🔴 5 MOEDAS PARA MULTIPLICAR SEU INVESTIMENTO EM ATÉ 400X – VEJA COMO ACESSAR LISTA

Letícia Flávia Pinheiro
Letícia Flávia Pinheiro
Jornalista formada pela Universidade de São Paulo (ECA-USP) e redatora para os portais Seu Dinheiro e Money Times.
RADIO CASH

“Nossa principal aposta é em equities e tomadas de juros em países desenvolvidos”, diz Fabio Okumura, CIO da Gauss Capital; conheça a estratégia da gestora para 2021

Em entrevista para o podcast RadioCash, Fabio Okumura destrincha as principais posições e estratégias do fundo multimercado da Gauss Capital, que rendeu 24,15% ao longo dos últimos 12 meses; Entenda:

Fabio Okumura, sócio e diretor de investimentos da Gauss Capital
Fabio Okumura, sócio e diretor de investimentos da Gauss Capital - Imagem: Divulgação

“Nossa principal aposta não é em Brasil, mas sim em equities (ações) e tomadas de juros em países desenvolvidos”, diz Fábio Okumura, sócio-fundador e CIO da Gauss Capital, gestora independente brasileira que se destaca pelo seu fundo multimercado GAUSS II FIC FIM. Esse fundo foi o primeiro a adotar o bitcoin como posição tática e já rendeu -0,57% em março, 0,30% no ano, e 24,15% (1.084,53% do CDI) nos últimos 12 meses. 

No último episódio do RadioCash, o podcast de mercado financeiro produzido pela gestora  Vitreo e pela casa de análise Empiricus, o fundador da Gauss conta as principais estratégias da gestora nos últimos tempos, revelando desafios, bem como as principais apostas para se ter no radar.  

Caso você não conheça, o Fábio Okumura é referência no mercado financeiro. Ele já passou pelo BankBoston e Deutsche Bank, já foi chefe de tesouraria do Itaú (ITUB4) e um dos sócios da Credit Suisse aqui no Brasil. Hoje o gestor é CIO da Gauss Capital, que é independente de bancos desde 2019 e já possui 1,7 bilhões investidos em seu fundo multimercado. 

Você pode conferir a entrevista completa com o Fábio. Basta apertar o play abaixo ou escutar o episódio no Spotify ou Apple Podcasts: 

Quais posições compõem o fundo multimercado da Gauss?

Okumura revela que a principal posição do fundo GAUSS II FIC FIM, destinado a investidores qualificados, é em equities, isto é, em participação acionária em empresas. 

“Outras principais posições que mantemos são posições tomadas em inclinações de juros em vários países, inclusive nos EUA. Gostamos da parte longa da curva. Também investimos em ações japonesas, as Nikkeis, e algumas americanas”, explica o gestor. 

De acordo com a última carta mensal divulgada pela Gauss, “o Fundo obteve ganhos relevantes em posições compradas em dólar (sobretudo contra o iene japonês, franco suíço), em krona norueguesa contra sueca, em Bitcoin e tomadas em juros de países desenvolvidos; mas não foram suficientes para compensar as perdas decorrentes da queda das volatilidades implícitas, que também acentuaram o prejuízo das proteções, e nas posições idiossincráticas de Brasil”. 

A leitura de Fábio Okumura é que os desafios para este ano são outros. Enquanto em 2020 praticamente todas as classes de ativos tiveram valorização entre abril e dezembro, em virtude dos preços deprimidos e dos grandes estímulos globais, em 2021 os preços não estão mais descontados. Além disso, “incertezas da pandemia adicionadas às dúvidas sobre as consequências futuras dos estímulos, e da função de reação dos bancos centrais, nos traz a convicção que a gestão ativa será muito mais crítica para a obtenção de performance”, revela o CIO. 

Diante desse cenário, o gestor e sua equipe propuseram algumas mudanças no fundo, como: 

  • A diminuição da exposição em ouro e a transferência de parte do risco para ações de mineradoras; 
  • Redução da posição tática comprada em dólares; 
  • Aumento da posição em value (estratégia focada na compra de ações de qualidade com preços descontados e geralmente bons dividendos) sobre growth (ações com potencial de elevado crescimento a longo prazo, porém, que operam com múltiplos altos, muitas vezes sem lucros e ainda não pagam dividendos). 

Quer saber exatamente a leitura de mercado feita por Fábio Okumura que o motivou a tomar essas decisões? 

Confira agora a explicação completa do que o gestor tem em mente para superar os desafios do momento atual e atingir metas que podem influenciar em ideias de investimento:

A Gauss Capital enxerga também que o cenário externo de reflação, isto é, o estímulo da economia por meio do aumento da moeda, será benigno para para emergentes e para o Brasil. “adicionamos exposição à inclinação da curva longa, e mantemos posições compradas em NTNBs curtas e no real”, segundo a carta mensal divulgada. 

Durante o podcast, Fabio Okumura divide alguns motivos para que a Gauss tenha se tornado independente do Credit Suisse em 2019 e explica como funciona o processo de tomada de decisão da gestora.  

A Gauss Capital também possui um fundo de renda fixa destinado a investidores em geral. Se você se interessa por adquirir uma cota de algum fundo dela, recomendo escutar o podcast e ficar por dentro de como ocorrem os processos por dentro de uma das mais reconhecidas gestoras do Brasil.  

São em conversas como essas que conseguimos colocar oportunidades no radar e aumentar as chances de multiplicação de capital no mercado financeiro. Escute a entrevista completa na íntegra:

Compartilhe

Mudanças climáticas

Investimento verde é coisa de gringo, mas isso é bom para nós: saiba quais são as apostas ESG do investidor global no Brasil

17 de maio de 2024 - 6:33

Saiba para quais segmentos e tipos de negócios o investidor global olha no Brasil, segundo Marina Cançado, idealizadora de evento que aproximará tubarões internacionais com enfoque ESG do mercado brasileiro

LOTERIAS

Mega-Sena e Quina decepcionam de novo, mas Lotofácil faz 2 meio-milionários — e eles apostaram de um jeito diferente

17 de maio de 2024 - 5:42

Nenhum dos ganhadores da Lotofácil apostou em uma casa lotérica; na Mega-Sena e na Quina, os prêmios acumulados têm oito dígitos

E VEM MAIS POR AÍ

Uma ajuda extra da Receita: lote de restituição do Imposto de Renda para o Rio Grande do Sul supera R$ 1,1 bilhão

16 de maio de 2024 - 19:46

Além de incluir os gaúchos no primeiro lote de restituição, a Receita promoverá medidas para ajudar o contribuinte do estado castigado pelas enchentes

LOTERIAS

Lotofácil faz 2 meio-milionários, Quina acumula de novo e Mega-Sena oferece prêmio turbinado

16 de maio de 2024 - 5:58

Lotofácil sai para uma aposta comum e para um apostador “teimoso”; concurso de final 5 turbina prêmio da Mega-Sena

LOTERIAS

Bolão fatura Lotofácil e faz 4 milionários de uma vez só; Mega-Sena acumula e prêmio dispara

15 de maio de 2024 - 6:02

A Lotofácil estava acumulada ontem, o que engordou o prêmio da “máquina de milionários”; Quina acumulou de novo

MULTIMERCADOS

Ex-colega de Campos Neto no BC, gestor da Itaú Asset aposta em Copom mais rígido com os cortes na Selic daqui para frente

14 de maio de 2024 - 19:58

Ex-diretor de política monetária do BC entre 2019 e 2023 — sob o comando de RCN —, o economista Bruno Serra revelou o que espera para os juros no Brasil

LANCE REVISADO

Ata do Copom mostra divisão mais sutil entre Campos Neto e diretores escolhidos por Lula

14 de maio de 2024 - 10:18

Divergência entre os diretores do Banco Central se concentrou no cumprimento do forward guidance, mas houve concordância sobre piora no cenário

DE OLHO NAS REDES

Adeus, Campos Neto: logo a presidência do Banco Central deve ir para as mãos de um indicado de Lula — “o telefone vermelho vai tocar”

13 de maio de 2024 - 18:06

Campos Neto logo deixará a presidência do Banco Central. Quais são os riscos de um indicado de Lula tomar o lugar?

PESQUISA FOCUS

Projeção para Selic volta a subir após bola dividida no Copom a poucos meses da saída de Campos Neto

13 de maio de 2024 - 10:59

Estimativa para Selic no fim de 2024 sobe pela segunda semana seguida na Focus depois de Campos Neto ter precisado desempatar votação

SAINDO DO VERMELHO

Desenrola para MEI começa amanhã — e aqui está tudo o que você precisa saber para renegociar dívidas no Descomplica Pequenos Negócios

12 de maio de 2024 - 16:00

Não há limite para os valores das dívidas, mas só será possível renegociar débitos não pagos até 23 de janeiro deste ano

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar