Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-12-18T18:26:24-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
expansão

Ser Educacional anuncia aquisição da startup Beduka

Durante período de captação de alunos de 2020, portal atingiu mais de 800 mil visitantes, posicionando-se como um dos principais do segmento

18 de dezembro de 2020
12:10 - atualizado às 18:26
ser educacional
Imagem: Divulgação

A Ser Educacional (SEER3) informou que concluiu nesta sexta-feira (18) a aquisição do portal Beduka, startup no mercado de apoio online para alunos que buscam ingressar no ensino superior. A empresa não revelou valores.

Em comunicado, a empresa diz que a Beduka terá papel relevante no processo de atração de alunos, oferecendo suas soluções diferenciadas para apoiá-los em sua decisão educacional, bem como a utilização de sua tecnologia de busca em seus portais comerciais.

A Ser não divulgou estimativas para o potencial que a plataforma tem para ajudar no processo de captação.

O portal foi criado no final de 2017 pelos sócios William Valadão e Julian Anderson, em Belo Horizonte, com o objetivo de ajudar estudantes a ingressarem no ensino superior. Para atingir essa meta, oferece aos alunos três ferramentas: teste vocacional, buscador de cursos e preparação para o Enem.

A Ser destacou que o portal cresceu rapidamente desde sua criação e durante o período de captação de alunos de 2020 atingiu mais de 800 mil visitantes únicos, posicionando-se como um dos principais portais em seu segmento.

"Estamos observando um forte crescimento no volume e participação de matrículas realizadas via mídias digitais e por estratégias de marketing digital nos últimos anos no mercado de ensino superior, sejam para cursos na modalidade presencial ou a distância”, disse, em nota, o CEO da Ser Educacional, Jânyo Diniz.

“Com a Beduka, teremos já para a captação de 2021, uma plataforma que gera valor aos alunos, ajudando-os de forma eficiente e inteligente a escolherem os cursos que melhor se adequam a suas aspirações profissionais, de encontro com nossa estratégia de oferecer uma proposta de valor cada vez mais atrativa para os nossos alunos, com experiência cada vez mais diferenciada no mercado", complementou.

*Com informações da Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Fusão cheia de travas

Na Omega Geração (OMGE3), um grupo importante de acionistas está descontente — e quer barrar os planos da empresa

Fundos detentores de 28,6% da Omega Geração (OMGE3) se uniram e dizem que não vão aprovar a fusão com a Omega Distribuição nos termos atuais

Potencial de 36% de alta

Como fica a XP após a separação do Itaú? Para o JP Morgan, é hora de comprar as ações da corretora

A equipe do JP Morgan vê as pressões vendedoras nas ações da XP após a separação com o Itaú se dissipando; assim, a recomendação é de compra

Digitalização

A hora e a vez do e-commerce: com pandemia, comércio online mais que dobra e já chega a 21% das vendas do varejo

O fechamento das lojas físicas promovido pela pandemia fez o setor de varejo acelerar a aposta no e-commerce e nas vendas digitais

A bolsa como ela é

Stone, Inter e Méliuz caem forte na bolsa. É o fim das fintechs como as conhecemos?

Muito desse movimento tem a ver com a subida dos juros. Mas alguns fatores específicos também pesaram sobre as ações. Em alguns casos, pesaram com razão; em outros, nem tanto

Ajuste seu relógio

Pregão terá uma hora a mais a partir de novembro; entenda a mudança e veja a nova agenda da bolsa

As alterações começam a valer a partir do dia 8 de novembro; a B3 vai ajustar a bolsa para refletir o fim do horário de verão nos EUA

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies