Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-05-11T13:20:40-03:00
Estadão Conteúdo
CONSEQUÊNCIA DA DEMISSÃO

Governo exonera indicado de Moro do cargo de secretário nacional de Justiça

O documento não traz a nomeação do substituto de Freitas.

11 de maio de 2020
13:20
O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro
O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro - Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O governo federal exonerou Vladimir Passos de Freitas do cargo de secretário nacional de Justiça do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A exoneração está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (11). Vladimir é desembargador aposentado e ex-presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Ele foi levado para o ministério pelo então ministro Sérgio Moro. O documento não traz a nomeação do substituto de Freitas.

A mudança é uma das várias que ocorrem na pasta depois da saída de Moro do governo. O ex-juiz da Lava Jato deixou o cargo de ministro acusando o presidente Jair Bolsonaro de interferência política na Polícia Federal, o que o presidente nega. Agora, a PF está sob o comando do delegado Rolando de Souza, nomeado diretor-geral da corporação semana passada, depois que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes barrou o nome de Alexandre Ramagem - amigo da família Bolsonaro e atual diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) - para o posto. Assim que assumiu a PF, Rolando de Souza mudou os titulares de algumas superintendências, incluindo a do Estado do Rio de Janeiro.

O Diário Oficial de hoje publica ainda outras mudanças na PF, assinadas pelo ministro da Justiça, André Mendonça. Houve troca em três diretorias da instituição: Diretoria de Gestão de Pessoal, com a exoneração de Delano Cerqueira Bunn e a nomeação de Cecília Silva Franco; Diretoria de Administração e Logística Policial, com a saída de Roberval Ré Vicalvi e a entrada de André Viana Andrade; e a Diretoria Técnico-Científica, com a exoneração de Fabio Augusto da Silva Salvador e a nomeação de Alan de Oliveira Lopes.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Ventos contrários

Renova Energia não consegue “proteção” contra minoritários da própria empresa

Empresa perdeu ação no TJ-SP que tentata impedir os acionistas de produzirem provas contra a empresa, relativas à investigação sobre desvio de recursos

Preocupação

Vidas secas? Bolsonaro admite que Brasil vive “enorme crise hidrológica”

Presidente citou a falta de chuvas como um dos grandes problemas econômicos do país, juntamente com os efeitos causados pela pandemia

MESA QUADRADA

“Não me arrependo de nada. Só não posso dar conselhos financeiros para ninguém”, diz Bob Wolfenson, o fotógrafo das celebridades entrevistado no 7º episódio do Mesa Quadrada

Em em conversa para o podcast Mesa Quadrada, Dan Stulbach, Teco Medina e Caio Mesquita, conversam sobre dinheiro e carreira com Bob Wolfenson, ícone da fotografia brasileira

Situação preocupante

Cuidado com as luzes acesas! Aneel mantém taxa adicional mais alta na contas de agosto

Tarifa cobrada na bandeira vermelha nível 2 é de R$ 9,49 por 100 quilowatts-hora (kWh), e agência continua avaliando se vai elevar o valor

O melhor do Seu Dinheiro

Os melhores investimentos do mês e as notícias que foram destaque na semana

lém do ranking, tivemos o Ibovespa em queda de 2,60, e uma entrevista exclusiva com o CEO da Ânima Educação, que busca um “modelo Magalu”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies