Menu
2020-01-14T18:41:50-03:00
Após anúncio de paralisação

FUP reivindica garantias trabalhistas dos funcionários da Fafen-PR, da Petrobras

Petrobras anunciou nesta terça-feira que vai hibernar a unidade produtiva com o argumento de que o negócio é insustentável

14 de janeiro de 2020
18:41
Petrobras
Imagem: shutterstock

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) vai reivindicar à diretoria da Petrobras as garantias trabalhistas dos empregados da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen-PR), instalada no Paraná, como informou em nota oficial. A estatal anunciou nesta terça-feira, 14, ao mercado que vai hibernar a unidade produtiva com o argumento de que o negócio é insustentável.

No início da tarde, o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) antecipou que a suspensão das atividades da Fafen-PR vai provocar o desligamento de 396 empregados, além dos 600 terceirizados. "No nosso acordo coletivo, temos uma cláusula que proíbe a demissão em massa antes da negociação com o sindicato e que seja concluído um plano de demissão. O que a empresa apresentou foi unilateral", afirmou o diretor do Sindiquímica Paraná, Caio Rocha.

A Petrobras, em comunicado à imprensa, informou que os empregados "receberão, além das verbas rescisórias legais, um pacote adicional composto de valor monetário entre R$ 50 mil e R$ 200 mil, proporcional à remuneração e ao tempo trabalhado; manutenção de plano médico e odontológico, benefício farmácia e auxílio educacional por até 24 meses, além de uma assessoria especializada de recolocação profissional."

Ao Broadcast, a empresa disse também que os trabalhadores desligados não serão integrados à companhia. Ela alega que a fábrica de fertilizantes tem "autonomia estatutária e personalidade jurídica distintas, patrimônio e gestão próprios, tratando-se, portanto, de empresa distinta e autônoma da Petrobras. Ou seja, os empregados da Ansa (Araucária Nitrogenados) não são empregados da Petrobras".

Ao criticar o movimento da estatal de se desligar do negócio de fertilizantes, a FUP alegou ainda que o fechamento da Fafen-PR vai contribuir para aumentar a dependência da agroindústria brasileira da importação de fertilizantes.

"As Fafens serviam como lastro para agroindústria escolher onde comprar. Agora, ela vai ficar à mercê das altas de preços no mercado internacional, da variação do dólar e do aumento dos preços dos fertilizantes no mercado interno, já que estes não estarão mais sob responsabilidade da Petrobrás", afirma Deyvid Bacelar, diretor da federação.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Exclusivo SD Premium

Por que a nova “febre do ouro” ainda está longe do fim

Acredito que o mercado vai agora acumular ao redor de US$ 2.000, antes de retomar a subida. Embora estejamos falando de ouro virtual, não é nenhum exagero dizer que estamos em nova corrida do ouro, com todas as suas alegrias e decepções

Otimismo cauteloso

Lucro da Movida tomba 94% no segundo trimestre, mas CFO espera recuperação: ‘Carro sai mais forte’

Companhia está “cautelosamente otimista”, diz Edmar Lopes Neto, que prevê crescimento da frota e atesta recuperação da demanda

listagem no novo mercado

Caixa Seguridade protocola retomada de IPO na CVM e listagem na B3

Caixa Seguridade informou que a controladora protocolou perante ao órgão e à B3 o pedido de retomada do registro de IPO de ações ON

números da pandemia

Covid-19: Brasil tem 104 mil mortes e 3,16 milhões de casos acumulados

Ontem o painel trazia 103.026. Ainda há 3.454 óbitos em investigação

seu dinheiro na sua noite

O Ibovespa entre o Céu e o Inferno

Desde que ultrapassou novamente os 100 mil pontos, em meados de julho, o Ibovespa tem ficado meio… de lado. Essa é a expressão usada no mercado quando um índice ou ativo fica nesse “chove não molha”: sobe um pouquinho, cai um pouquinho, mas sempre rondando o mesmo patamar. E não é que o noticiário esteja […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements