🔴 03/06 – ‘GATILHO’ PARA BUSCAR ATÉ R$ 2 MILHÕES COM CRIPTOMOEDAS PODE SER DISPARADO – SAVE THE DATE

Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Tema do momento

Acionista do Carrefour, Abilio Diniz quer que a empresa se torne referência na luta contra o racismo

No evento online, o empresário também falou sobre o futuro do varejo e suas visões positivas para a economia brasileira

Jasmine Olga
Jasmine Olga
26 de novembro de 2020
11:47 - atualizado às 17:16
Abílio Diniz, empresário bilionário brasileiro
Abílio Diniz, empresário bilionário brasileiro - Imagem: JB NETO/Estadão Conteúdo

Em evento virtual organizado pela Empiricus na manhã desta quinta-feira (26), o empresário Abilio Diniz, presidente do Conselho de Administração da Península Participações, utilizou os primeiros minutos da conversa para endereçar o elefante na sala: a morte de João Alberto Silveira Freitas em uma unidade do Carrefour no dia 19, em Porto Alegre. Freitas, um homem negro, foi brutalmente espancado por seguranças da loja.

A Península Participações, que gere os ativos da Família Diniz, tem participação acionária no Carrefour Brasil e no Carrefour Global, atuando como investidor minoritário influente.

O empresário se mostrou indignado e disse ter ficado chocado com a brutalidade do ato e que o racismo é 'completamente inaceitável'. Segundo Diniz, como acionista, sua companhia irá fazer pressão para que o Carrefour se torne uma referência mundial na luta contra o racismo, se tornando uma liderança nesta frente.

Após o caso, o Carrefour anunciou a criação de um Comitê Externo de Livre Expressão sobre a Diversidade e Inclusão. A rede também anunciou que além de R$ 25 milhões para apoiar o grupo, as vendas dos dias 26 e 27 de novembro também serão revertidas para as ações do comitê.

Nesta quinta-feira, as lojas do Carrefour estarão fechadas até às 14h e terão um minuto de silêncio em respeito à morte de João Alberto Silveira Freitas. As ações da companhia vêm sendo penalizadas nos últimos dias.

Na semana passada, o CEO do Carrefour Global, Alexandre Bompard, pediu uma revisão completa do treinamento de colaboradores e de terceirizados da subsidiária brasileira.

A era 'omnichannel'

Com uma vida dedicada ao varejo, o empresário que tranformou o GPA em uma potência também dividiu suas visões sobre o presente e o futuro do setor.

Para Diniz, as empresas devem voltar o seu foco total para o consumidor, que hoje, busca cada vez mais conveniência com e-commerce, delivery e serviços diferenciados, atendendo anseios que nem mesmo o consumidor sabe que tem.

O bilionário lembrou, no entanto, que nem sempre é fácil ir do físico para o digital, com o oposto sendo mais simples, e que segregar essas plataformas não é a melhor estratégia. A aposta está no omnichannel, uma integração completa entre os dois mundos e sempre utilizar as maiores varejistas do mundo como exemplos do que está dando certo e pode ser adaptado.

Questionado sobre o cenário do e-commerce brasileiro, muito impulsionado durante a pandemia, Diniz reconheceu a riqueza do segmento no país e disse que Magazine Luiza, B2W e Lojas Americanas estão fazendo um bom trabalho. "Mas tem mais gente. Além dos grandes também tem gente pequena se mexendo por aí e que vão surpreender", projetou.

O futuro do país

Assim como boa parte do mercado financeiro, Abilio Diniz também se mostrou ansioso para a aprovação das reformas tributária e administrativa, mas demonstrou também uma visão otimista para a economia do país.

“Acredito que, no começo do ano que vem, vamos passar a reforma tributária e administrativa. São reformas muito importantes”, afirmou o empresário, que também ressaltou a previsão de que a economia brasileira deve encolher menos do que nos países desenvolvidos.

Sobre a demora para a aprovação das reformas, Diniz afirmou que o mercado não deve ficar olhando pelo retrovisor. Para que os investimentos voltem para o Brasil, é preciso entregar segurança jurídica. "O Brasil é uma oportunidade. Vejo cenário difícil, mas vamos conseguir subir a montanha”.

Acionista do Grupo Carrefour, o empresário também mostrou expectativas otimistas para o futuro pós-pandemia. "Espero que o mundo seja mais solidário, olhe para os vulneráveis e faça mais inclusão".

Compartilhe

Memória

João Paulo Diniz, filho de Abilio Diniz, morre aos 58 anos

1 de agosto de 2022 - 8:01

De acordo com fontes próximas do empresário, João Paulo Diniz saiu para correr neste domingo, voltou e foi encontrado pela família no banheiro já sem vida

aquisição de peso

Carrefour Brasil faz big compra, adquirindo Grupo Big por R$ 7,5 bilhões

24 de março de 2021 - 7:23

Aquisição da antiga operação do Walmart no Brasil dará musculatura ao Carrefour, que passará a ter R$ 100 bilhões em vendas brutas

no topo do topo

Bilionários Bill Gates e Jorge Paulo Lemann são os mais populares entre brasileiros; confira ranking

24 de outubro de 2019 - 13:39

Entre janeiro e setembro, o nome de cada bilionário foi pesquisado mais de 600 mil vezes na internet, segundo levantamento da Semrush

Série: os mais ricos do Brasil

Abilio Diniz: um bilionário bom de briga

22 de setembro de 2019 - 5:42

Ele transformou a pequena doceria do pai na maior rede varejista do país e aos 82 anos continua na ativa

DE SAÍDA DA BOLSA

Como um investimento fracassado em BRF levou a Tarpon de mito a exilada do mercado

8 de janeiro de 2019 - 5:33

Uma das poucas gestoras de capital aberto, Tarpon vai sair da bolsa para se reestruturar. Companhia acreditava que poderia reerguer a BRF, mas aposta deu errado e gestora entrou em crise.

Operação Trapaça

Abilio Diniz presta depoimento à PF sobre BRF

28 de novembro de 2018 - 7:30

Empresário foi indiciado por estelionato, organização criminosa, crime contra saúde pública e falsidade ideológica

Contaminação de carne

Abilio Diniz entra na mira da Polícia Federal

15 de outubro de 2018 - 15:14

Empresário é acusado de estelionato, organização criminosa e falsidade ideológica em caso envolvendo contaminação de carnes de frango

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar