Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-03-08T09:27:00-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
PREÇOS EM ALTA

Projeções para inflação em 2021 continuam se afastando do centro da meta

Relatório Focus mostra que economistas reajustaram expectativas para IPCA pela nona semana consecutiva e esperam dólar acima de R$ 5,10

8 de março de 2021
9:25 - atualizado às 9:27
inflação
Imagem: Shutterstock

As projeções dos economistas para a inflação em 2021 continuam se afastando do centro da meta estabelecido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), de 3,75%, em meio à valorização do dólar em relação ao real, provocada por receios com a situação fiscal, intervenções governamentais e a demora na vacinação contra covid-19.

Pela nona edição consecutiva, o Relatório Focus mostrou reajuste positivo na mediana das estimativas para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ao final do ano, de 3,87% para 3,98%. Há um mês, as projeções apontavam para alta de 3,60%.

A alta da mediana para o IPCA ocorreu junto com o reajuste para cima das expectativas para a taxa de câmbio no final de 2021. A cotação esperada para o dólar passou de R$ 5,10 para R$ 5,15, uma frustração das expectativas dos economistas no final do ano passado, que esperavam o dólar abaixo de R$ 5,00.

O IBGE divulga nesta quinta-feira (11) o IPCA de fevereiro. O IPCA-15 subiu 0,48% em fevereiro, na comparação com janeiro, a maior leitura para o mês desde 2017.

Em meio à escalada dos preços, os economistas mantiveram pela segunda semana consecutiva a projeção de que a taxa básica de juros, a Selic, fechará o ano em 4,00% ao ano, de acordo com o Focus. Há um mês, as projeções indicavam que ela chegaria ao final de dezembro em 3,50% ao ano. O Comitê de Política Monetária (Copom) se reúne na semana que vem para decidir se soube ou não a Selic.

Já a expectativa para o crescimento do PIB em 2021 foi levemente revisada para baixo, de 3,29% para 3,26%.

Situação fiscal

Em relação ao endividamento do país, o Focus mostrou que a mediana das projeções para a dívida líquida do setor público, como proporção do PIB, recuou de 64,55% para 64,44%.

A expectativa para o déficit primário para 2021 permaneceu em 2,80% pela segunda semana seguida, enquanto a projeção para o déficit do resultado nominal em 2021 ficou em 7,00% pela quarta edição consecutiva do Focus.

O resultado primário reflete o saldo entre receitas e despesas do governo, antes do pagamento dos juros da dívida pública. Já o resultado nominal reflete o saldo já após as despesas com juros.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

seu dinheiro na sua noite

WEG: a favorita que levou mais uma vez a medalha de ouro

Nas competições esportivas, sempre há os favoritos ao pódio. Mas a verdade é que o esporte é uma caixinha de surpresas (ainda bem!), e nunca faltarão zebras ou imprevistos para tirar o ouro dos primeiros colocados dos rankings. Nos Jogos Olímpicos de Tóquio já tivemos alguns desses episódios, como a eliminação da tenista Naomi Osaka […]

Tente outra vez

Após cancelar oferta em 2013, Vix Logística protocola novo pedido de IPO na CVM

A empresa busca recursos principalmente para turbinar a expansão de sua frota, atualmente com 20 mil veículos, e locais de atuação

FECHAMENTO DO DIA

Fed recicla discurso e não empolga, mas balanços dão gás para o Ibovespa subir mais de 1%; dólar vai a R$ 5,10

Enquanto o Fed embalava os mercados internacionais, por aqui foi a temporada de balanços que falou mais alto e levou o Ibovespa a uma alta de 1,31%

CRYPTO NEWS

Você já pensou em desistir do bitcoin?

Muitas vezes perguntamos sobre aquilo que já decidimos fazer e queremos apenas o aval dos que estão ao nosso redor

Maior da história da estatal

Ministro do STF anula condenação trabalhista de R$ 17 bilhões imposta à Petrobras

Os trabalhadores que fazem parte da ação ainda podem recorrer da decisão de Alexandre de Moraes, mas o revés já havia sido determinado em julgamento do TST

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies