Menu
2020-11-04T11:47:46-03:00
Estadão Conteúdo
recuperação

Vendas de veículos sobem 3,54% em outubro e têm melhor mês do ano, diz Fenabrave

Desagregando o resultado por segmento, as vendas de carros de passeio e utilitários leves, como picapes e vans, tiveram no mês passado alta de 3,25% em relação a setembro e queda de 14,89% no comparativo anual

4 de novembro de 2020
11:20 - atualizado às 11:47
Carro automóvel veículos indústria
Imagem: Shutterstock

As vendas de veículos novos no País - entre carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus - somaram 215 mil unidades no mês passado, com alta de 3,54% na comparação com setembro. Foi o maior volume do ano, mas ainda abaixo do ritmo de até um ano atrás. Quando comparadas ao mesmo mês de 2019, outubro mostra redução de 15,11% no total de veículos que saíram das concessionárias, conforme balanço divulgado hoje pela Fenabrave, entidade que representa as revendas de automóveis.

No acumulado de janeiro a outubro, as vendas de veículos, num total de 1,59 milhão de unidades, mostraram queda de 30,38% frente ao volume dos dez primeiros meses de 2019.

Em comentário sobre o desempenho do setor no mês passado, o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, destacou que o mercado vem se recuperando gradativamente. "O mês de outubro é, até o momento, o que registra o recorde do ano … Notamos que os clientes estão mais confiantes e tomando a decisão de compra, que é facilitada pela maior oferta de crédito", observou Assumpção Júnior.

Desagregando o resultado por segmento, as vendas de carros de passeio e utilitários leves, como picapes e vans, tiveram no mês passado alta de 3,25% em relação a setembro e queda de 14,89% no comparativo anual.

No total, 205,2 mil carros foram licenciados em outubro, quando a Fiat liderou o mercado, com 18,67% das vendas totais, seguida por Volkswagen (16,71%), General Motors (16,60%) e Hyundai (8,31%). No acumulado do ano, as vendas de carros registram queda de 30,89%, num total de 1,5 milhão de unidades.

Já as vendas de caminhões subiram 7,76% frente a setembro, mas recuaram 16,12% na comparação com outubro de 2019, somando 7,97 mil unidades. O resultado leva as vendas de caminhões acumuladas desde janeiro para 70,6 mil unidades, com queda de 16,23%.

No mercado de ônibus, foram emplacados 1,8 mil veículos no mês passado, o que representa uma alta de 19,92% em relação a setembro. Na comparação com outubro de 2019, as vendas de coletivos, segmento atingido em cheio pela menor circulação de pessoas, recuaram 31,78%. Desde janeiro, um total de 14,9 mil ônibus foram vendidos no Brasil, 33,76% a menos do que nos dez primeiros meses de 2019.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

a hora e a vez do rali do câmbio

Dólar cai forte e fecha no menor nível desde julho; confira 5 razões para a queda da moeda

A moeda americana terminou novembro em queda firme e iniciou dezembro da mesma forma, tombando 2%. O que explica esse movimento? O Seu Dinheiro explica

dados do ministério da saúde

Covid-19: Brasil tem 173,8 mil mortes e 6,38 milhões de casos

Em 24 horas, foram registrados 50.909 diagnósticos positivos para a doença

pandemia

Vacinação contra covid-19 deve começar com profissionais da saúde, idosos e indígenas

Proposta preliminar foi discutida em reunião realizada hoje (1º) com a participação do Ministério da Saúde e outras instituições

seu dinheiro na sua noite

Onde eu devo investir meu dinheiro agora?

A pergunta do título é talvez a que eu mais ouço de amigos, parentes e colegas por trabalhar na cobertura de finanças e investimentos. Tenho certeza de que não é muito diferente para aqueles que trabalham no mercado financeiro como analistas, operadores e consultores financeiros e de investimentos. Esteja o profissional credenciado para dar recomendação […]

Bom negócio?

Itaú eleva preço-alvo das ações da Moura Dubeux

A companhia destacou uma sólida tendência de vendas até o momento no quarto trimestre, impulsionada pela “impressionante” velocidade de vendas dos empreendimentos lançados recentemente.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies