Menu
2020-02-12T07:27:56-03:00
depois da melhora na rentabilidade...

Claro Brasil amplia lucro operacional em 2019

Cifra medida pelo Ebitda totalizou R$ 13,969 bilhões em 2019, alta de 10,8% em relação a 2018

12 de fevereiro de 2020
7:27
Homem usando celular caminha próximo à fachada de loja da operadora Claro, no centro do Rio de Janeiro.
Claro é uma das principais empresas de telecom do Brasil e pertence ao grupo mexicano América Móvil - Imagem: FÁBIO MOTTA/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/

A Claro Brasil ampliou o faturamento e o lucro no País no ano passado, conforme balanço publicado nesta terça-feira, 11.

O lucro operacional medido pelo Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) totalizou R$ 13,969 bilhões em 2019, alta de 10,8% em relação a 2018. Nesse mesmo período, o faturamento atingiu R$ 35,897 bilhões, expansão de 1,8%.

A companhia atribuiu o crescimento do Ebitda à melhoria da rentabilidade dos negócios, com corte de custos por meio de iniciativas de ganho de eficiência operacional e digitalização de processos. A margem Ebitda cresceu 3,1 pontos porcentuais, chegando a 38,2% no fim de 2019.

Também houve um ganho na receita de serviços móveis, que subiu 12,5%, sustentada pelo maior uso de serviços de dados, áudio e vídeo. Por outro lado, a receita de serviços fixos baixou 2,5%.

A Claro Brasil atua no setor de internet, telefonia e TV por assinatura, englobando a Embratel e a antiga Net, marca que foi extinta no ano passado. A Claro Brasil pertence ao grupo mexicano América Móvil.

A Claro Brasil também divulgou seus números referentes ao quarto trimestre de 2019 e a comparação com o mesmo trimestre de 2018.

Nesse critério, o Ebitda somou R$ 3,598 bilhões, aumento de 10,7%. Já a receita líquida atingiu R$ 9,352 bilhões, avanço de 2,7%. No trimestre, a receita com serviços móveis teve um salto de 17,6%, enquanto a de serviços fixos caiu 3,6%.

Operacional

A Claro Brasil fechou 2019 com um total de 54,5 milhões de clientes de redes móveis. O grupo disse também ter registrado um recorde no volume de portabilidade numérica.

A base de planos pós-pagos teve crescimento de 17% em 2019, o que significa a adição de 4 milhões de clientes, chegando a 27,5 milhões. Com isso, alcançou 25% de participação de mercado.

Já a base de clientes do segmento pré-pago caiu para 27 milhões. Segundo a Claro, mesmo em um cenário de redução do número total de linhas ativas, o portfólio de pré-pago continua atraindo clientes qualificados, com crescimento do faturamento médio por usuário, e sendo uma importante fonte de migração de usuários para os planos do tipo "controle".

No ramo de serviços residenciais, a Claro adicionou 35,1 mil novos acessos banda larga no quarto trimestre de 2019, mantendo sua posição de líder nesse mercado.

As redes de banda larga via fibra ótica (tecnologia FTTH) alcançaram 68 novas cidades no ano. E o segmento de ultra banda larga, com conexões acima de 34 Mbps, a companhia chegou a 5,9 milhões de acessos, o equivalente a 47% de participação de mercado.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

EM BUSCA DE PROTEÇÃO

Temor global com coronavírus faz ouro alcançar maior cotação desde 2013

Apenas neste ano, o ETF acumula alta de 8,25%. A razão para a valorização é uma só: ele é considerado porto seguro de quem investe quando o cenário externo parece mais incerto

JUROS

Crescem apostas do mercado de que FED pode cortar juros nas próximas reuniões

Dados do CME Group mostram que os investidores enxergam 18,8% de chance de um novo corte de juros de 0,25 ponto porcentual na reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) de março

CRIPTOMOEDAS

Buffett volta a dizer que “criptomoedas não têm valor e que nunca terá uma”

Apesar de não gostar muito das moedas digitais, o bitcoin não vem fazendo feio. Nos últimos 12 meses, a criptomoeda acumula valorização de 191,50%

SELEÇÃO DE NOTÍCIAS

No radar: Mercados com os nervos à flor da pele

Olá! Os mercados brasileiros continuam fechados nesta terça-feira (25), por causa do Carnaval. O timing dessa parada foi oportuno, já que, lá fora, o clima é de enorme tensão entre os investidores. O aumento súbito nos casos de coronavírus fora da China fez as bolsas globais despencarem na segunda-feira (24). E, hoje, a situação não […]

DE OLHO NA TECNOLOGIA

BC quer criação de fundo para projetos de tecnologia

Os recursos virão de valores pagos pelos bancos ao BC, para uso de sistemas tecnológicos

AS DICAS DO GURU

Coronavírus é ‘assustador’, mas não é hora de vender ações, para Warren Buffett

“Compramos ações para ficar por 20, 30 anos e achamos que o cenário para 20, 30 anos não mudou pelo coronavírus.”

AÇÕES

ADRs do Brasil fecham em forte queda em NY; Vale cai 7,5% e Petrobras recua 6,7%

Os grandes bancos também amargaram perdas importantes em Nova York, embora menores que Petrobras e Vale

OLHO NO VÍRUS

Brasil amplia lista de países para definir suspeitos de coronavírus

Com a nova atualização, a lista agora inclui, além da Itália, Alemanha, França, Austrália, Filipinas, Malásia, Irã e Emirados Árabes

CORONAVÍRUS

Impacto do coronavírus na economia ficará mais claro em 3 a 4 semanas, diz Mnuchin

“Não acho que as pessoas deveriam estar entrando em pânico mas, por outro lado, é preocupante”, disse o secretário

CAÇADOR DE ASSIMETRIAS

Quarteirão, Quarter Pounder ou Royale, não importa… temos que comprar ouro

Uma curiosidade: alguns lanches mudam de nome a depender do país em que estamos. Sabe por quê? Devido ao sistema métrico de cada território. Por exemplo, um Quarteirão com Queijo aqui no Brasil leva o nome de Quarter Pounder with Cheese nos EUA e Royale with Cheese na França.  Quem me ensinou isso foi Pulp […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements