Menu
Larissa Quaresma
Exile on Wall Street
Larissa Quaresma
Analista de ações há mais de 5 anos e integrante da equipe do Carteira Empiricus
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-16T10:56:13-03:00
Exile on wall street

Um segundo semestre focado no retorno da inflação – e da retomada econômica

16 de julho de 2021
10:51 - atualizado às 10:56
Bolsa
Imagem: Shutterstock

O segundo semestre começou invertendo a lógica do reflation trade. 

Explico.

O movimento de escalada da inflação e consequente subida dos juros fez com que os investidores priorizassem empresas de determinados setores. Os investidores já se posicionavam para isso desde o início do ano. 

As estrelas do primeiro semestre não poderiam ser outras: bancos, cujos spreads se beneficiam de juros mais altos, e commodities, cujos fluxos de caixa polpudos já estavam se beneficiando da alta de preços mundial.

O movimento foi global. BTG Pactual subiu 28% nos primeiros seis meses do ano. Goldman Sachs, 43%. No campo das commodities, ponto alto da economia tupiniquim (verdade seja dita), Vale viu seu preço subir 28%. Gerdau viu o seu aumentar 23%.

A propósito, os assinantes da Carteira Empiricus capturaram todas essas altas.

Tudo bem que existem fatores microeconômicos contribuindo para essas oscilações impressionantes, mas a dominância do assunto foi inegável na primeira metade do ano.

Com efeito, o discurso conservador dos bancos centrais brasileiro e americano já foi belamente precificado.

Agora, a estória é outra. Aliás, uma pena que a palavra estória foi eliminada do dicionário da língua portuguesa. Vou me permitir o neologismo.

De volta ao assunto.

Agora, os olhos estão voltados para a reabertura econômica brasileira e para o crescimento das gigantes de tecnologia.

É impressionante como o mercado olha à frente. Os investidores se posicionam com, no mínimo, alguns meses de antecedência. Assim, a Bolsa se torna um indicador de vanguarda.

Se o consenso estiver certo (e ele quase sempre está), é como se tivéssemos a chance de observar uma bola de cristal diariamente, lançando luz sobre o futuro de qualquer economia do mundo. Basta acessar as cotações nas respectivas Bolsas. Não é intrigante? 

Os investidores são assim. E vou te dizer que os bons empresários também.

Veja o caso da Magazine Luiza. A empresa anunciou a abertura de 50 lojas no estado do Rio de Janeiro somente no segundo semestre deste ano. O momento foi oportuno para entrar na região fluminense, até então dominada por Casas Bahia e Ponto Frio, marcas da agora Via (antes Via Varejo). Veja as oportunidades estratégicas: pontos ainda descontados em razão da pandemia, vacinação avançando, tráfego de pedestres prestes a retomar — foi a chance de atacar a terra do rei. A estreia teve direito a Anitta como garota-propaganda e iluminação especial no Cristo Redentor.

Magalu já sobe 11% nos primeiros 15 dias de julho. 

É como diz o Oráculo de Omaha: quanto melhor executivo, melhor investidor; e vice-versa. CEO bom tem que saber alocar capital. 

Lá fora, a temática do reflation trade invertido é a mesma.

Amazon escalou 7% no mesmo período — em dólar. E mesmo com Jeff Bezos saindo do posto de CEO para se tornar chairman, quase uma prerrogativa dos fundadores bem-sucedidos. A licença poética é toda dele; vai feliz que é um sinal de sucesso.

Foi o mesmo movimento feito pela Microsoft de Bill Gates há alguns anos, e pelo Google de Larry Page e Eric Schmidt. É um belo final de carreira para bons fundadores.

Quem sabe aqui nosso Caio Mesquita também não faz esse movimento? Joguei a bomba e saí correndo...

Pois bem, continuando a lógica do reflation trade às avessas. Microsoft sobe 4% na segunda metade do ano. Google, 5%. Tudo em dólar.

Importante notar que todos esses papéis fazem parte da Carteira Empiricus. 

Na conversa que Howard Marks teve com o Felipe Miranda há alguns meses, e que foi transmitida ao vivo para nossos assinantes, Marks disse que o exercício de futurologia é inescapável para qualquer investidor. Que bela notícia para o deleite do meu intelecto.

Aliás, o Felipe se vacinou esses dias. A imunização está chegando bem pertinho e, com isso, um segundo semestre pujante para os papéis beneficiados pelo reflation trade torcido.

Assim seguimos, em um mercado que sempre olha para o futuro, um exercício intelectual primoroso para qualquer nerd.

Com o brilho eterno de uma mente sem lembranças — e cheia de futurologia.

Um abraço,
Larissa

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Mais uma empreitada

Do espaço para as fazendas: Elon Musk consegue licença para oferecer internet via satélite no Reino Unido

A Starlink, segundo informações do jornal Telegraph, quer chegar a regiões onde a cobertura por fibra e 5G não alcançam, e tem planos mais ambiciosos

Leão faminto

Carga pesada: Impostômetro atinge a marca de R$ 1,5 trilhão

Monitoramento da Associação Comercial de São Paulo mostra que, no ano passado, marca foi atingida somente no dia 28 de setembro

Muita calma nessa hora

Tem Vale Gás? Petrobras diz que não há definição sobre participação em programas sociais

Manifestação vem depois que o presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista que a estatal tem R$ 3 bilhões em reservas para custear ajuda

Clube do Livro

Batalhas sem arma: Em “Cripto Wars”, Jim Rickards explica guerras cambiais e agora, com criptomoedas

Autor, conhecido também por suas previsões certeiras sobre o bitcoin, fala de como a tecnologia mudou as estratégias financeiras dos países

RUMO AO MILHÃO

O primeiro e mais importante investimento para quem atingir o primeiro milhão (ou ir além)

Por mais que você busque o conforto e a segurança de uma promessa de retorno garantido, digo, com convicção, que o único investimento com retorno garantido em longo prazo é aquele feito em educação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies