Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
Dados da Bolsa por TradingView
2021-04-08T19:53:46-03:00
seu dinheiro na sua noite

Abrir ou não abrir capital agora, eis a questão

8 de abril de 2021
19:51 - atualizado às 19:53
Selo O Melhor do Seu Dinheiro
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Desde o ano passado, com o início da pandemia, o mercado brasileiro tem convivido com a alternância de aberturas e fechamentos, não só do comércio, das indústrias, dos serviços e das instituições de ensino, mas também das janelas para as empresas fazerem seu IPO na B3.

A maré ora é favorável, ora é desfavorável para as aberturas de capital. Mesmo assim, 2020 foi um ano formidável para as estreias de novas companhias em bolsa. A captação em IPOs movimentou pouco mais de R$ 110 bilhões.

Este ano também começou aquecido. Mas logo a maré virou novamente, e passamos a ver uma série de desistências temporárias. Nas últimas semanas, nos deparamos com notícias de que quase 20 empresas deixaram seus processos de abertura de capital de lado por enquanto.

Ontem mesmo noticiamos no Seu Dinheiro a interrupção do IPO de uma companhia de tecnologia de recursos humanos chamada LG Informática. Mas no dia anterior falamos sobre o avanço do processo de abertura de capital da Caixa Seguridade, já muitas vezes adiado.

Ou seja, algumas empresas entendem que o momento ainda é propício para ir a mercado, enquanto outras julgam que não. Hoje trazemos uma matéria sobre o andamento do IPO de seis companhias, que seguem firmes e fortes na empreitada, uma delas sendo a plataforma de investimentos Modalmais.

A plataforma do banco Modal surgiu na trilha aberta pela XP e tem hoje uma base de 1,2 milhão de clientes cadastrados, sendo 356 mil ativos, com R$ 17,8 bilhões sob custódia.

Toda companhia que abre o capital na bolsa tem o interesse de vender suas ações pelo maior preço possível, de forma a chegar ao valor próximo daquilo que elas desejam captar e ao valor que elas atribuem ao negócio.

Até por isso as empresas esperam que as condições de mercado estejam propícias, para que haja demanda e apetite comprador.

Mas no caso do Modalmais, o investidor interessado em se tornar sócio da plataforma deve atentar ainda para um potencial conflito de interesses por parte do coordenador líder da oferta, o banco Credit Suisse. O Vinícius Pinheiro explica do que se trata nesta matéria.

MERCADOS

 O dólar caiu 1,23% hoje, a R$ 5,57, com o mercado ainda repercutindo a ata da última reunião do Fed - que mostrou uma manutenção dos estímulos monetários. Sem Brasília jogando contra desta vez, o Ibovespa encontrou espaço para subir 0,59%, e fechar a 118.313 pontos.  

 Depois de uma desaceleração no início do ano, os investidores pessoas físicas voltaram a aportar na bolsa em março. Sua posição total cresceu 7,2% no mês passado, na comparação com fevereiro. O valor chegou a R$ 482,3 bilhões. Veja os destaques do levantamento.

EMPRESAS

 O Bradesco vai aumentar seu capital social em R$ 4 bilhões. A operação, aprovada pelo Banco Central, resultará numa bonificação aos acionistas que estiverem inscritos nos registros em 16 de abril. Saiba mais

ECONOMIA

 A empresa de mineração Bamin arrematou a concessão de parte da Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol), na Bahia. Única interessada no leilão, a companhia desembolsou R$ 32,7 milhões para ficar responsável pelo trecho nos próximos 35 anos. 

 As aprovações da emenda constitucional do teto de gastos e da reforma da Previdência geraram uma economia de R$ 900 bilhões em juros ao País nos últimos 50 meses. É o que mostra um estudo realizado pela Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite". Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Balança, mas (ainda) não cai

Qual o destino da Evergrande? Veja quatro possíveis cenários para a crise da gigante chinesa

As ações da Evergrande subiram mais de 17% na bolsa de valores de Hong Kong após um acordo com credores. A situação, porém, está longe de ser resolvida. Saiba o que esperar

mercado cripto

Bitcoin e criptomoedas: XP e Rico lançam dois fundos, com investimento a partir de R$ 100

Com gestão passiva, produtos são voltados ao público geral, com taxa de administração de 0,5% ao ano, sem proteção cambial ou taxa de performance

Destaques da bolsa

Cyrela (CYRE3): ‘Sem razões para ânimo’ com o setor, Credit Suisse rebaixa recomendação de construtora e ações têm queda firme

Banco suíço, que rebaixou recomendação de “compra” para “neutra”, vê um cenário difícil para as construtoras nos próximos meses por causa da alta da inflação e da taxa básica de juros

Novos tempos

De volta ao escritório: Bradesco anuncia retorno ao trabalho presencial a partir de outubro

A retomada gradual está prevista para ocorrer a partir do dia 4 de outubro e vai seguir todos os protocolos sanitários, de acordo com o banco

Exile on Wall Street

O bode branco na sala dos seus investimentos pode sumir — e você nem vai perceber

Daqui a 30 dias, ainda estaremos falando sobre a Evergrande? Sobre os Precatórios? Sobre um risco de golpe institucional? A verdade é que ninguém sabe. Nem mesmo o Guga Chacra. Algoritmos que tentam antever os trending topics do Twitter possuem a mesma eficácia preditiva que a de algoritmos treinados com machine learning para adiantar os movimentos do mercado; em […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies