Menu
2020-05-19T10:16:33-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Estratégias na crise

“Quem deixar dinheiro em caixa vai perder chance de ganhar dinheiro”

Se esta crise não for uma oportunidade de colocar o dinheiro para trabalhar não sei quando será, diz Fabio Okumura, sócio e gestor da Gauss Capital; conheça as principais posições da gestora

19 de maio de 2020
5:53 - atualizado às 10:16
Fabio Okumura, sócio e diretor de investimentos da Gauss Capital
Fabio Okumura, sócio e diretor de investimentos da Gauss Capital - Imagem: Divulgação

O ano de 2020 não começou bem para a Gauss Capital. Em janeiro, o principal fundo da gestora que possui aproximadamente R$ 2 bilhões em patrimônio ficou no zero a zero e no mês seguinte sofreu um tombo de 7%.

Mas no fatídico mês de março, quando o resto do mercado sofria com o tombo de 30% da bolsa e a disparada da dólar, a Gauss fechou com uma alta de pouco mais de 1%. Em abril, obteve um retorno de 7,5% e recuperou as perdas do começo do ano.

“Nós estávamos otimistas, o que eu não acho um erro porque o mercado estava pronto para acelerar se não fosse o vírus. Mas corrigimos e viramos a mão muito rápido”, me disse Fabio Okumura, sócio e diretor de investimentos da Gauss, em uma conversa que tivemos por videoconferência.

O ponto da virada para o gestor ocorreu durante o Carnaval, com as notícias sobre os casos de coronavírus na Itália e no Irã.

Foi o sinal de que a pandemia do coronavírus poderia se tornar um problema global, o que levou a uma redução nas posições de maior risco logo no começo do choque nos mercados financeiros globais.

Caixa não é rei

Diante da grande incerteza sobre a magnitude e os impactos da doença na economia, muitos gestores têm optado por manter uma parcela dos recursos em caixa à espera de uma melhor definição do cenário.

Mas o sócio da Gauss, que antes de montar a própria gestora trabalhou na tesouraria de bancos como Itaú Unibanco e Credit Suisse, é contrário a essa tese.

Para ele, quem mantiver os recursos em caixa, rendendo cada vez menos com a queda das taxas de juros, vai perder a chance de ganhar dinheiro.

“Se esta crise não for uma oportunidade de colocar o dinheiro para trabalhar não sei quando será” – Fabio Okumura, Gauss Capital

Ele se diz “conservadoramente otimista” com relação ao desfecho da crise e reconhece que de fato existe muita incerteza. “Ao mesmo tempo, o deslocamento de preços nas últimas semanas criou muita oportunidade.”

Sem “ideia genial”

Mas onde estão essas oportunidades? O gestor da Gauss disse que não há uma única posição responsável pelos retornos do fundo. “Não tivemos uma ideia genial, nem acho correto investir dessa forma.”

Em abril, a Gauss surfou a alta da bolsa norte-americana, que devolveu boa parte da forte queda no mês anterior puxada principalmente pelas ações de tecnologia.

As cinco grande empresas do ramo – Apple, Amazon, Facebook, Microsoft e Google – respondem por quase 20% do S&P500, principal índice da bolsa da Nova York. Por isso mesmo, ele avalia que não dá para ficar de fora da bolsa norte-americana. “A crise está fortalecendo essas empresas”, diz.

Além de apostar na Amazon, Okumura me disse que se vale de uma das filosofias do fundador da gigante de comércio eletrônico, Jeff Bezos, para orientar os investimentos do fundo no atual momento de incerteza.

“Em vez de tentar adivinhar quais negócios vão sobreviver, tentamos responder o que não vai mudar daqui a dez anos.”

Nesse sentido, o gestor não compartilha da visão extremamente pessimista do mercado hoje para as empresas aéreas. “Pode ser que fique mais caro voar daqui para frente e que mude os protocolos de segurança, mas a indústria não vai acabar.”

De todo modo, a Gauss fez valer a visão mais conservadora adotada na crise e aproveitou a alta recente para reduzir a exposição ao mercado acionário.

A maior posição do fundo, contudo, segue no mercado norte-americano, só que agora na área de crédito.

Com a garantia dada pelo Banco Central norte-americano (Fed) dentro das ações de combate à crise, o gestor aproveitou para colocar na carteira de títulos de dívida de empresas com boa qualidade de crédito (high grade).

Dinheiro difícil no Brasil

O lado conservador do gestor da Gauss também se faz mais presente quando questionado sobre a visão para o mercado brasileiro.

Para Okumura, a turbulência política e a bateção de cabeça no combate ao coronavírus tornam o cenário para investir ainda mais difícil por aqui. Nesse sentido, ele avalia que tem opções melhores e menos arriscadas no exterior.

“A gente não precisa se gabar de ganhar o dinheiro mais difícil do mundo, nosso trabalho é obter o maior retorno possível com menor risco.”

Isso também não significa que a Gauss esteja vendida na bolsa brasileira ou em real. Embora considere que o dólar tem espaço para subir mais, a gestora tem hedge (proteção) da exposição aos ativos no exterior.

No mercado de juros, a gestora tem uma pequena posição em títulos públicos atrelados à inflação. “Não tem como ser gestor vindo de tesouraria no Brasil e ficar fora desse mercado.”

Nos dois grupos que se formaram no mercado depois que o Banco Central surpreendeu ao reduzir a Selic em 0,75 ponto percentual, Okumura faz parte dos que defendiam um corte menor dos juros.

Mas o gestor diz não ser um grande crítico da decisão do Copom. “Entendo que o BC não deveria ter cortado tanto os juros, mas reconheço os desafios neste momento.”

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Balanço da covid no país

Brasil supera Itália em número de mortes por coronavírus e chega a 33.884

O Brasil registrou 33.884 mortes provocadas pelo coronavírus até agora. Há 612.862 casos confirmados da doença em todo o país

coronavírus na energia

Copasa prorroga pagamento de contas devido à pandemia

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) informou que prorrogou os prazos das medidas de auxílio aos clientes, a fim de minimizar os impactos à população devido à pandemia do novo coronavírus

seu dinheiro na sua noite

Licença para gastar

Na crise financeira de 2008, as autoridades dos países desenvolvidos se encontraram diante de um dilema: era certo usar dinheiro público para salvar os bancos que estavam à beira da falência? Se por um lado eles foram os grandes culpados pelo próprio destino, por outro os efeitos colaterais de uma quebradeira no sistema financeiro afetariam […]

Recorde histórico

Em meio à pandemia, poupança tem captação líquida recorde de R$ 37,201 bilhões em maio

Este é o maior volume de depósitos líquidos em um único mês em toda a série histórica do BC, iniciada em janeiro de 1995

Bolsa imparável

Ibovespa sobe pelo quinto dia, desafiando até mesmo o tom mais cauteloso no exterior

O Ibovespa contrariou a tendência global e fechou em alta, aproximando-se do patamar dos 94 mil pontos. O tom mais cauteloso visto lá fora só foi sentido no mercado de câmbio, com o dólar à vista subindo e voltando a R$ 5,13

MP 936

Maia avalia que desoneração de folha evita mais desemprego na crise

Para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a prorrogação da desoneração da folha de pagamento até o fim de 2021, como proposto no texto da medida provisória 936 aprovada pela Câmara, vai evitar um impacto de R$ 10 bilhões nos custos de mão de obra de 17 setores

Efeito covid

Busca por passagem aérea no Brasil atinge mínima histórica no Google

Diante de pandemia que deixou aéreas sem operação e impôs isolamento, as buscas por passagem aérea no Brasil atingiram o menor nível histórico no Google

Marink Martins: In GOLD we trust

Marink Martins vai apresentar o que se passa na mente dos principais investidores internacionais, condensando a avaliação de quem já esteve a frente da tesouraria de grandes bancos nos EUA e no Brasil.     Sem opções rentáveis na renda fixa, todos querem alternativas seguras. Agora, Marink Martins compartilha exclusivamente com você qual poderá ser a […]

Bruno Bianco

Meta é incluir informais no mercado formal no pós-pandemia, diz secretário

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, afirmou que o governo federal estuda como incluir no mercado formal a população de trabalhadores informais que precisou recorrer ao governo federal para receber o auxílio emergencial de R$ 600

Pré-sal

Com vinda de navios-tanque, Petrobras eleva capacidade de escoamento do pré-sal

A Petrobras recebe na próxima semana a primeira de quatro embarcações previstas para este ano para escoar a produção das plataformas do pré-sal

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements