ambos os casos; veja quem tem direito a receber os proventos das empresas

PREPARADO PARA A BATALHA

Deflação pressiona FIIs de papel, mas Maxi Renda (MXRF11) garante que vai sustentar os dividendos — saiba como

24 de agosto de 2022 - 14:03

O fundo, que é o maior da indústria em número de cotistas, aposta em duas estratégias para manter o patamar atual dos proventos

ALÔ, ACIONISTAS

A coroa é dela: Petrobras (PETR4) vence Nestlé e se torna a maior pagadora de dividendos do mundo; Vale (VALE3) deixa o top 10

24 de agosto de 2022 - 13:02

Segundo o Índice Global de Dividendos da gestora Janus Henderson, a petroleira superou gigantes como a Microsoft e a Apple

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar