Menu
2020-05-15T09:44:47-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
diante da crise

‘Prévia’ do PIB indica queda de 1,95% no 1º trimestre

IBC-Br mostra tombo de 5,90% da economia em março, quando a crise do novo coronavírus começou

15 de maio de 2020
9:13 - atualizado às 9:44
pib 2020
Imagem: Shutterstock

A economia brasileira retraiu 1,95% no primeiro trimestre deste ano, segundo o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), divulgado pelo Banco Central nesta sexta-feira (15). O indicador é considerado uma "prévia" do Produto Interno Bruto (PIB).

A comparação é feita em relação aos últimos três meses de 2019, e com ajuste sazonal. Frente ao primeiro trimestre do ano passado, o recuo é de 0,28% (sem ajuste). O resultado apenas de março deste ano mostra um tombo de 5,90% frente ao mês anterior.

Em março, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o coronavírus era uma pandemia, uma nova doença com disseminação mundial. Naquele mês, o Brasil passou a ter medidas de distanciamento social.

Desde então, a economia tem forte retração, já que apenas serviços essenciais estão funcionando na maior parte do país. O resultado é que, entre outros indicadores, a produção industrial caiu 9,1% e o volume de serviços no Brasil recuou 6,9% em março, segundo o IBGE.

Já a produção de veículos diminuiu 99,3% em abril, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), na comparação é com o mesmo período do ano passado.

O mercado financeiro reforça a perspectiva de retração. Segundo o boletim Focus, do BC, o PIB deve cair 4,11% neste ano. Para o governo, o recuo será de 4,7%.

Oficialmente, o PIB do primeiro trimestre de 2020 é divulgado pelo IBGE no dia 29 de maio. No ano passado, a economia brasileira cresceu apenas 1,1%.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Covid no Brasil

Brasil chega a 465,1 mil casos por coronavírus e 27,8 mil mortes

Do total de casos confirmados, 189.476 pacientes foram recuperados

Agência de telecomunicações

Anatel acata decisão judicial e aprova regra que retira sigilo de ligações

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) regulamentou a questão ontem, 28, em cumprimento a uma decisão da Justiça Federal do Sergipe

seu dinheiro na sua noite

Adam Smith e o PIB da pandemia

A economia funciona desta forma: a produção de bens e serviços só existe em função do consumo. Essa conclusão não é minha, é claro, mas de Adam Smith. Citar o “pai” do liberalismo em um raro momento de consenso sobre a necessidade de maior atuação do Estado para conter os efeitos do coronavírus na economia […]

De novo

CVC adia mais uam vez entrega do balanço do quarto trimestre de 2019

A operadora e agência de viagens CVC informou nesta sexta-feira, 29, que as suas demonstrações financeiras referentes ao exercício de 2019 só devem ser apresentadas até 31 de julho

Auxílio emergencial

Caixa abre mais de 2 mil agências no sábado

Por enquanto, apenas quem recebeu a primeira parcela até 30 de abril e nasceu em janeiro pode sacar o valor

Saldo positivo

Após muita volatilidade, dólar acumula queda de 1,83% em maio; Ibovespa sobe 8,57% no mês

Uma suavização nos fatores de risco domésticos e globais permitiu que o dólar se despressurizasse em maio e levou o Ibovespa de volta aos 87 mil pontos

Presidente da Câmara

Maia rechaça aumento de impostos para suprir queda na receita e defende reformas

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que considera difícil qualquer tipo de aumento na carga tributária para compensar a queda de receita pública por causa da pandemia de covid-19

Para dirigentes de instituições

CMN estende restrição de dividendos até dezembro de 2020

O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu estender até dezembro de 2020 a regra que proíbe o aumento na remuneração de dirigentes de instituições financeiras e a distribuição de dividendos acima do mínimo obrigatório

Campos Neto fala

Para BC, é possível que efeitos do isolamento persistam até metade de 2021

Para Campos Neto, o medo que as pessoas sentem de serem contaminadas fará com que muitos mantenham hábitos adquiridos durante o período de quarentena

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements