Menu
2020-07-28T18:37:06-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Telefonia

Virou euforia: Ações da Oi disparam mais de 40% com nova proposta de TIM, Vivo e Claro

Uma valorização tão abrupta não é natural, por mais que as notícias para a Oi sejam mesmo muito positivas. Mas para um gestor de fundos com quem eu conversei, as ações ainda têm potencial mesmo com a alta desta terça-feira

28 de julho de 2020
17:35 - atualizado às 18:37
Imagem do prédio da operadora Oi
Imagem do prédio da operadora Oi, no bairro de Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro. - Imagem: Estadão Conteúdo/Paulo Vitor

Quem dá mais pela Oi? A disputa pelos ativos de telefonia móvel e fibra da operadora levou a uma corrida dos investidores pelas ações da empresa, que está em recuperação judicial desde 2016.

No pregão de hoje, as ações ON (OIBR3) da companhia dispararam 15,82%, cotados a R$ 2,05 e com um impressionante volume negociado de R$ 1,36 bilhão. Com menor liquidez, os papéis PN (OIBR4) foram ainda mais longe e subiram nada menos que 44,27%, para R$ 2,77.

É bom ponderar que uma valorização tão abrupta não é natural, por mais que as notícias para a Oi sejam mesmo muito positivas.

Os investidores reagem à informação à nova oferta formalizada pelo trio TIM, Vivo e Claro pela rede móvel da operadora, no valor de R$ 16,5 bilhões. A oferta considera, adicionalmente, a possibilidade de assinar com a empresa contratos de longo prazo para uso de infraestrutura.

Na semana passada, a Oi anunciou um acordo de exclusividade com a Highline para a venda da área de telefonia celular. Mas o cheque mais gordo das operadoras estabelece um novo piso para o negócio, o que justifica o otimismo renovado com as ações.

Como se não bastasse, as ações da Oi também reagem à notícia de que o BTG Pactual fez uma proposta pela unidade que concentra as redes de telefonia e banda larga fixa.

A proposta do BTG prevê a compra de 25% do capital total e 51% do capital votante, segundo o jornal Valor Econômico. A InfraCo é avaliada pela Oi em R$ 25,5 bilhões.

É para tudo isso?

Não há dúvidas de que a disparada repentina tem um certo componente de euforia. Mas para um gestor de fundos com quem eu conversei, as ações da Oi ainda têm potencial de alta mesmo com a valorização desta terça-feira.

No fechamento de hoje, o valor de mercado da companhia era de pouco mais de R$ 12 bilhões. Mas nas contas do gestor, que tem posição nos papéis da operadora, a Oi pode ser avaliada por pelo menos R$ 50 bilhões, considerando a venda da unidade móvel e de fibra.

Por outro lado, a companhia tem uma dívida da ordem de R$ 20 bilhões mais contingências estimadas em R$ 5 bilhões.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Após vacinação e apoio fiscal

Economia dos EUA está “em ponto de inflexão” positivo, diz Powell, do Fed

Economia norte-americana está prestes a começar a crescer muito mais rapidamente, afirmou presidente do banco central norte-americano em entrevista

nos estados unidos

Remuneração de CEOs cresceu em meio à pandemia

Recuperação do mercado de ações impulsionou ganhos de executivos em 2020, que tiveram remuneração média de US$ 13,7 mi no período

Após estremecimentos

China quer parceria estratégia com Brasil, diz chanceler asiático

Chanceler chinês, Wang Yi, falou com o novo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos Alberto Franco França.

entrevista

Bittar reafirma que Guedes sabia de acordo para destinar verba a emendas

Apontado como um dos artífices da “maquiagem” no Orçamento, o senador Marcio Bittar diz que não chegou sozinho ao valor de R$ 29 bilhões em emendas

Apesar da pandemia

Saúde perde espaço em emendas parlamentares

Números mostram estratégia dos parlamentares para destinar recursos para obras e projetos de interesse eleitoral em seus redutos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies