Menu
2021-03-08T10:41:44-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
vai mexer

Após polêmica com demissão de Castello Branco, governo indica nomes para o conselho da Petrobras

Cinco membros do colegiado pediram para não serem reconduzidos após interferência de Bolsonaro no comando da estatal

8 de março de 2021
10:41
Bolsonaro Petrobras Alvo
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A União apresentou à Petrobras (PETR4) suas indicações para o conselho de administração da companhia, após cinco membros do colegiado pedirem para não serem reconduzidos aos seus cargos depois da intervenção que o presidente Jair Bolsonaro promoveu no comando da estatal.

A lista do governo traz três novos nomes, além do general Joaquim Silva e Luna, escolhido para substituir Roberto Castello Branco na presidência da estatal.

Cinco dos atuais integrantes do conselho, sendo quatro deles indicados pela União e um eleito pelos acionistas minoritários, pediram para deixar o órgão por não concordarem com a atitude de Bolsonaro.

A medida foi vista por eles e pelo mercado como uma ingerência na política de preços da companhia, que segue a cotação do barril do petróleo no mercado internacional. Bolsonaro acusou a Petrobras e Castello Branco de serem pouco sensíveis à situação dos caminhoneiros e do país.

Apesar de o governo federal ser acionista majoritário e ter direito de mudar o comando da Petrobras, a atitude do presidente, de anunciar a mudança via redes sociais e não a submeter primeiro à companhia, foi vista como um baque à governança corporativa da estatal.

A decisão fez as ações da Petrobras recuarem mais de 20% no pregão seguinte ao anúncio.

Quem são os novos indicados?

O Ministério de Minas e Energia enviou ofícios para a Petrobras com seis indicações para o conselho, que serão analisadas na próxima assembleia geral extraordinária de acionistas. A União ainda pode realizar mais duas indicações.

A lista traz o nome do general Silva e Luna para o lugar de Castello Branco (o presidente da Petrobras também faz parte do conselho de administração) e propõe a recondução de Eduardo Bacellar Leal Ferreira, atual presidente do colegiado, e de Ruy Flaks Schneider.

Para as outras vagas, o governo indicou os seguintes candidatos:

  • Márcio Andrade Weber: engenheiro civil formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com especialização em engenharia de petróleo pela Petrobras. Segundo a biografia disponibilizada pela empresa, ele ingressou na Petrobras em 1976, onde trabalhou por 16 anos, tendo sido um dos pioneiros no desenvolvimento da Bacia de Campos, e ocupou em seguida diversos cargos gerenciais e diretivos entre os quais se destacam atividades no exterior, na área internacional da Petrobras.
  • Murilo Marroquim de Souza: formado em geologia pela Universidade Federal de Pernambuco, com mestrado em geofísica pela Universidade de Houston, Texas, nos Estados Unidos. Ele trabalha na indústria de petróleo há 47 anos e atuou na Petrobras entre 1971 a 1994, onde ocupou diversas funções gerenciais na área de exploração e produção. Ele também foi Gerente Geral da IBM da Unidade de Soluções para Indústria de Petróleo na América Latina e atuou como consultor, trabalhando para Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) em vários projetos, e na Ipiranga como assessor para exploração e produção.
  • Sonia Julia Sulzbeck Villalobos: bacharel em administração pública, com mestrado em administração de empresas com especialização em finanças, ambos na Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP-FGV). Sonia tem mais de 30 anos de experiência no mercado acionário brasileiro, sendo a primeira pessoa na América do Sul a receber a credencial de analista financeiro CFA em 1994. Atualmente ela é membro do conselho de administração da Telefônica do Brasil e da Latam Airlines e integrou o conselho da Petrobras de maio de 2018 até julho de 2020, eleita por acionistas detentores de ações preferenciais.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

entrevista

‘Orçamento está falido e não deveria ser sancionado’, diz Rodrigo Maia

Para ex-presidente da Câmara, governo e Congresso tem responsabilidade por esse Orçamento em que as emendas parlamentares são maiores do que os gastos discricionários

ESTRADA DO FUTURO

O que o mercado está tentando te dizer sobre as ações do Banco Inter (BIDI11)

Como analistas, gastamos cada vez mais tempo avaliando histórias. E se você quer investir bem o seu dinheiro, também deveria fazê-lo

termômetro

Tesla, Robinhood e GM: as apostas do bilionário Jorge Paulo Lemann

Empresário brasileiro respondeu quais seriam os investimentos de curto e longo prazo, em uma espécie de termômetro sobre a confiança em torno do negócio

escolha da CEO

Criptomeme bilionário, $moda$ de Hering e Arezzo, aposta contra o BC… veja o que bombou na semana no Seu Dinheiro

Você apostaria contra o Banco Central do Brasil?  Não falo de apostas mequetrefes com a turma do escritório, do tipo “quem perder paga uma rodada”.  Estou falando de colocar o seu patrimônio em investimentos que podem dar retornos altos se o BC estiver errado. Pois é justamente o que defende Rogério Xavier, da SPX Capital, um […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies