Menu
2021-04-30T08:25:13-03:00
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
Mais alto que a maior alta

Levantando a poeira digital: 5 criptomoedas que subiram mais que o bitcoin em 2021 e você precisa conhecer

O bitcoin é de longe o líder no ranking dos principais investimentos do ano — mesmo com a queda recente. Mas dentro do universo das criptomoedas, a valorização nem de longe é a maior

29 de abril de 2021
6:08 - atualizado às 8:25
Tron Criptomoedas
Imagem: Montagem Andrei Morais / Tron Legacy

Com uma alta de 94,10% no acumulado do ano até o início da semana, o bitcoin é de longe o líder no ranking dos principais investimentos de 2021 — mesmo com a queda recente. Mas dentro do efervescente universo das criptomoedas, a valorização nem de longe é a maior.

Existem mais de oito mil moedas digitais disponíveis, que acumulam um montante de mais de US$ 2 trilhões em valor de mercado. Dentro desse mundo, vários projetos chamaram a atenção de especialistas (e especuladores) do setor e que subiram bem mais do que o bitcoin

Vale lembrar que o mundo das criptomoedas é recente, e a volatilidade anda de braços dados com essa nova classe de investimento. Isso significa que altas vertiginosas e quedas abruptas devem estar no radar de quem está (ou quer entrar) na brincadeira. 

Nesta reportagem eu trago para você cinco criptomoedas que deixaram o bitcoin "comendo poeira" nos primeiros meses de 2021. Eu tirei da lista o famigerado Dogecoin, que vem disparando nas últimas semanas, mas não é levado a sério por especialistas do mercado.

Levando isso em conta, alguns projetos merecem uma atenção maior do investidor. Para me ajudar, Andre Franco, especialista em criptomoedas da Empiricus e Ney Pimenta, CEO da BitPreço, selecionaram as criptomoedas que mais chamam a atenção, tanto em valor de mercado, quanto em voas perspectivas de crescimento. Confira:

5 - Ethereum (ETH): 379,31%

A segunda principal criptomoeda do mercado, o Éter (ou Ethereum) viu seu valor disparar desde o início do ano. O programador russo-canadense Vitalik Buterin lançou a criptomoeda em 2015 e criou um projeto ainda mais descentralizador do que o bitcoin.

O processamento de informações da blockchain da Ethereum é feito de forma parecida com os já conhecidos torrents.

A tecnologia de torrent não mantém um único servidor ativo para fornecer a informação que você irá baixar. Se for um filme, por exemplo, cada pedaço é baixado de um computador diferente de pessoas que tenham aquele arquivo e todas as partes são compiladas em ordem no seu computador. Em geral, isso faz as transações dessa criptomoeda serem mais rápidas que as do bitcoin, que demoram cerca de 10 minutos para serem validadas pela rede.

Mas o grande valor da ethereum está na possibilidade de desenvolvimentos de projetos dentro da rede do blockchain da criptomoeda. É o caso dos NFTs, que esquentaram o mundo cripto no último mês.

Além disso, outras criptomoedas cresceram se aproveitando de projetos dentro da rede da ethereum.

4 - Polkadot (DOT): 383,40%

A quarta maior alta do mundo cripto vai para o projeto Polkadot (DOT). Ela, assim como outras criptos da lista, foi criada em meio ao boom dos ICOs (Initial Coin Offering, ou oferta inicial de moedas, em tradução livre) entre 2017 e 2019. 

O ICO é, basicamente, o IPO para criptomoedas, o momento de arrecadar recursos para fazer o projeto decolar. A polkadot veio para resolver um problema: unir as criptomoedas.

Como já foi dito, existem mais de oito mil criptomoedas do mercado, sendo que as cinco principais têm blockchains diferentes entre si

Imagine que eu queira trocar um ethereum por um bitcoin. Primeiro, precisaria converter os bitcoins para reais e depois comprar ethereum. Fora as taxas de transação entre dinheiro convencional e criptomoeda, o trabalho pode desagradar muita gente.

Além disso, com a variação constante do preço das criptos, você pode acabar não conseguindo comprar  a quantidade que deseja de uma outra criptomoeda.

A polkadot veio para resolver esse problema. Ela pretende integrar as cadeias de blockchain de outras criptomoedas para facilitar essas transações.

Entretanto, o projeto ainda precisa ganhar mais adeptos para conseguir se consolidar. A pokadot ainda conta com um baixo número de usuários e especialistas não estão confiantes de que, com um aumento da demanda, a criptomoeda consiga lidar com o maior fluxo de informações. Isso pode gerar lentidão e congestionamento da rede.

3 - XRP (XRP): 591,12%

Essa moeda tem uma particularidade em comparação com as outras: é a única criptomoeda centralizada do mercado. Por trás do projeto da XRP está a Ripple Labs, uma das principais empresas de tecnologia e soluções de pagamento do mundo.

A ideia inicial da XRP é de propor um sistema de pagamento internacional usando criptomoedas, como uma ponte entre o mundo criptográfico e o dinheiro fiduciário

Antes do último crash das criptomoedas na semana passada, a XRP chegou a acumular alta de quase dois mil porcento.

Mas o que explica essa alta?

Em primeiro lugar, houve uma forte queda no preço da XRP após a SEC (a CVM dos Estados Unidos) acusar a Ripple de violar as leis de segurança norte-americanas com uma transação irregular em XRP. De acordo com o portal The Block, o valor da  venda não registrada de valores mobiliários foi de US$ 1,3 bilhão no final de 2020.

Entretanto, com o andar do processo e indicadores de que a venda foi regular, a XRP voltou a subir no início deste ano.

2 - Cardano (ADA): 758,69%

Outra criptomoeda que nasceu na época dos ICOs e agora floresce na altseason (período em que moedas alternativas ao bitcoin se valorizam) é a Cardano (ADA). Mais do que isso, ela veio em uma onda de ethereum killers, criptomoedas criadas para substituir a ethereum. 

A cardano chegou a figurar entre as queridinhas dos investidores, por trazer um projeto atualizado da blockchain da ethereum, com mais funcionalidades e facilidades. Ela chegou a fazer parte dos principais ativos selecionados pela Grayscale, um dos maiores fundos de criptomoedas do mercado. Isso lhe garantiu um lugar no podium do prestígio entre os investidores.

Mas para se manter lá em cima, é preciso provar seu valor, e a cardano ainda não entregou tudo que prometeu. Por ser baseada na blockchain da ethereum, especialistas do mercado temem que ela fique sempre um passo atrás da segunda principal criptomoeda do mercado.

O projeto acabou patinando em algumas propostas e não entregou as atualizações que prometia. Mesmo assim, alguns grandes fundos a mantém no seu portfólio pelo alto valor de mercado que a cardano conseguiu captar. 

1 - Binance Coin (BNB): 1.575,36%

Isso mesmo. Não é erro de digitação, nem de conta: mais de mil e quinhentos porcento de valorização desde o começo do ano.

O Binance Coin (BNB) veio para integrar o sistema da Binance, uma bolsa global de criptomoedas que fornece uma plataforma para a negociação de mais de 100 moedas criptográficas.

Inicialmente, o BNB servia apenas para pagar taxas da Binance. Mas a valorização expressiva ocorreu quando ele incorporou as ideias do ethereum em 2020, com a adoção do smart contract e se inseriu na blockchain da ethereum logo em seguida.

Além disso, as atualizações do BNB já contam com tecnologias que barateiam as transações, como a validação por proof of stake.

Diferentemente da proof of work do bitcoin, quem valida as transações pelo sistema proof of stake é quem possui uma grande quantidade de moedas. Com isso, não é necessário um grande poder computacional e, consequentemente, todo o sistema fica mais barato.

A perspectiva é de que o BNB possa ser usado para liquidar transações dentro de uma mesma empresa e isso se torne um fator de crescimento para a criptomoeda. 

Veja vídeo abaixo com a perspectiva de André Franco para as criptomoedas

Confira a tabela

Nome da criptoPreço em 1 de janeiroPreço em 28 de abrilVariação (%)
Bitcoin (BTC)R$151,909.00R$294,858.3294.10%
Ethereum (ETH)R$3,859.00R$14,637.80379.32%
Polkadot (DOT)R$47.17R$180.85383.40%
XRP (XRP)R$1.24R$7.33591.13%
Cardano (ADA)R$0.92R$6.98758.70%
BNB (BNB)R$196.90R$3,014.031530.74%

Veja o vídeo abaixo com as perspectivas para as criptomoedas:

Um adendo aos curiosos

Para os leitores do “Guia dos Curiosos” que não ficaram satisfeitos com as respostas, aqui vai a grande campeã de crescimento: de acordo com o site Messario, o Mir Coin (MIR) disparou 116.317.26% nos primeiros três meses de 2021. Atualmente, é possível comprar um MIR US$ 0,01757. 

De fato, diversos projetos cresceram acima dos 120% do bitcoin no mesmo período. Entretanto, os especialistas levaram em conta o valor de mercado do projeto e as perspectivas de crescimento. Dessa forma, diversas criptomoedas não conseguiram atingir os critérios para entrar no ranking.

Mas é sempre bom relembrar que esses projetos com crescimentos vertiginosos, como o MIR ou o Dogecoin, não garantem que eles irão se valorizar ainda mais.

Os criptoativos ainda são novos no mercado e as oscilações acompanharão eles por um bom tempo. Para um investimento seguro, é preciso conhecer bem o projeto para não entrar em uma cilada.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Tensão em Brasília

Racha no Congresso põe reformas em xeque

A decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de fatiar a reforma tributária foi vista como a pá de cal nas chances de avanço das reformas no Congresso até o fim do atual governo. Embora Lira tenha prometido abrir o diálogo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para definir os próximos passos, […]

Rapidinhas da semana

BLINK: Itaúsa, B2W, Eletrobras e mais recomendações rápidas

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Alpargatas, Eletrobras, Itaúsa, Lojas Americanas e muito mais no Blink

Reserva de emergência

Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, vende ações da Amazon e põe US$ 5 bi na conta

O bilionário Jeff Bezos vendeu cerca de 1,5 milhão de ações da Amazon nos últimos dias e pode vender outros 500 mil papéis em breve

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies