Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-12-08T18:59:00-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
enxugando portfólio

BNDES planeja vender sua participação na Copel

Banco contrata BTG Pactual para realizar oferta pública de sua fatia de 24% no capital social da empresa de energia paranaense

8 de dezembro de 2020
11:43 - atualizado às 18:59
copel
Imagem: Divulgação

O BNDES está dando sequência ao processo de venda de suas participações em grandes companhias de capital aberto. Agora é a vez da Copel (CPLE6).

Em carta à companhia de energia paranaense, a BNDESPar, braço que administra as participações do banco de fomento em empresas, informou que contratou o BTG Pactual para coordenar a oferta pública para a venda de sua fatia de 24% no capital social.

A carta não informou quando a oferta será realizada, ressaltando que o lançamento dependerá das condições do mercado, principalmente preço, a aprovação dos órgãos internos e das autoridades reguladoras.

Redução de participação

Segundo a BNDESPar, a venda de sua fatia na Copel está de acordo com sua “atual estratégia de gestão da carteira”.

Acelerar a redução da carteira de ações era uma das metas do presidente Gustavo Montezano desde o início de sua gestão no BNDES, em julho de 2019. No início do ano, o banco fez a venda de suas ações ordinárias da Petrobras (PETR4), arrecadando R$ 22 bilhões.

Mais recentemente, em novembro, o banco se desfez de 40 milhões de ações da Vale (VALE3), embolsando R$ 2,5 bilhões. Em outubro, ele levantou R$ 6,9 bilhões com a venda de participação na Suzano (SUZB3).

No fim do ano passado, havia feito outra venda de ações, que marcou a saída do banco público da empresa de alimentos Marfrig (MRFG3). O movimento foi considerado simbólico, uma vez que, no início da década passada, o setor de frigoríficos cresceu contando com forte financiamento do BNDES.

O início da crise do coronavírus, em março, congelou as vendas do banco. Mas o movimento foi retomado assim que a Bolsa começou a se recuperar. 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Nova variante vira a mesa nos mercados, bitcoin entra em ‘bear market’ e outros destaques do dia

Se você já estava pronto para tirar o pó da sua fantasia de Carnaval, talvez seja melhor esperar mais um pouco. Além de algumas cidades brasileiras terem decidido adiar a festança por mais um ano, uma reviravolta no andamento da pandemia deixou mais uma vez o mundo em pânico. A variante B.1.1.529 (batizada de ômicron […]

FECHAMENTO DA SEMANA

Nova cepa do coronavírus pega mercado de surpresa; Ibovespa recua quase 4% no dia e apaga ganhos da semana

Ao longo da semana, o Ibovespa também foi pressionado pela indefinição em torno da PEC dos precatórios e a pausa para o feriado nos Estados Unidos

DINHEIRO NO FIM DO ANO

Yduqs (YDUQ3) pagará R$ 141 milhões em dividendos; confira o valor por ação

A empresa do setor de educação pagará cerca de R$ 0,40 por ação ordinária e o dinheiro cairá na conta dos acionistas em 7 de dezembro

OMICRON

5 fatos sobre a nova variante do covid que derrubou os mercados nesta sexta

O anúncio de que uma nova variante do coronavírus surgiu na África do Sul fez com que os mercados internacionais desabassem; veja o que sabemos até agora

REALIDADE AUMENTADA

Metaverso é oportunidade de US$ 1 trilhão e tem criptomoedas com alta de mais de 28.000% no ano; Facebook e Adidas já apostam

Para a gestora Grayscale, anúncios publicitários, eventos digitais e o e-commerce serão responsáveis pelo rendimento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies