⚽️ Jogos das quartas-de-final começam a se desenhar; confira os dias da próxima fase

Cotações por TradingView
2021-03-14T10:52:22-03:00
Estadão Conteúdo
veio pra ficar?

Investidores e analistas divergem sobre existência de superciclo de commodities

Com o mercado de commodities em forte alta, há um debate entre investidores e analistas se os preços vão se sustentar no longo prazo

14 de março de 2021
10:52
shutterstock_1150277432
Jelgava, Letônia, 25 de setembro de 2005, estação ferroviária vista de cima com os tanques de petróleo e amônia da Russian Railways. - Imagem: Shutterstock

Com o mercado de commodities em forte alta, há um debate entre investidores e analistas se os preços vão se sustentar no longo prazo. O Brent subiu 82% desde o fim de outubro, o cobre está no patamar mais elevado desde 2011 e desde 2014 os alimentos não estavam tão caros.

Alguns investidores dizem que estamos no início de um superciclo, período onde os preços de gado, grãos, metais, gás e petróleo avançam por anos, às vezes décadas. Um período forte nas cotações apresenta uma oportunidade para investidores no longo prazo, como aconteceu nos anos 2000 e início da década de 2010, antes dos preços desabarem em 2014.

Analistas do setor, no entanto, acreditam que as chances desse superciclo ocorrer são baixas. Eles dizem que o movimento só ocorre quando uma grande economia, como Estados Unidos ou China, passa por um processo de forte industrialização ou urbanização, criando uma demanda por materiais básicos que os estoques atuais não conseguem suprir.

Esse gatilho não está presente neste momento, acreditam. A rápida recuperação na economia global neste e no próximo ano vai sustentar a demanda, mas além disso, o consumo desses insumos, petróleo em particular, deve cair. Após um período de forte valorização, a tendência é as pessoas procurarem alternativas mais baratas, o que acaba arrefecendo os preços.

Economistas falam que muito da alta das commodities está sob o efeito de rali permanente que o mercado está desde o ano passado, com a liquidez dos mercados que garantiu alta em praticamente todos os ativos, desde ações, metais preciosos, até o bitcoin.

Para o petróleo, a situação fica ainda mais incerta com a mudança de paradigma do consumo para alternativas de energia limpa. Por enquanto, os preços do mercado ainda são sustentados pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e Rússia, que seguram a produção, e a recuperação na demanda da China e Índia após a pandemia.

(Fonte: Dow Jones Newswires)

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

SEU DINHEIRO NA COPA

Jogos das quartas-de-final começam a se desenhar; confira as datas da próxima fase da Copa do Mundo

4 de dezembro de 2022 - 17:53

Holanda e Argentina foram os primeiros times classificados para a próxima fase do Mundial do Catar; Brasil tenta vaga na segunda-feira (05) contra a Coreia do Sul

FINAL DE SEMANA EM CRIPTO

Na corda bamba: bitcoin (BTC) luta pelo patamar de US$ 17 mil com volatilidade à vista

4 de dezembro de 2022 - 16:08

Sem grandes indicadores para a semana que está começando, os investidores em criptomoedas devem permanecer atentos aos próximos passos da política monetária do Federal Reserve

A CARTEIRA DOS GRANDES

A nova aposta de Bill Ackman: megainvestidor tem grande posição vendida contra uma moeda global; saiba qual

4 de dezembro de 2022 - 14:01

O aumento agressivo da taxa de juro pelo Federal Reserve, o banco central norte-americano, neste ano pressiona paridade e força reposicionamento de Ackman

OPEP+

Putin influenciou? A decisão dos produtores de petróleo após o teto de preços da Europa e a ameaça da Rússia

4 de dezembro de 2022 - 11:49

Presidente russo disse que vai cortar o fornecimento da commodity para os países europeus que adotarem o limite de US$ 60 para o barril russo — a ameaça bateu também na porta da Opep e de seus aliados

ACUMULOU

Mega-Sena: ninguém acerta e prêmio sobe para R$ 115 milhões; saiba como ter mais chances de acertar as seis dezenas

4 de dezembro de 2022 - 9:23

Segundo a Caixa, o próximo sorteio acontece na quarta-feira, dia 7 de dezembro, e quem vencer pode levar uma bolada para casa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies