Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-31T16:41:55-03:00
Estadão Conteúdo
ESG

CBI: Emissão de títulos verdes dobra em menos de dois anos na América Latina

Outro recorte do levantamento mostra que títulos com prazos acima de 10 anos aumentaram de 14% para 30% (US$ 8,7 bilhões) em termos de volume emitido no final de junho

31 de outubro de 2021
16:23 - atualizado às 16:41
Investimento verde
Imagem: Shutterstock

A emissão de títulos verdes na América Latina mais do que dobrou em menos de dois anos, conforme um levantamento da Climate Bonds Initiative (CBI), uma instituição britânica que é certificadora desses ativos e uma referência internacional sobre o tema. O trabalho foi confeccionado com o apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e da International Finance Corporation (IFC).

O financiamento verde é um dos temas mais importantes a serem tratados durante a Convenção do Clima (COP-26), que começou hoje na Escócia e vai até o dia 12 de novembro.

No ano passado, a região já havia alcançado seus maiores números de títulos verdes, de acordo com o documento "América Latina e Caribe (LAC): Relatório sobre a situação do mercado", e tende a repetir o desempenho em 2021. De setembro de 2019 a junho passado, a emissão de títulos verdes passou de US$ 13,6 bilhões para US$ 30,2 bilhões.

O resultado tem como destaques uma emissão soberana da República do Chile (US$ 3,8 bilhões) e de vários lançamentos feitos pelo Brasil, que totalizam US$ 2,5 bilhões.

A CBI identificou que os emissores corporativos e soberanos prevaleceram no mercado da América Latina, enquanto o volume dos bancos de desenvolvimento caiu para 14% cumulativamente, de 18% desde 2019. Empresas não financeiras (39%) e emissões soberanas (25%) mantiveram as primeiras posições em termos cumulativos.

Outro recorte do levantamento mostra que títulos com prazos acima de 10 anos aumentaram de 14% para 30% (US$ 8,7 bilhões) em termos de volume emitido no final de junho. No período avaliado, Barbados e Bermudas entraram no mercado de títulos verdes.

Em relação ao uso dos recursos, energia continua a ser o setor mais financiado na região, respondendo por 44% (US$ 13,2 bilhões) do valor acumulado emitido, seguido por Transporte (28%) e Uso do solo (12%). A emissão total de Títulos Sociais e de Sustentabilidade Verdes (GSS, na sigla em inglês) no ano passado totalizou US$ 16,3 bilhões, um crescimento de 82% em relação a 2019 (US$ 8,9 bilhões) e já atingiu US$ 12,5 bilhões em 2021 no primeiro semestre deste ano.

Mais uma vez são o Chile (US$ 17,8 bilhões) e o Brasil (US$ 11,7 bilhões) que abrigam os maiores mercados de títulos GSS da região. O México está em terceiro lugar, com US$ 7,8 bilhões de volume GSS.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies