Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-02-12T17:25:19-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
concorrente do tinder

A paquera que agrada a Nasdaq: Bumble salta 85% em estreia, após IPO de US$ 2,2 bi

Empresa chega ao mercado avaliada em US$ 8 bilhões, depois de crescer no ano passado com as pessoas em isolamento social por causa da pandemia

11 de fevereiro de 2021
17:25
bumble
Imagem: Divulgação / Bumble / Facebook

As ações do aplicativo de relacionamentos Bumble, concorrente do Tinder, estrearam em alta nesta quinta-feira (11), após a companhia levantar US$ 2,2 bilhões na oferta pública inicial (IPO).

Os papéis da companhia (BMBL) chegaram a subir 85% na Nasdaq, fechando o dia com uma alta de 63,5%, negociados a US$ 70,31. Veja como foi esta quinta para os mercados na cobertura do Seu Dinheiro.

No IPO, a empresa vendeu cinco milhões de ações a US$ 43 cada, superando a faixa de preço definida pela companhia - que era de US$ 37 a US$ 39 e que já havia sido aumentada por conta da demanda dos investidores (era entre US$ 28 e US$ 30).

O Bumble chega ao mercado avaliado em US$ 8 bilhões, depois de crescer no ano passado com as pessoas em isolamento social por causa da pandemia. A companhia tinha 42 milhões de usuários ativos por mês ao final de setembro, um aumento de 22% em relação ao ano anterior.

À época, aproximadamente 2,4 milhões eram membros pagantes do Bumble, segundo a própria empresa. A companhia espera ter gerado até US$ 541,5 milhões em receita em 2020, um aumento de 11% na base anual.

Fundado em 2014 pela atual CEO, Whitney Wolfe Herd, o Bumble se denomina um aplicativo de relacionamentos women-first - o app permite que as mulheres deem o primeiro passo na conversa, após o match. A conversa deve ser iniciada em até 24 horas após combinação.

O Bumble também opera o Badoo. Os dois aplicativos têm juntos mais de 40 milhões de usuários ativos mensais. Ambos são concorrentes do Tinder - cujo dono, o Match Group, opera o Match.com, OkCupid e Hinge.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

O futuro está no céu

A acirrada corrida pelo ‘carro voador’

Além de chamar a atenção no mercado de capitais, as startups de “carros voadores” estão atraindo talentos e parceiros de setores mais tradicionais da economia

XP anuncia investimento na edtech Resilia

A Resilia é uma edtech que combina tecnologias que potencializam o aprendizado individualizado e em comunidade com um método de ensino que capacita potenciais talentos de uma forma mais rápida para o mercado digital

Análise

Investir em ações de banco ainda é uma boa? Veja 3 motivos que deixam a XP Investimentos cautelosa

Se no ano passado a postura era otimista, agora os analistas do setor financeiro da XP estão mais cautelosos, já que o cenário é de preços elevados dos ativos e uma concorrência e intervenções regulatórias preocupantes.

REFORMA TRIBUTÁRIA

PIB pode crescer 1,6% com redução de IR para empresas, indica estudo

O cálculo de 20% teve como base comportamento das empresas depois de um dos maiores aumentos na alíquota do imposto sobre dividendos no mundo – na França, em 2013, de 15,5% para 46%

ESG

‘Equidade racial se tornou prioridade dentro da Vivo’, diz presidente

Dentro da extensa agenda ESG, que concentra ações ambientais, sociais e de governança, a Vivo aposta na equidade racial

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies