Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-01-20T18:33:43-03:00
Rafael Lara
Rafael Lara
Estudante de jornalismo na Faculdade Cásper Líbero de São Paulo. Trabalhou em empresas como: TV Gazeta, Suno Research e Portal iG.
Nocauteou

O Gambito da Netflix: ações da empresa sobem quase 17% após bons resultados do 4T20

As ações da empresa de streaming (NFLX) estão em forte alta nesta quarta-feira (20), após o resultado surpreendente do quarto trimestre de 2020, anunciado na última terça (19).

20 de janeiro de 2021
12:43 - atualizado às 18:33
Daniel_Johnny_Cobra_Kai
Johnny Lawrence X Daniel Larusso - Imagem: Reprodução/Netflix

Acerte primeiro, acerte forte, sem piedade. Este é o lema do dojô Cobra Kai, do clássico filme Karatê Kid e que dá nome para uma das séries mais badaladas do momento. Pressionada pelo aumento da concorrência, a Netflix parece ter seguido os mesmos preceitos do mestre Johnny Lawrence.

As ações da empresa de streaming (NFLX) fecharam em forte alta nesta quarta-feira (20), após o resultado surpreendente do quarto trimestre de 2020, anunciado na última terça (19).

Leia também:

As ações negociadas na Nasdaq (NFLX) subiram 16,85%, cotadas a US$ 586,34. Já seu BDR, negociado aqui na B3 (NFLX34), fechou em alta de 12,27% cotado a R$ 60,20.

Receita no 4T20 surpreende

A Netflix registrou lucro líquido de US$ 542,2 milhões no quarto trimestre de 2020, uma queda de 7,7% em relação a igual período de 2019. O lucro por ação diluído foi de US$ 1,19, inferior à expectativa de US$ 1,35 dos analistas ouvidos pelo FactSet.

No entanto, a receita do serviço de streaming somou US$ 6,6 bilhões entre outubro e dezembro do ano passado, uma alta de 21,5% na comparação com os três últimos meses do ano anterior.

O número de assinantes da Netflix no mundo teve um aumento líquido de 8,51 milhões no período, a 203,66 milhões, uma variação positiva de 21,9% na comparação com igual período de 2019.

"Somos imensamente gratos por, nestes tempos desafiadores, termos sido capazes de fornecer aos nossos membros em todo o mundo uma fonte de fuga, conexão e alegria enquanto continuamos a construir nosso negócio", diz um comunicado da empresa, em referência ao aumento da demanda por plataformas de streaming durante a pandemia de covid-19.

Goldman Sachs recomenda compra

O Goldman Sachs divulgou um relatório em que indica a compra das ações da Netflix, baseado no argumento de que "os investimentos maciços em conteúdo, o ecossistema de distribuição global e a melhoria da posição competitiva impulsionarão os resultados financeiros significativamente acima das expectativas". O preço-alvo, para as ações norte-americanas (NFLX), é de US$ 710.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

RIQUEZA DIGITAL

Dancinha milionária: estrelas do TikTok já ganham mais do que grandes executivos nos Estados Unidos; veja quanto elas faturam

Os milhões de seguidores de alguns tiktokers são irresistíveis para as marcas, que acabam gastando muito dinheiro não só em anúncios como em suas linhas de produtos

DA REALIDADE PARA O NOVO DIGITAL

Walmart no metaverso: gigante do varejo dos EUA vai fabricar e vender no mundo virtual; entenda

Para ter um pé nesse universo, Nike e marcas de vestuário como Urban Outfitters, Ralph Lauren e Abercrombie & Fitch também entram com pedidos de marca registrada

PEGA LADRÃO!

Fechada na economia e aberta ao cibercrime: Coreia do Norte desvia milhões de dólares com ataques a plataformas de criptomoedas em 2021

Norte-coreano Lazarus ganhou notoriedade com invasões cibernéticas à Sony Pictures e à WannaCry. Grupo já foi sancionado pelos Estados Unidos e pela ONU

EFEITOS DO CLIMA

Usiminas (USIM5) retoma gradualmente atividades de mineração afetadas por chuvas em Minas Gerais

Segundo o grupo, os problemas ainda afetam empresas responsáveis pela cadeia de escoamento de minério

Conteúdo Empiricus

Dos R$2 mil aos R$100 mil em 12 meses com esta criptomoeda? Criptoativo criado por sócio de Steve Jobs faz parte do segmento que pode decolar e deixar o Bitcoin no chinelo após evento do dia 24 de janeiro

Ele fundou a Apple junto de Steve Jobs e agora criou uma nova criptomoeda que custa centavos e pertence ao ecossistema que pode saltar 5.000% em 2022 e enriquecer os seus investidores

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies