Menu
2021-04-08T07:35:52-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
SOB NOVA DIREÇÃO

Buscando acelerar crescimento e transformação digital, Fleury troca de CEO

Carlos Marinelli deixa o comando da empresa após sete anos, dando lugar a Jeane Tsutsui, responsável pela gestão de negócios

8 de abril de 2021
7:35
fleury-fachada-1920×1080
Imagem: Shutterstock

Com o objetivo de acelerar o crescimento e a transformação digital, o Fleury (FLRY3) anunciou na quarta-feira (8) à noite uma troca em seu comando.

Carlos Marinelli, CEO da rede de medicina diagnóstica há sete anos, será substituído por Jeane Tsutsui, que vinha exercendo a posição de diretora executiva desde 2012, e que desde 2018 é responsável pela gestão de negócios.

Marinelli entrou no Fleury em 2005 e ocupou diversas posições no grupo até ser escolhido como CEO em 2014. Tsutsui integra a companhia há 20 anos, migrando nos últimos 14 anos sua carreira médica para a gestão executiva. Cardiologista de formação, ela possui MBA em Conhecimento, Inovação e Tecnologia pela FIA e realizou formação em gestão na Harvard Business School, Wharton e Sloan School of Management (MIT).

“Com este movimento, iniciamos um novo ciclo de aceleração do crescimento, transformação digital/tecnológica da empresa, com ambição de construir um ecossistema sustentável de saúde, em linha com as melhores práticas ESG”, diz trecho do comunicado.

Nova fase

A mudança no comando do Fleury ocorre num momento de intensificação da concorrência no mercado de saúde e quando a própria companhia conduz uma transformação interna, buscando crescer e expandir sua presença na cadeia de saúde, para além da medicina diagnóstica.

Neste sentido, a empresa começou a oferecer, no começo deste ano, assinatura de serviços de saúde que podem ser contratados diretamente por pessoas físicas. O aplicativo, oferecido pela Saúde iD, empresa do grupo baseada na ciência de dados e inteligência artificial, é voltado sobretudo por aquelas que não possuem plano de assistência médica.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Mercados hoje

Bolsas sobem em Nova York após dois dias de queda, mas petróleo pressiona índice de empresas brasileiras

Otimismo com retomada da economia norte-americana impulsiona bolsas. A maior surpresa do dia é o Nasdaq, que sobe mesmo com o peso das ações da Netflix

O varejo ferve

Renner mira compra da Dafiti com recursos da oferta de ações

Varejista anunciou captação de até R$ 6,5 bilhões na bolsa e pode usar os recursos para fazer uma proposta pelo e-commerce de moda

Pouso forçado

Demanda por voos deve encerrar o ano em menos da metade do nível pré-pandemia

O prejuízo total das companhias aéreas em 2021 deve ficar entre US$ 47 bilhões e US$ 48 bilhões, de acordo com a ação Internacional de Transporte Aéreo (Iata)

Agora vai?

Governo vai reduzir valor de arrecadação por áreas “micadas” do pré-sal em novo leilão

A arrecadação que o governo pretende receber pela exploração de dois campos do pré-sal foi reduzida em R$ 25,5 bilhões; novo leilão deve acontecer em dezembro

Mercado de capitais

FGTS embolsa quase R$ 900 milhões com venda de ações da Alupar em oferta

O fundo que reúne o dinheiro dos trabalhadores com carteira assinada tinha uma participação de 12% no capital do grupo de geração e transmissão de energia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies