Menu
2020-12-10T16:07:00-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
desinvestimento desejado

Vale encaminha acordo para vender operações na Nova Caledônia

Companhia tenta há anos se desfazer de participação de 95% na VNC, localizada em arquipélago na Oceania, por ela ter custos muito elevados

9 de dezembro de 2020
7:57 - atualizado às 16:07
A mineradora Vale
Imagem: Shutterstock

Após idas e vindas, a Vale (VALE3) conseguiu encaminhar um acordo para vender sua participação na Vale Nouvelle-Calédonie (VNC), operação de extração de níquel localizada em Nova Caledônia, arquipélago francês localizado na Oceania.

O acordo vinculante, com opção de venda, foi assinado pela subsidiária Vale Canada Limited (VCL) com um consórcio formado em uma nova empresa chamada “Prony Resources”, liderada pela atual administração e funcionários da VNC e apoiada pelas autoridades caledonianas e francesas, com a Trafigura, uma trading especializada em commodities, sendo acionista minoritária. As partes estavam negociando desde novembro.

Segundo a Vale, a transação proposta, com conclusão prevista para o primeiro trimestre de 2021 e para a qual uma reserva de US$ 500 milhões será refletida em suas demonstrações financeiras, está sujeita a consulta ao conselho de trabalhadores da VNC e outras condições, incluindo aprovações pelas autoridades caledonianas e do Estado francês.

“Todas as partes desta negociação investiram uma quantidade significativa de tempo e esforço para alcançar uma solução para o futuro sustentável da VNC”, disse, em nota, o diretor executivo de metais básicos da Vale, Mark Travers.

A companhia tenta há anos vender sua participação de 95% nas operações na Nova Caledônia, que se tornou dela quando adquiriu a produtora de níquel canadense Inco, em 2006. As atividades no arquipélago têm custos e despesas muito elevados desde que entraram em operação, em 2011. A Vale chegou a realizar uma baixa contábil de US$ 314 milhões na VNC no segundo trimestre.

Em maio, ela anunciou um acordo de exclusividade para negociar a venda de sua participação nas operações para a australiana New Century Resources, mas não conseguiu acertar a venda.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Fim de uma era?

Grupo Globo anuncia o fim da revista Época; publicação passará a circular como encarte de jornal

O site da publicação também será integrado ao do jornal em uma decisão que busca enfrentar a transição do conteúdo físico para o online

Explica direito isso aí...

Procon-SP cobra explicações de Gol, Azul, Latam e mais 7 aéreas sobre cancelamentos, remarcações e reembolsos na pandemia

As empresas têm até o dia 10 de maio para responderem questionamentos sobre sua política de comercialização de passagens no período

Melhorias no ar

Azul divulga projeções e aposta em recuperação total no início de 2022

A companhia aérea foi a única das Américas a aumentar seu caixa em 2020 e aposta em um Ebitda de cerca de R$ 4 bilhões no próximo ano

Podcast Tela Azul

CASH3: Conheça a Méliuz, sua estratégia de cashback e saiba por que esta ação tech está bombando

Em entrevista para o Podcast Tela Azul da Empiricus, Lucas Marques, COO da Méliuz, conta sobre a onda da estratégia de cashback e como ela funciona. É falado também do atual foco da companhia em Growth, e dos planos futuros. Entenda o que é o “jabutiCAC”, jargão que surgiu nesta edição.

Desceu redondo

Na Ambev, a venda de cerveja garantiu o happy hour no primeiro trimestre

A Ambev reportou forte crescimento na receita líquida e no lucro no primeiro trimestre, impulsionada pelas vendas de cerveja no Brasil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies