⚽️ Brasil e Portugal jogam para se evitar nas oitavas-de-final; veja os jogos de hoje na Copa do Mundo

Cotações por TradingView
2021-03-10T14:09:09-03:00
Estadão Conteúdo
Vai rolar?

Relator defende texto original da PEC e diz que nada pode atrasar auxílio

Na primeira etapa da Câmara, concluída nesta madrugada, o texto foi aprovado por 341 votos favoráveis e 121 contrários.

10 de março de 2021
14:09
Câmara dos Deputados PEC dos Precatórios
Imagem: Agência Brasil

O relator da PEC Emergencial na Câmara, deputado Daniel Freitas (PSL-SC), defendeu a aprovação do texto original da proposta porque, segundo ele, "nada pode atrasar o que há de mais importante na PEC, que é a entrega do auxílio emergencial aos brasileiros".

Leia também:

O relator disse esperar que a votação do primeiro turno da matéria se repita nesta quarta-feira, quando o texto será votado em segundo turno pelos deputados. Na primeira etapa da Câmara, concluída nesta madrugada, o texto foi aprovado por 341 votos favoráveis e 121 contrários.

Em entrevista à GloboNews no período da manhã, Freitas disse ainda que é natural que tanto parlamentares quanto o presidente da República não fiquem confortáveis em falar de congelamentos de salários e progressões do funcionários públicos, "mas todos entendemos que esse é o momento de não olharmos para categorias específicas e darmos, através da aprovação dessa PEC, o recado de que o País precisa".

Na votação do primeiro turno da PEC, Freitas manteve o texto do Senado, com todas as categorias de servidores sob alcance das medidas de contenção de gastos - como congelamento de salários de servidores, quando houver elevado comprometimento das finanças de União, Estados e municípios -, mesmo após pressão do presidente Jair Bolsonaro para desidratação da PEC na tentativa de atender a demandas de policiais e outros profissionais de segurança pública, que integram a base de apoio do presidente.

De acordo com o relator, após reunião que contou com a presença do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), "explicamos ao presidente que as discussões não encerram na PEC Emergencial, ela é a porta de entrada para outras medidas importantes".

Freitas disse que o Congresso Nacional tem dado a demonstração de que está muito propício a aceitar reformas, e que temas como o congelamento de salários, reajustes e progressões. "Tudo isso pode ser tratado ainda na reforma administrativa", comentou.

Sobre a votação de destaques e do segundo turno da proposta, que tramita nesta quarta na Câmara, Freitas afirmou: "O que depender aqui da Câmara dos Deputados e do Poder Executivo tudo vai acontecer o mais rápido possível."

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

NA TERRA DO TIO SAM

Só o filé: JBS (JBSS3) compra empresa norte-americana TriOak Foods e amplia presença nos EUA; ações disparam na B3

2 de dezembro de 2022 - 12:38

Compradora exclusiva dos suínos da produtora desde 2017, a aquisição fortalece a capacidade da JBS de fornecer produtos suínos de alta qualidade aos consumidores dos EUA

DE OLHO NAS REDES

Elon Musk quer curar a cegueira e fazer tetraplégicos andarem com um chip cerebral: testes em humanos já têm prazo — e o próprio bilionário deve ser a cobaia

2 de dezembro de 2022 - 11:14

O bilionário deu prazo de seis meses para os testes em humanos de seu chip cerebral começarem

COISA DE CINEMA

O crime perfeito: ataque hacker em criptomoedas leva a roubo de US$ 5 milhões, faz token ‘desaparecer’ e Binance a suspender negociações

2 de dezembro de 2022 - 10:52

Uma falha no protocolo Ankr (ANKR) permitiu a “emissão infinita” de tokens e fez uma criptomoeda da rede Binance Smart Chain despencar a quase zero

JCP

Itaúsa (ITSA4) vai pagar juros sobre capital próprio — saiba datas dos pagamentos e valores

2 de dezembro de 2022 - 10:42

Em evento realizado na quinta-feira (1), executivo da Itaúsa (ITSA4) falou sobre a possibilidade de voltar a pagar dividendos históricos

É REPRISE?

Elon Musk bane conta de Kanye West no Twitter outra vez — e o rapper Ye também não terá mais uma rede social para chamar de sua

2 de dezembro de 2022 - 10:38

Segundo o chefe do Twitter, a mais nova publicação problemática do cantor quebrou as regras da plataforma de mídia social sobre “incitação à violência”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies