Menu
2020-02-01T11:32:09-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
por pouco

Ações da Amazon sobem, mas empresa não consegue manter o US$ 1 trilhão em valor de mercado

Após números do quarto trimestre, varejista comandada pelo bilionário Jeff Bezos fechou o pregão valendo 995 bilhões

1 de fevereiro de 2020
11:27 - atualizado às 11:32
Placa de loja da Amazon
Imagem: Shutterstock

Após bater o US$ 1 trilhão em valor de mercado, a Amazon não conseguiu manter a marca. A varejista comandada pelo bilionário Jeff Bezos fechou o pregão desta sexta-feira (31) valendo 995 bilhões. Alphabet (a dona do Google), Microsoft e Apple já bateram a marca de US$ 1 trilhão.

As ações da Amazon subiram 7,39%, a US$ 2,008.72. Nos últimos 12 meses, valorização é da ordem de 33%. Veja como foi o dia dos investidores na sexta.

A Amazon chegou a bater a marca de US$ 1 trilhão depois de divulgar os resultados do quarto trimestre de 2019, reportando o crescimento de 21% na receita, a US$ 87,4 bilhões.

Os números da empresa foram impulsionados pelo bom momento do negócio de nuvem, que registrou receita de US$ 9,9 bilhões no trimestre, em alta de 34% com relação ao mesmo período do ano passado.

As vendas nos Estados Unidos, principal mercado da Amazon, também aumentaram: a receita na região cresceu 21,6%, para US$ 53,6 bilhões, ao longo do 4.º trimestre de 2019.

Outro fator que animou os investidores foi a redução em 21% do prejuízo que a empresa tem em mercados internacionais - isto é, fora da América do Norte.

As perdas, ao longo de 2019, somaram US$ 1,7 bilhão, contra US$ 2,1 bilhões na temporada anterior. É um índice que mostra que os investimentos da empresa em mercados como Europa, Ásia e América Latina podem dar retorno no futuro.

A empresa anunciou ainda que alcançou a marca de 150 milhões de assinantes do serviço de vantagens Amazon Prime, que inclui benefícios como frete grátis e serviços de streaming. Ao final de 2018, eram 100 milhões de contas ativas.

Aqui no Brasil, o Prime está disponível desde setembro, com mensalidade de R$ 10 ao mês. Segundo a Amazon, o serviço agradou: no relatório financeiro, a empresa disse que o Brasil foi o mercado que teve o crescimento mais rápido de assinantes pagos ao longo de sua história. A varejista, porém, não citou números.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

empresa de porto alegre

Startup Zenvia entra com pedido de IPO na Nasdaq

Empresa quer levantar até US$ 100 milhões; oferta terá seus recursos destinados para pagar o montante utilizado na aquisição da startup D1, entre outros

LDO

LDO de 2022 prevê ‘vacinas’ contra manobras do Orçamento

Proposta exclui a possibilidade de indicação das emendas de relator e proíbe o Congresso de subestimar despesas obrigatórias sem aval do Executivo

negociações no varejo

Negociação de venda da Hering à Arezzo envolve questões de negócio e familiares

Alta cúpula da Arezzo passou os últimos dias em reuniões e deverá formar um grupo de trabalho para tratar sobre a proposta para a Hering, afirmou uma fonte

fique de olho

Itaú anuncia pagamento de juros sobre capital próprio

Serão R$ 0,05648 por ação, com retenção de 15% de imposto de renda na fonte; pagamento é uma antecipação aos aos dividendos e JPC do resultado de 2021

mudanças na estatal

Conselheiro recém-eleito da Petrobras renuncia

Marcelo Gasparino da Silva foi eleito no último dia 12; executivo indica medida como “irrevogável”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies