Menu
2020-03-28T08:47:15-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
pesquisa da xp

Selic ainda vai a 3,25%, dizem investidores institucionais

Pesquisa da XP com 34 instituições indica crença de que taxa básica de juros vai ser ainda mais reduzida no próximo Copom

19 de março de 2020
10:33 - atualizado às 8:47
Calculadora com sinal de porcentagem representando juros
Imagem: Shutterstock

A maioria dos investidores instituições ainda espera que a Selic seja reduzida de 3,75% para 3,25% nas próximas reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, segundo uma pesquisa da XP Investimentos realizada com 34 instituições.

O Banco Central não se comprometeu com novos cortes na taxa básica de juros nesta quarta-feira (17), após reduzir a Selic, anteriormente em 4,25%. Mas deixou a porta aberta, diante dos impactos econômicos do novo coronavírus.

Segundo a XP, 50% dos investidores institucionais ouvidos na pesquisa acreditam na Selic a 3,25% ao ano, enquanto 18% apostam em uma taxa a 3,00%. Antes da reunião de ontem do Copom, 18% acreditavam na Selic a 3,25%, mas 41% falavam em taxa básica a 3% ou menos.

Ainda de acordo com o levantamento, 59% acreditam numa redução de 0,50 ponto percentual logo na reunião de maio - anteriormente, apenas 12% apostava na redução no mês. Para 24%, a redução será de 0,25 pp na próxima reunião do Copom.

A XP explica que a pesquisa foi feita entre a noite de 18 de março e a manhã de hoje. Os entrevistados são gerentes de portfólio, economistas e consultores. A decisão do Copom sobre os juros acontece em 6 de maio, 17 de junho e 5 de agosto.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

LIÇÕES PARA O SEU DINHEIRO

Recomendações de leitura para um investidor em quarentena

Três livros para você sobreviver ao isolamento e sair deste furacão como um investidor ainda melhor.

O BC e o coronavírus

Preferimos ter um lado fiscal um pouco pior para que as pessoas possam honrar seus contratos, diz Campos Neto

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, destacou que a instituição se preocupa em dar condições às empresas cumprirem suas obrigações financeiras, evitando um movimento de quebra massiva de contratos

Crise da Covid-19

Brasil ultrapassa marca de 10 mil casos de coronavírus

Em 24 horas, o Brasil notificou mais de mil novos casos de coronavírus e outros 72 casos fatais. A taxa de mortalidade no país está em 4,2%

Em conversa com o setor de varejo

Governo faz o máximo para o dinheiro chegar à ponta final, diz Guedes

O ministro Paulo Guedes, participou de conferência com líderes do setor de varejo neste sábado, detalhando as inciativas do governo na crise do coronavírus

Guerra de preços

Arábia Saudita e Rússia continuam trocando farpas e trazem preocupação ao mercado de petróleo

Arábia Saudita e Rússia voltaram a trocar acusações no âmbito da guerra de preços do petróleo — e já se começa a falar que a reunião emergencial da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) da próxima segunda-feira foi por água abaixo

Impactos

Crise do coronavírus reduz consumo de carne e já paralisa 11 frigoríficos no país

A indústria da carne já começa a sentir os primeiros efeitos da crise do coronavírus, com uma menor demanda por produtos — o que paralisa alguns frigoríficos no país

Seu Dinheiro no Sábado

MAIS LIDAS: Um bilionário na luta contra o coronavírus

A notícia a respeito das iniciativas do bilionário Elon Musk no combate à pandemia de coronavírus foi a mais lida dessa semana no Seu Dinheiro

Ano difícil

Braskem fecha 2019 com prejuízo líquido de R$ 2,8 bilhões, revertendo o lucro de 2018

A Braskem encerrou 2019 com um prejuízo bilionário e contração nas receitas e no Ebitda em relação a 2018

LIÇÕES PARA AVALIAR UM NEGÓCIO

8 formas de saber se é um bom investimento

Na escola, seu boletim é a marca do seu sucesso. Nos negócios, são as demonstrações financeiras. Se você quer ser bem-sucedido, precisa saber como tirar conclusões sobre a saúde da empresa e seu potencial.

Queda do petróleo

Distribuidoras de gás natural pedem à Petrobras antecipação na redução do preço

Associação Brasileira de Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) solicitou à Petrobras uma antecipação para 1 de abril na redução do preço do gás natural que vai ocorrer em maio deste ano, da ordem de 10%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements