Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-23T14:10:06-03:00
o melhor do seu dinheiro

Furo no teto, puxadinho, sol no telhado e um abrigo: do estresse nos mercados à energia solar em casa, veja as principais matérias da semana

Veja as principais reportagens e coberturas do Seu Dinheiro na última semana

23 de outubro de 2021
12:35 - atualizado às 14:10
Palavra IBOV com braços e pernas de desenho escorregando em uma banana e fundo vermelho com gráficos em queda | Ibovespa
Fachada da Evergrande: na quinta, incorporadora perdeu o prazo de pagamento de um título denominado em dólares. - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Na última semana, a casa caiu em Brasília, o teto de gastos desabou sobre os mercados, e a nós restou buscar alguma proteção entre os escombros.

O anúncio do novo programa social do governo, que previa R$ 30 bilhões acima do limite de despesas com aval do ministro da Economia, Paulo Guedes, foi mal recebido pelo mercado e provocou a saída de quatro integrantes da equipe econômica.

Para tentar desfazer a imagem de fura-teto, o governo tratou de reparar a rachadura na laje fazendo um puxadinho, alterando a regra de correção do teto de gastos na PEC dos Precatórios e abrindo um espaço de mais de R$ 80 bilhões no Orçamento de 2022, que agora tem pé direito duplo.

Além de terem ficado bastante insatisfeitos com os arranjos, que de qualquer maneira abrem precedentes para mais gastos e inflação no futuro - além de dólar e juros mais altos -, os investidores também passaram a temer uma saída de Guedes do governo.

O ministro teve um dia de “fico” na última sexta-feira, o que trouxe algum alívio às negociações, mas o saldo do dia (e da semana) ainda foi negativo, apontando para uma piora do cenário econômico brasileiro, como mostra a matéria da Jasmine Olga. Para o mercado, o recado está dado: 2022 já começou, e a prioridade agora é a eleição.

Se você está se sentindo um pouco perdido em relação aos acontecimentos da última semana, recomendo a leitura da matéria da Larissa Vitória, que preparou um resumo com as cinco razões pelas quais o Ibovespa não para de cair. O texto esmiúça toda essa questão em torno do teto de gastos e também as preocupações em relação ao cenário externo (sim, elas existem!).

Dito isto, o que fazer neste cenário? Como se proteger? Algumas das principais matérias do Seu Dinheiro na semana trazem dicas nesse sentido; outras destacam alguns riscos do momento que vivemos. Vamos a elas:

1. Ao abrigo quentinho do dólar

No momento de maior estresse da última semana, o dólar foi a estratosféricos R$ 5,70, refletindo a desvalorização do real diante do aumento no risco fiscal brasileiro. Mesmo assim, a moeda americana também está vivendo um movimento de apreciação global neste ano, isto é, vem ganhando valor inclusive ante moedas fortes, como o euro.

O momento, que combina dólar forte e incertezas domésticas, evidencia o valor de ter uma parte da carteira alocada no exterior e exposta à moeda americana. Mas que percentual da carteira, exatamente? E com o dólar nas alturas, é o caso de começar a montar essa posição agora? O Matheus Spiess respondeu, na sua coluna desta semana.

2. Ações defensivas para tempos incertos

O Ruy Hungria também falou sobre proteção, desta vez na bolsa. Com ou sem furo no teto de gastos, ainda estamos diante de um ciclo de alta de juros. O nível de (ir)responsabilidade fiscal vai ditar apenas a intensidade dessa alta. E este cenário prejudica alguns segmentos na bolsa, como as fintechs, conforme a analista Larissa Quaresma já mostrou na sua coluna de fim de semana passado.

Sendo assim, o Ruy sugere que o investidor se abrigue à sombra de alguns gigantes mais resilientes. Veja quais ações ele recomenda para proteção.

3. Bolhas entre as techs

E não são só as fintechs. O setor de tecnologia no geral, tanto no Brasil quanto no exterior, é um dos que mais devem sofrer com a alta de juros - que já está ocorrendo por aqui, mas deve começar nos Estados Unidos apenas no ano que vem. Nesse sentido, é bem possível que algumas techs fiquem pelo caminho durante o processo.

Para Stephen Schwarzman, CEO da Blackstone - uma gestora de US$ 684 bilhões especializada em private equity -, existem bolhas se formando no setor de tecnologia, principalmente entre as empresas em estágio pré-IPO, isto é, que estão se preparando para ir a mercado. Ele me disse isso em uma entrevista sobre os limites para a alta das ações americanas, a imagem do Brasil para o investidor gringo e o lançamento do seu livro em português.

4. Aproveite o sol no seu telhado

Se você tem um teto sobre a sua cabeça que não esteja furado e que seja ensolarado, talvez ele possa te ajudar a se proteger também da inflação. O custo da conta de luz é um dos que mais vêm assustando os brasileiros ultimamente, mas para algumas pessoas é possível gerar a própria energia em casa por meio da instalação de painéis solares, geralmente no telhado.

A economia na conta de luz pode chegar a mais de 90%, mas a adoção de energia solar em casa não é para todo mundo. Na última semana, eu publiquei uma série de três reportagens com tudo que você precisa saber sobre o tema: se energia solar em casa vale a pena, para que perfil de residência e consumidor é recomendado e quanto custa - e ainda fizemos as contas para você. Aqui vai a primeira matéria da série, que tem o link para as outras duas.

5. Os FIIs de shoppings estão baratos

Para encerrar, não vou falar de tetos, telhados ou abrigos, mas de outro tipo de construção, os shoppings. O segmento de fundos imobiliários que mais sofreu durante a pandemia pode estar prestes a renascer. O Kaype Abreu conversou com o CEO da HSI, uma das mais importantes gestoras de FII do país, que acha que os shoppings estão baratos e o investidor ainda não percebeu. Ele vê potencial no segmento mesmo diante da perspectiva de alta nos juros. Recomendo a leitura!

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro no sábado". Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Bitcoin (BTC) hoje

Bitcoin e ethereum despencam hoje, e principal criptomoeda do mundo se afunda ainda mais no ‘bear market’

Após uma semana que terminou com ganhos, as duas maiores moedas digitais do mercado sofreram na virada de sexta-feira para sábado

Trabalhadores em falta

Como a falta de bebês na China pode provocar uma crise financeira global

A população da China vem recuando desde 2010, e, com as taxas de natalidade nos menores níveis em 80 anos, o cenário ameaça todo o planeta

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

IPO do Nubank, como driblar os impostos e onde investir o 13º salário: confira os destaques da semana

Nada é pior para um ansioso do que a incerteza. E o mercado, ultimamente, vem sendo marcado por uma forte onda de incertezas, vindas de todos os lados. Os preços dos ativos respondem a isso com volatilidade, e não há muito o que fazer a não ser manter a calma, focar nos fundamentos e aguardar […]

Clube anti-cripto

China acertou ao banir o bitcoin? Braço direito de Warren Buffett diz que as criptomoedas nunca deveriam ter sido inventadas

A aversão de Charlie Munger pelo bitcoin cresceu ainda mais durante a pandemia; para o bilionário, o criptoativo é “repugnante”

COMEÇAR TUDO DE NOVO

‘Um dos textos mais horríveis que já tramitaram’: relator da reforma do Imposto de Renda defende arquivamento da proposta

Angelo Coronel (PSD-BA) defende a criação de um novo texto para votação no Senado após ampla discussão com os setores que mais pagam impostos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies