Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-25T09:00:07-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Manual de regras

Manual de regras do bitcoin vem aí? Presidente do Banco Central revela conversa com CVM sobre regulação de criptomoedas

Campos Neto defendeu que a criação de normas para os ativos digitais respinga também na regulação do futuro das finanças no país

19 de agosto de 2021
15:58 - atualizado às 9:00
Criptomoedas BC
Imagem: Shutterstock

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, revelou nesta quinta-feira (19) que a autarquia conversa com a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre o estabelecimento de normas para o bitcoin e outras criptomoedas.

"Para nós, é mais do que a regulação de criptomoedas. É sobre a regulação do futuro. É sobre regular dados. As finanças passarão a ser sobre dados", declarou nesta quinta-feira (19) durante sua participação em um webinar promovido pelo Council of the Americas.

Após justificar a importância do tema, Campos Neto destacou que, nos países emergentes, os ativos digitais são mais usados como meios de investimento do que formas de pagamento.

Não é só o BITCOIN: conheça 6 criptomoedas promissoras para ficar de olho em 2021 e inscreva-se no canal do Seu Dinheiro para mais vídeos exclusivos sobre investimentos:

E a inflação?

Além das criptomoedas, o presidente do BC também aproveitou sua participação no evento para enfatizar que a autarquia "fará que o que for necessário para atingir a meta de inflação". "Temos os instrumentos, podemos fazer o trabalho", garantiu.

Campos Neto reconheceu que houve mais surpresas de alta na inflação nos últimos meses, com os choques se espalhando, com os preços de serviços acima do esperado no IPCA — o índice oficial de inflação — em julho.

Ele ainda comentou que há muita desancoragem nas expectativas de inflação em 2021, com os choques do início do ano, em alimentos, energia e agora com a seca: "as pessoas começaram a revisar as expectativas de 2022 para cima. Estamos olhando para o nosso cenário base, para o balanço de riscos e interpretando os dados".

Ruídos internos

Campos Neto avaliou que as incertezas internacionais estão maiores, mas reconheceu que os ruídos internos têm tido grande peso na majoração das expectativas do mercado para a inflação de 2022. " Ultimamente há outra dimensão desse ruído, relacionada a novos projetos enviados pelo governo ao Congresso, como o novo Bolsa Família, que mercado tem associado com as eleições do próximo ano", afirmou.

Para o dirigente, quando o governo explicar o novo programa social — Auxílio Brasil — funcionará e como ele será pago, essa incerteza no mercado deve se reduzir. " Entendo o ruído que está ocorrendo, e entendo que o governo precisa passar uma mensagem muito responsável de como o caminho fiscal continuará a partir daqui", acrescentou.

Por fim, Campos Neto destacou que, apesar de algum avanço dos juros ao longo da curva, a maioria dos produtos ainda têm taxas perto das mínimas e o crédito ainda está crescendo em diversos segmentos. Para o economista, depois de um crescimento forte com as medidas feitas pela autarquia desde o início da pandemia, as taxas de crescimento do crédito têm se normalizado, como o esperado.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

seu dinheiro na sua noite

Uma tarde de soluços nos mercados

O preço dos combustíveis, um dos grandes vilões da elevada inflação brasileira, não dá sinais de enfraquecimento. Muito pelo contrário: a passagem do furacão Ida pelo Golfo do México deve seguir impactando a oferta de petróleo por mais alguns meses, o que traz reflexos diretos ao preço da commodity. O Brent fechou em alta pela […]

menos méliuz

Méliuz (CASH3): Truxt reduz participação na companhia

Negociações têm por objetivo investimento e não visam alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da empresa

atenção acionista

Dividendos: Multiplan (MULT3) paga R$ 270 milhões em juros sobre capital próprio

Empresa vai considerar os acionistas inscritos nos registros da companhia no dia 28 de dezembro, dado que as ações de emissão da companhia passaram a ser negociadas “ex juros” a partir de 29 de dezembro

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras dá susto, mas commodities garantem o avanço do Ibovespa; dólar sobe a R$ 5,37

A convovação de uma coletiva de última hora assustou os investidores, mas o Ibovespa retomou o ritmo de alta após a estatal confirmar que não irá mexr nos preços.

acesso bloqueado

Vale (VALE3) faz operação para resgatar 39 funcionários presos em mina no Canadá

De acordo com a empresa, na tarde de domingo (26), uma pá escavadeira que estava sendo transportada no acesso à mina subterrânea se desprendeu, bloqueando o shaft e, com isso, impedindo o meio de transporte dos empregados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies