Menu
2020-11-04T11:47:46-03:00
Estadão Conteúdo
recuperação

Vendas de veículos sobem 3,54% em outubro e têm melhor mês do ano, diz Fenabrave

Desagregando o resultado por segmento, as vendas de carros de passeio e utilitários leves, como picapes e vans, tiveram no mês passado alta de 3,25% em relação a setembro e queda de 14,89% no comparativo anual

4 de novembro de 2020
11:20 - atualizado às 11:47
Carro automóvel veículos indústria
Imagem: Shutterstock

As vendas de veículos novos no País - entre carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus - somaram 215 mil unidades no mês passado, com alta de 3,54% na comparação com setembro. Foi o maior volume do ano, mas ainda abaixo do ritmo de até um ano atrás. Quando comparadas ao mesmo mês de 2019, outubro mostra redução de 15,11% no total de veículos que saíram das concessionárias, conforme balanço divulgado hoje pela Fenabrave, entidade que representa as revendas de automóveis.

No acumulado de janeiro a outubro, as vendas de veículos, num total de 1,59 milhão de unidades, mostraram queda de 30,38% frente ao volume dos dez primeiros meses de 2019.

Em comentário sobre o desempenho do setor no mês passado, o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, destacou que o mercado vem se recuperando gradativamente. "O mês de outubro é, até o momento, o que registra o recorde do ano … Notamos que os clientes estão mais confiantes e tomando a decisão de compra, que é facilitada pela maior oferta de crédito", observou Assumpção Júnior.

Desagregando o resultado por segmento, as vendas de carros de passeio e utilitários leves, como picapes e vans, tiveram no mês passado alta de 3,25% em relação a setembro e queda de 14,89% no comparativo anual.

No total, 205,2 mil carros foram licenciados em outubro, quando a Fiat liderou o mercado, com 18,67% das vendas totais, seguida por Volkswagen (16,71%), General Motors (16,60%) e Hyundai (8,31%). No acumulado do ano, as vendas de carros registram queda de 30,89%, num total de 1,5 milhão de unidades.

Já as vendas de caminhões subiram 7,76% frente a setembro, mas recuaram 16,12% na comparação com outubro de 2019, somando 7,97 mil unidades. O resultado leva as vendas de caminhões acumuladas desde janeiro para 70,6 mil unidades, com queda de 16,23%.

No mercado de ônibus, foram emplacados 1,8 mil veículos no mês passado, o que representa uma alta de 19,92% em relação a setembro. Na comparação com outubro de 2019, as vendas de coletivos, segmento atingido em cheio pela menor circulação de pessoas, recuaram 31,78%. Desde janeiro, um total de 14,9 mil ônibus foram vendidos no Brasil, 33,76% a menos do que nos dez primeiros meses de 2019.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

FECHAMENTO

Ibovespa ignora tensão em Brasília e NY no vermelho e avança 1%; dólar também sobe

Enquanto as blue chips garantiram o bom desempenho do Ibovespa, o dólar avançou 0,84%, pressionado pelo noticiário em Brasília

Exaltou integração

Presidente do Banco Central não enxerga competição entre bancos e fintechs

Segundo Campos Neto, a integração entre as mídias sociais e o sistema financeiro é maior inovação que existe no momento

Menos pontos e milhas

Setor de empresas de fidelidade encolhe quase 30% em 2020

O segmento de fidelidade movimentou R$ 5,3 bilhões em 2020, segundo a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF)

Estamos em um novo ciclo de alta de commodities?

Por que está se falando tanto em commodities? Isso é o que Matheus Spiess te explica no vídeo de hoje. Observando o histórico de ciclos de alta de commodities, presenciamos ciclos de altas de preços nas matérias primas. E estudos dizem que estamos na beira de um SUPERCICLO. Vamos ao passado: Início de 1900: 2º […]

Controle total

Petrobras: Cade aprova venda da participação da estatal em eólica para FIP Pirineus

Após a assinatura do acordo de R$ 32,97 milhões, o FIP Pirineus passa a deter o controle unitário do empreendimento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies