Menu
2021-06-03T17:34:58-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Gestão na crise

Brasil vive uma espécie trágica de dia da marmota, diz Verde Asset

Navegar os mercados locais vem sendo uma odisseia extremamente complexa e nada indica que vai melhorar, diz a gestora de Luis Stuhlberger

10 de maio de 2021
17:21 - atualizado às 17:34
Cena do filme "Feitiço do Tempo"
Cena do filme "Feitiço do Tempo" - Imagem: Reprodução internet

Em sua tradicional carta mensal aos investidores, a Verde Asset, gestora de Luis Stuhlberger, fez uma menção ao clássico filme Feitiço do Tempo para falar sobre a situação brasileira.

Para a gestora do lendário fundo Verde, o país vive uma “espécie trágica de dia da marmota”, uma referência ao filme que traz o personagem principal vivendo o mesmo dia repetidamente.

Na visão de Stuhlberger e sua equipe, as pressões fiscais no país não arrefecem dada a liderança presidencial dúbia sobre o tema, e as pressões inflacionárias refletem a alta do preço das commodities e o câmbio fraco.

Nesse cenário, a gestora avalia que o Banco Central vai sendo empurrado pelo mercado para uma postura dura de política monetária, ignorando o desafio de financiar a dívida pública nas taxas de juros que a curva futura indica.

“Isso tudo pouco mais de um ano antes de uma eleição que lembra o mito grego de Cila e Caríbdis”, escreveu a gestora, em uma referência à Odisseia de Homero, na parte em que o herói Odisseu precisa passar por um estreito no mar com dois monstros terríveis, um de cada lado.

“Navegar os mercados locais vem sendo uma odisseia extremamente complexa e nada indica que vai melhorar” — Verde Asset

Apesar da visão mais pessimista para o país, o Verde teve ganhos em abril no mercado de ações, tanto no Brasil quanto no exterior, e nas posições de juros no mercado local e na Europa.

As perdas no mês vieram da posição comprada em dólar contra o real e da posição tomada em juros nos Estados Unidos.

“O avanço da vacinação nos países desenvolvidos, especialmente Estados Unidos e Europa, combinado com políticas fiscais e monetárias estimulativas, tem levado os mercados acionários a se apreciarem, e as pressões inflacionárias a surgirem numa variedade de cadeias de suprimento.”

A gestora decidiu reduzir a exposição à bolsa por entender que os preços das ações já refletem um bom grau de otimismo.

O retorno do fundo no mês passado foi de 1,20%, contra 0,21% do CDI. No acumulado do ano, a rentabilidade é de 3,14%, bem acima dos 0,69% do indicador de referência. Desde o início, em 1997, o Verde tem ganhos de 19.187%, contra 2.239% do CDI.

Leia também:

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

uma bolada

Bradesco paga R$ 5 bilhões em juros sobre capital próprio

Valor representa R$ 0,416 por ação ordinária e R$ 0,458 por ação preferencial, após o desconto do Imposto de Renda

seu dinheiro na sua noite

Dólar abaixo de R$ 5, Selic de volta aos 7% e o investimento da Petz em página de gatinhos

Apesar dos avanços na vacinação e do relaxamento nas medidas de distanciamento social, o fato de ainda estarmos convivendo com o coronavírus e uma elevada mortalidade pela covid-19 faz com que 2021 tenha um sabor de 2020 – parte 2. Assim tem sido, pelo menos para mim. Imagino que também seja assim para todas as […]

atenção, acionista

Weg e Lojas Renner anunciam juros sobre capital próprio; confira valores

Empresa de fabricação e comercialização de motores elétricos paga R$ 86,1 milhões; provento da varejista chega a R$ 88 milhões

Alívio no câmbio

Dólar fica abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez em mais de um ano — e o empurrão veio dos BCs

O dólar à vista terminou o dia em R$ 4,96, ficando abaixo dos R$ 5,00 pela primeira vez desde 10 de junho de 2020. O Ibovespa caiu

Constitucionalidade em xeque

Autonomia do Banco Central: STF retoma julgamento no dia 25, mas recesso pode estender votação até agosto

A lei em análise restringe os poderes do governo federal sobre a autoridade máxima da política monetária do País

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies