Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-25T19:01:22-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
FINANCIAL PAPERS

Polêmica com vazamentos não afeta balanço do Facebook (FBOK34) e ações avançam em NY

Mais cedo, o noticiário sobre a empresa era dominado por notícias menos favoráveis com a divulgação dos “The Facebook Papers”

25 de outubro de 2021
19:01
fACEBOOK
A companhia de Mark Zuckerberg mostrou mais uma vez que a polêmica não se estendeu para seu resultado financeiro. Imagem: Shutterstock

Em meio à tempestade formada por informantes, vazamento de documentos e um inquérito no congresso norte-americano, o Facebook (FBOK34) divulgou nesta segunda-feira (25) o seu balanço do terceiro trimestre.

A companhia de Mark Zuckerberg mostrou mais uma vez que a polêmica não se estendeu para seu resultado financeiro. O lucro líquido da rede social ficou em US$ 9,2 bilhões entre julho e setembro deste ano, uma alta de 17% em relação ao mesmo período de 2020.

Na divisão por ação, o resultado de US$ 3,22 superou a previsão de US$ 3,19 feita por analistas do FactSet.

Com isso, os papéis da empresa — listados na bolsa norte-americana Nasdaq — afastam as  preocupações judiciais e avançam na nas negociações after hours. Por volta das 19h00, as ações subiam 1,83%, a US$ 334,72. Por aqui, onde a empresa é negociada por meio dos BDRs (Brazilian Depositary Receipts) FBOK34), o dia terminou em leve queda de 0,03%, a R$ 65,08.

Detalhes do balanço

A receita da companhia também não decepcionou no terceiro trimestre. Foram registrados US$ 29 bilhões, um avanço de 35% contra o mesmo intervalo do ano passado.

O número de usuários ativos diariamente em setembro também subiu 6% na base anual, de acordo com o Facebook, para uma média de 1,9 bilhão.

Para o próximo trimestre, a companhia espera uma receita entre US$ 31,5 bilhões e US$ 34 bilhões.

"Nossa perspectiva reflete a incerteza significativa que enfrentamos no quarto trimestre, dados os continuos obstáculos provocados pelas mudanças do iOS 14 da Apple, fatores macroeconômicos e relacionados à covid-19", disse a empresa em nota.

Facebook Papers

Mais cedo, antes da divulgação do balanço, o noticiário sobre a empresa era dominado por notícias menos favoráveis. Desde a última sexta-feira (22), um consórcio formado por 17 organizações de notícias dos Estados Unidos publica uma série de histórias baseadas em documentos internos do Facebook.

Chamados de “The Facebook Papers”, os arquivos foram enviados à Comissão de Valores Mobiliários e de Câmbio (SEC) e ao Congresso pelo consultor jurídico de Frances Haugen, informante e ex-funcionária que acusa a companhia de disseminar discursos de ódio e notícias falsas para aumentar os lucros.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies