Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-03-04T19:28:35-03:00
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
Na vitrine

Apesar do fechamento dos shoppings na Fase Vermelha, XP continua vendo valor nas ações do setor

Mas a casa de investimentos ainda afirma que um resultado mais robusto no setor depende da reabertura dos shoppings

4 de março de 2021
13:28 - atualizado às 19:28
Shopping center
Imagem: Shutterstock

O aumento das restrições de circulação em São Paulo passa a valer no próximo sábado (06). Na Fase Vermelha, os shoppings, academias, restaurantes e salões de beleza devem permanecer fechados, com exceção de serviços essenciais como supermercados, postos de gasolina e drogarias.

A medida para tentar conter o avanço da pandemia de Covid-19 deve afetar severamente as ações das operadoras de shopping centers mais uma vez. De acordo com a XP Investimentos, o impacto em cada companhia deve ser diferente, tendo em vista que as operadoras cobrarão por tempo de operação.

Por exemplo, o Iguatemi terá 100% de suas áreas disponíveis para aluguel (Área Bruta Locável, ABL), com exceção dos quiosques, fechados durante o período de fase vermelha. Já a Multiplan, terá 65% de sua ABL afetada, enquanto a brMalls terá 54% da ABL fechada, e a JHSF, 59%.

“Destacamos que o impacto nos resultados dos shoppings deve ser não apenas proporcional ao tempo de funcionamento de cada shopping, mas também deve ser diluído em seus resultados ao longo da vigência de cada contrato (efeito da linearização dos contratos). Até o momento, vemos um impacto limitado nos resultados de curto prazo dos shoppings, sendo a Iguatemi provavelmente a mais impactada da nossa cobertura”, afirma a XP, em nota.

A casa de investimentos reitera que continua vendo valor de longo prazo nas ações desses empreendimentos, mas acredita que o desempenho mais robusto das ações dependerá da reabertura dos shopping centers.

As ações do Iguatemi (IGTA3) fechou em alta de 3,05%, a R$ 31,47, enquanto os papéis da Multiplan (MULT3) subiram 2,87%, a R$ 20,42, a brMalls (BRML3) teve alta de 2,82%, aos R$ 8,38 e, por fim, a JHSF (JHSF3) subia 4,40%, aos R$ 6,88.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

NA B3

Ações do setor de saúde foram as que menos sofreram em agosto

Levantamento da Teva Índices mostra que os papéis do comércio e da construção foram os mais castigados no mês passado

NÃO AGRADOU

IBP critica mudanças regulatórias na venda de combustíveis

Representante das grandes distribuidoras de combustíveis defende manutenção do modelo de exclusividade no mercado de revenda de derivados de petróleo

Tempo de entrega menor

Randon terá linha férrea própria no interior de SP

Linha férrea partirá de dentro da fábrica e percorrerá 1,5 km transportando vagões, reboques e semirreboques a um ramal principal na mesma cidade; expectativa é de que a obra fique pronta em 2023

Entrevista exclusiva

Após vender Hortifruti para Americanas, Partners Group quer investir US$ 300 milhões e lançar fundo para o varejo no Brasil

Com um total de US$ 120 bilhões sob gestão, responsável pela gestora suíça no Brasil e América Latina fala ao Seu Dinheiro sobre potenciais alvos de aquisição e “concorrência” com IPOs na B3

em busca de recursos

B3 levanta US$ 700 milhões e revisa projeção de alavancagem

Segundo operadora da bolsa brasileira, a emissão faz parte da gestão ordinária dos negócios da companhia e visa diversificar as fontes de captação a condições atrativas de financiamento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies