Menu
2021-02-02T07:04:31-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
DINHEIRO NO BOLSO

Após balanço de 2020, Itaú Unibanco vai pagar mais R$ 1,3 bi a acionistas

Considerando os dividendos e JCP previamente pagos, banco vai distribuir o equivalente a 25% do lucro líquido de 2020

2 de fevereiro de 2021
7:04
Agência do Itaú
Imagem: Shutterstock

Junto com os resultados de 2020, o Itaú Unibanco (ITUB4) anunciou na segunda-feira (1º) à noite que vai repassar R$ 1,3 bilhão aos seus acionistas, o equivalente a R$ 0,1394 por ação, líquidos de impostos.

Segundo o comunicado do banco, o conselho de administração irá declarar a forma como essa distribuição será feita – dividendos ou juros sobre o capital próprio (JCP) – em uma próxima reunião, mas a data do pagamento já está definida – ela acontecerá em 12 de março, tendo como base de cálculo a posição acionária final registrada no dia 25 de fevereiro.

O conselho de administração do Itaú Unibanco aprovou, ainda, que os JCP declarados em 26 de novembro, no valor líquido de R$ 0,054366 por ação, e em 14 de janeiro, no valor líquido de R$ 0,042636 por ação, também serão pagos em 12 de março.

De acordo com o banco, considerando os dividendos e JCP previamente pagos e os que ainda vai pagar, o montante que os acionistas receberão totalizará R$ 0,4614 por ação (líquido de imposto de renda), perfazendo R$ 4,5 bilhões.

“O valor distribuído equivale a 25% do lucro líquido do Itaú Unibanco Holding no exercício de 2020”, diz trecho do comunicado.

Provisões pesadas

O Itaú Unibanco registrou lucro líquido recorrente de R$ 18,536 bilhões em 2020. Parece bom, mas trata-se de uma queda de 34,6% em relação ao ano anterior.

O resultado do banco foi bastante afetado pela pandemia de covid-19, que forçou a formação de bilhões de reais em provisões para fazer frente a possíveis calotes de clientes.

No quarto trimestre, o lucro do maior banco privado brasileiro atingiu R$ 5,388 bilhões, um recuo de 26,1% na comparação com o mesmo período de 2019. O resultado ficou pouco abaixo das expectativas do mercado de R$ 5,440 bilhões.

O resultado contábil — que inclui a receita com a XP mas também outros gastos como a doação de quase R$ 1 bilhão feita pelo banco para o tratamento da covid-19 — foi de R$ 7,592 bilhões no quarto trimestre e de R$ 18,909 bilhões em 2020.

O lucro menor também derrubou a rentabilidade do Itaú, de 23,7% em 2019 para 14,5% no ano passado.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

O melhor do Seu Dinheiro

E hoje ainda é dia de PIB

Os livros de história que contarem como a economia brasileira atravessou a crise provocada pela pandemia da covid-19 obrigatoriamente vão registrar o número que será divulgado logo mais às 9 horas pelo IBGE. Seja qual for o resultado, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2020 será de fato histórico. A expectativa do mercado […]

alerta

Lockdown maior do que esperado pode gerar 1º semestre um pouco pior, diz presidente do BC

Com a vacina, o segundo semestre deverá registar uma taxa de crescimento econômico melhor, disse Roberto Campos Neto

Esquenta dos Mercados

Destaques do dia incluem saída de conselheiros da Petrobras, votação de PEC emergencial e dados do PIB

Como se não bastasse, a divulgação de dados da economia norte-americana deve influenciar na cautela da bolsa de hoje

temos um desafiante

Via Varejo supera projeções no 4º tri e mostra que quer a coroa do e-commerce

Reestruturação promovida pela administração e mudança de hábito dos consumidores faz vendas pela internet crescerem três dígitos

nova crise?

Após interferência, quatro conselheiros da Petrobras pedem para não ter mandatos renovados

Para Paulo Guedes, decisão de trocar o comando da estatal foi “satisfação política” que Bolsonaro deu aos caminhoneiros

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies