Menu
2020-07-14T17:27:24-03:00
Estadão Conteúdo
Presidente da Câmara

Câmara deve retomar debate sobre reforma tributária na 4ª, diz Maia

O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), aguardava a retomada da comissão mista, que reúne deputados e senadores, mas não foi possível, por isso, dará continuidade apenas na Câmara

14 de julho de 2020
17:27
30/11/2018 PPI –  Reunião com Grupo de Integrantes da Juventude
(Brasília - DF, 30/11/2018) Rodrigo Maia. - Imagem: Marcos Corrêa/PR

A Câmara deve retomar na quarta-feira, 15, os debates sobre a reforma tributária. O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), aguardava a retomada da comissão mista, que reúne deputados e senadores, mas não foi possível, por isso, dará continuidade apenas na Câmara.

"Se pudermos retomar o debate com o Senado muito melhor, mas acredito que um novo IVA - Imposto Sobre o Valor Adicionado - nacional, simplificando os impostos sobre consumo, é muito importante, urgente e vai ser base importante da recuperação da confiança de nosso País. Então, vamos retomar esse debate", disse ele.

Meio ambiente

O presidente da Câmara voltou a afirmar a importância do meio ambiente para o futuro do País e atração de investimentos. "Venho alertando sobre esse tema desde o ano passado", disse. "O tema do meio ambiente é muito importante para o futuro do nosso País, o impacto nas mudanças climáticas, sabemos que a floresta Amazônica tem um peso muito grande nos resultados do País. Reafirmar os acordos que o Brasil assinou nos últimos anos é muito importante", afirmou.

Em meio às maiores taxas de alerta de desmatamento da Amazônia dos últimos cinco anos, foi exonerada nesta segunda-feira, 13, a pesquisadora responsável pelo grupo que monitora oficialmente a devastação florestal no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Lubia Vinhas foi retirada do cargo de coordenadora-geral de Observação da Terra do Inpe, departamento responsável pelos sistemas Deter e Prodes, que acompanham o desmatamento da Amazônia.

Ao ser questionado sobre essa exoneração, Maia falou da importância do tema e disse que o cuidado com o meio ambiente precisa ser sinalizado não só com palavras, mas com ações concretas.

Ele disse ainda que é necessário o fortalecimento de agências ligadas ao meio ambiente.

Fundeb

A votação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) pela Câmara dos Deputados deve acontecer na próxima semana, segundo o presidente da Casa.

"O governo pediu que nós construíssemos as condições para que o novo ministro pudesse participar do debate", disse Maia.

Segundo ele, a relatora da Proposta de Emenda à Constituição que trata do tema, deputada Dorinha Seabra (DEM-TO), está aguardando um convite ao novo ministro da Educação, Milton Ribeiro, para debater o tema.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

O melhor do seu dinheiro

O preço do diesel e o cobertor curto

Na briga do presidente Jair Bolsonaro para tentar baixar o preço dos combustíveis e do gás de cozinha no país, não foi só a Petrobras que apanhou. Pode ser que sobre também para os bancos. E na bolsa, as ações das instituições financeiras já sofreram um bocado nesta segunda-feira por causa disso. Tudo ia bem […]

FECHAMENTO

Brasília força Ibovespa a pisar no freio e bolsa quase zera ganhos após avançar mais de 2%; dólar fica estável

No exterior, as bolsas tiveram dias de ganho expressivo, com os mercados repercutindo de forma positiva a aprovação do pacote de estímulos americano e uma nova opção de vacina

Proposta na mesa

Aumento de tributação aos bancos está sendo discutido para compensar a desoneração do diesel

A lógica proposta seria da CSLL subir para compor a compensação dos tributos com o intuito de zerar a tributação do diesel e do gás de cozinha, tendo um custo total de quase R$ 3,6 bilhões.

Concentrado

Foco de Biden é a aprovação do pacote de US$ 1,9 trilhão, diz Casa Branca

O texto foi avalizado pela Câmara dos Representantes no fim de semana e ainda precisa ser analisado pelo Senado.

Casamento do ano?

Fusão de Hapvida e Intermédica deve revolucionar setor de saúde, apontam analistas; ações sobem mais de 5%

Para analistas, união das companhias não deve encontrar grandes dificuldades para conseguir aprovação do Cade, com o ponto mais crítico sendo, possivelmente, Minas Gerais, onde ambas concentram 16% do mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies