Menu
2020-07-26T18:06:54-03:00
Daniele Madureira
Daniele Madureira
Daniele Madureira é jornalista freelancer. Formada pela Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero, tem pós-graduação em Jornalismo Social pela PUC-SP. Foi editora-assistente do site Valor Online, repórter dos jornais Valor Econômico, Meio & Mensagem e Gazeta Mercantil. Colaborou com as revistas Exame, Capital Aberto e com a edição do livro Guia dos Curiosos.
Superação

Ela estudou a vida de mais de 1 mil pessoas de sucesso. Aqui estão 11 lições que aprendeu

26 de julho de 2020
18:06
vitória
Imagem: KieferPix/shutterstock

Polina Marinova é a fundadora e autora do The Profile, um boletim informativo que apresenta os perfis de pessoas e empresas de sucesso - não necessariamente famosas. The Profile cultivou uma comunidade de milhares de leitores que estudam as vitórias e perdas das figuras mais bem-sucedidas do mundo a cada semana. Aqui ela conta seu depoimento ao Business Insider.

Li mais de 1.000 perfis desde que comecei a escrever o The Profile em 2017, um boletim semanal com os melhores artigos de pessoas e empresas interessantes.

As histórias incluíram figuras de destaque como Elon Musk, Sheryl Sandberg, Jay-Z e Harrison Ford. Mas eles também incluíram algumas pessoas de perfil bem menos conhecido, como o homem que desativou a conta do Twitter de Donald Trump e a mulher que levou o Uber a ficar de joelhos.

Aqui estão as 11 lições que aprendi, graças às pessoas mais bem-sucedidas do mundo.

1) Cerque-se das pessoas que você deseja se tornar
Há um ditado que diz: "Mostre-me seus amigos mais próximos e eu mostrarei o seu futuro". Ninguém sabe disso melhor do que o astro do basquete Kevin Durant.

Enquanto ele estava ganhando campeonatos da NBA, Durant também estava se tornando um dos investidores anjo mais ativos da liga. Ele se cercou de algumas das elites do Vale do Silício: Ron Conway, Chamath Palihapitiya e Ben Horowitz. Não há melhor maneira de aprender do que fazer amizade com as pessoas cujo caminho você admira.

"Comecei a ler, realmente ler, sobre todos esses homens de sucesso que não jogavam basquete", lembrou Durant. Ele devorou ​​livros sobre Jeff Bezos e Steve Jobs. "Voltei a Nikola Tesla e [Cornelius] Vanderbilt", diz.

2) Você pode ser mais do que uma coisa na vida
Charlene de Carvalho tinha 47 anos e era mãe de cinco filhos quando seu pai morreu e a deixou na empresa da família. Não é grande coisa até você perceber que o negócio da família significa administrar a Heineken, que emprega mais de 73 mil pessoas. Charlene teve 10 dias para fazer uma escolha: continuar vivendo confortavelmente como dona de casa ou administrar a cervejaria número 3 do mundo sem experiência comercial anterior. Ela escolheu a última opção, e agora é uma das mulheres mais ricas do mundo.

Não convencido? Aqui está outro exemplo: Hatem El-Gamasy faz sanduíches durante o dia em uma bodega do Queens e aparece no noticiário da TV egípcia à noite. Quando ele recebe uma ligação do produtor, veste o paletó, vai para o estúdio improvisado, senta-se em um vaso sanitário e olha para a câmera para discutir as últimas notícias.
Nunca é tarde para se reinventar.]

"Muitos podem dizer: 'Ele é apenas um cara que faz sanduíche. Como ele fala sobre esses grandes problemas?'" disse El-Gamasy, 48 anos. "Mas também sou um cara educado e fazer sanduíches não é ilegal".

3) Comprometa-se com o processo. Os resultados vêm sozinhos
Uma pessoa sábia me disse uma vez que a persistência é o indicador número 1 de sucesso. Você precisa se comprometer com algo e refinar o processo repetidamente. Os resultados seguirão.

O técnico de futebol do Alabama, Nick Saban, tem uma visão que ele literalmente chama de "o processo" - uma filosofia que enfatiza a preparação e o trabalho árduo sobre os resultados.

Trata-se de examinar constantemente os pontos fracos e melhorar gradualmente. Se você ficar aquém, trabalha para encontrar o padrão de excelência da próxima vez. E se você vencer, trabalha para combater a complacência. O processo, então, nunca termina. "Não é o que você faz, é como você faz."

4) Fama e dinheiro não vão te satisfazer
A maioria das pessoas quer ser admirada e bem-sucedida. Muitas vezes, porém, esta é uma receita para o desastre. Basta olhar em volta. Temos Elon Musk: um gênio que lida com relacionamentos tóxicos a vida inteira. Brad Pitt: um homem de família aparentemente feliz com um sério problema com a bebida. George Clooney: o "homem mais sexy do mundo", com uma modelo em cada braço que lutou contra a solidão crônica.

A citação abaixo me fez perceber algo importante: somos todos Musk, Pitt e Clooney - com muito menos fama e dinheiro. Se você não está satisfeito agora, o que faz você pensar que * insira o que você mais deseja aqui * resolverá seus problemas? Não é assim que a vida funciona.

"É solitário no topo. Mas não para todos. É solitário no topo para aqueles que estavam solitários no fundo."

5) É difícil, mas necessário, ser honesto consigo mesmo
Muitos de nós não têm consciência, ou talvez não estejam dispostos, a reconhecer pelo que estamos lutando. A sensação do basquete Allen Iverson estava no tribunal para finalizar seu divórcio, e a magnitude da situação o atingiu quando viu "Iverson vs. Iverson" escrito no documento do divórcio. "Você olha pela sala do tribunal e vê a pessoa que ama mais que a própria vida, e consegue uma imagem. Tão forte quanto eu, esse foi o meu momento vulnerável", disse ele. Esse momento fez com que Iverson se concentrasse em ser um pai e parceiro melhores.

Então, como podemos garantir que não seja tarde demais antes de voltarmos à realidade? Isso ocorre através da auto-reflexão e transparência. Em um dos meus perfis favoritos, Jay-Z fala sobre tudo, desde seus problemas conjugais até seu tempo em terapia. A coisa mais difícil, ele diz, é ser honesto consigo mesmo.

"Você sabe, a maioria das pessoas se afasta, e a taxa de divórcio é de 50% ou algo assim, porque a maioria das pessoas não consegue se ver. O mais difícil é sentir dor no rosto de alguém que você causou e depois ter que lidar consigo mesmo. "

6) Uma voz pode ser mais poderosa do que todo o dinheiro do mundo
Quantas vezes você teve uma opinião que se opunha diretamente à da multidão? Provavelmente muitas. Mas muitos de nós acreditamos que o consenso é bom e desafiar o status quo é ruim, por isso mantemos a boca fechada. Permitam-me apresentar-lhe Susan Fowler, a denunciante de 26 anos que fez ficar de joelhos a mais valiosa empresa privada de tecnologia do mundo, o Uber. Uma voz que denunciou assédio sexual contra bilhões de dólares. Era obviamente difícil, mas ela o fez de qualquer maneira, porque era a coisa certa a fazer.
Aqui está outro exemplo: em uma das bolhas mais espetaculares dos últimos anos, a empresa de exames de sangue de Elizabeth Holmes, Theranos, passou de um unicórnio de US$ 9 bilhões no Vale do Silício para uma fraude, depois que um repórter do Wall Street Journal derrubou o baralho de cartas.

As pessoas mais poderosas são aquelas armadas com fatos, dados e ética.

"O Vale do Silício, que tem 80 quilômetros quadrados, criou mais riqueza do que qualquer outro lugar na história da humanidade. Não é do interesse de ninguém plantar besteira por lá".

7) Dor e reflexão levam ao progresso
Quase todos esperamos honestidade em nossos relacionamentos pessoais e profissionais. Muito poucos de nós exigem isso. Ray Dalio, o homem que construiu o fundo de hedge de maior sucesso do mundo, incentiva a transparência radical e a dissidência organizacional. Os funcionários da Bridgewater se classificam em critérios como assertividade e mente aberta, e criticam seus colegas e gerentes, independentemente da classificação. A esperança é que, se você for transparente com suas idéias e raciocínio, os melhores possam vencer em uma meritocracia das idéias. A máquina Dalio roda em uma equação: Dor + Reflexão = Progresso. Não é uma coisa ruim de experimentar.

"Acredito que o maior problema que a humanidade enfrenta é a sensibilidade do ego para descobrir se alguém está certo ou errado e identificar quais são seus pontos fortes e fracos."

8) Os maiores sucessos podem vir das falhas mais devastadoras
O especialista em xadrez russo Lev Alburt já jogou com algumas das figuras mais importantes do setor financeiro, incluindo Carl Icahn e Stephen Friedman. Os financistas tiveram aulas com Alburt para ficarem "frustrados, intimidados e desmoralizados". Por quê? Crescer. Quando você cresce, você melhora. E se você melhorar, você acaba vencendo. É por isso que a maioria dos nossos maiores sucessos ocorre geralmente depois das falhas mais devastadoras.

Outra história que ficou comigo foi a do jogador aposentado da NFL Ryan Leaf. Enquanto estava no campeonato, ele avaliou apenas três coisas - dinheiro, poder e prestígio. Depois de ser dispensado de várias equipes, Leaf desenvolveu um vício em analgésicos, tentou se matar e roubou. O que salvou sua vida? Uma sentença de 32 meses de prisão. Nada funcionava até seu colega de cela dizer a ele para ir à biblioteca da prisão e ensinar os reclusos a ler. Era o que ele precisava para deixar o nevoeiro. "Você sente pela primeira vez em sua vida que está fazendo algo por outra pessoa", escreveu ele. "Tudo não é sobre você. E seu narcisismo começa a diminuir."
A vida vai bater em você uma ou duas ou dez vezes, mas nada mudará até que você transforme seus erros em lições e comece a crescer em uma direção diferente.

"Você vai se aposentar, pensando que acabou e que não terá mais que lidar com a dor de ser um fracasso. Você simplesmente se afastará do jogo."

9) Realidade tem tudo a ver com perspectiva
Essa é uma lição difícil, porque você não pode realmente entendê-la até que esteja diante de uma dor inimaginável. Uma história com a qual todos podemos nos relacionar é a perda de um ente querido.

O marido de Sheryl Sandberg morreu subitamente há cinco anos. Após sua morte, Sheryl mandou uma mensagem para o seu chefe, CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, dizendo: "Urgente, por favor, ligue". Zuckerberg achou que era uma questão de trabalho, embora estivesse de férias. "Muitas coisas costumavam ser 'urgentes, por favor, ligue'", disse ele. "Hoje em dia elas não são." Só é preciso um momento para fazer você identificar os verdadeiros "urgentes" em sua vida.

"Expressar emoção quando você passa por uma dor extrema não é fraqueza. É humanidade."

10) Sua vida pessoal não é da conta de ninguém
Sou uma grande defensora da ideia de que sua vida pessoal deve ser exatamente isso - pessoal. Ninguém precisa saber detalhes íntimos, a menos que você decida compartilhá-los. Harrison Ford reafirmou minha opinião. Ford raramente dá entrevistas. E quando ele o faz, tem um repertório de histórias que repete para a mídia várias vezes.

Quando ele se desvia do roteiro, fica fisicamente desconfortável. Não é que ele se importe com o que as pessoas pensam, é que seus pensamentos mais íntimos "não são da conta de ninguém". Não fale sobre isso. Em vez disso, deixe que os outros falem.
"É sempre melhor não falar, eu acho. Apenas faça. Não explique. Especialmente se você estiver fugindo de algo."

11) É sua responsabilidade seguir adiante e dar esperança
A maior lição que aprendi ao ler milhares de perfis é que temos a responsabilidade de seguir adiante. Eu vejo isso constantemente. Vejo LeBron James e sua esposa Savannah trabalhando com estudantes de baixa renda e em risco em sua cidade natal. Vejo Priscilla Chan e Mark Zuckerberg executando uma das obras filantrópicas mais ambiciosas do mundo. Vejo o CEO da Chobani, Hamdi Ulukaya, dando emprego a imigrantes e refugiados no momento em que mais precisam deles.

Esta lição chegou em casa para mim ainda quando eu era pequena, e meus pais mantinham três a quatro empregos ao mesmo tempo e o dinheiro ditava as regras. Não era fácil ver uma saída.

Mas mesmo nos tempos mais difíceis, nunca esqueci os professores, tutores, mentores e estranhos que me deram algo que o dinheiro nunca poderá comprar: esperança.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Covas ou Boulos?

Como a eleição para prefeito mexe com o investimento em imóveis em São Paulo

Com revisão do Plano Diretor em 2021, investidor de ações de construtoras, fundos imobiliários e imóveis deve ficar de olho no resultado eleitoral. Há risco se Guilherme Boulos ganhar? E se Covas levar, setor pode ser beneficiado?

Dinheiro no bolso

Banco do Brasil anuncia pagamento de R$ 333 milhões em JCP do 4T20

Dessa forma serão pagos no dia 30 de dezembro e terão como base a posição acionária do dia 11 de dezembro de 2020

seu dinheiro na sua noite

Maradona e o rali da bolsa

O baixinho Maradona passa por dois marcadores, toca para o companheiro e depois corre para disputar a bola na área. Ele dá um salto e, de alguma forma, consegue subir mais que o goleiro inglês Peter Shilton para empurrar (literalmente) a bola para as redes. O lance do antológico gol de mão do craque argentino […]

fechamento dos mercados

Ibovespa desacelera com queda de Petrobras, mas fecha acima de 110 mil com Itaú e Vale e sobe 4% na semana

Bolsas americanas fecham para cima, renovando máximas históricas, em sessão mais curta; por aqui, ações de Petrobras reduziram alta perto do fim da sessão, eventualmente virando e fechando em queda, tirando índice acionário local da proximidade do pico intradiário

Urgente

Guilherme Boulos é diagnosticado com Covid-19

As agendas de campanha foram todas suspensas, e a coordenação da campanha vai propor à TV Globo que o último debate, previsto para hoje, seja feito de forma virtual.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies